Menu em imagem

Image Map

02 dezembro 2016

{Etc e tal... } ~ Tributo Rebobina ~

Oi Fabi! Você está atrasada?
Atrasada, eu? Magiiiiina! 😅

Oi oi, pipows!
Como estão?

Me perdoem pelo sumiço e pelos posts atrasados aqui no nosso especial mais que especial. Eu estava resolvendo uma série de coisas, e em breve conto do que se trata. O foco de hoje é outro.

Quando a Bia e eu começamos a planejar o Rebobina - sim, acreditem! A gente planeja tudo direitinho, tim-tim por tim-tim - combinamos de fazer um post em forma de tributo àqueles que nos fizeram tão felizes no passado, mas que hoje, infelizmente, estão ao lado do Papai do Céu. Era pra esse post ter ido ao ar na quarta-feira, um dia depois da tragédia que acometeu o time do Chapecoense. A nossa intenção era nos lembrarmos com carinho de alguns dos músicos, autores e artistas que nos deixaram... mas os acontecimentos deixaram tudo com um quê mais triste, sofrido, doloroso e significativo. Esse tipo de coisa nos lembra do quão efêmera é a vida. O quão frágil. Por isso, antes de começar nossa viagem ao passado, eu queria lembrá-los que é preciso viver. Nada de sobreviver... VIVER! Amar e dizer que ama. Pedir desculpas. Desculpar. Brincar. Ser feliz. Aproveitar as pequenas coisas que a vida nos oferece. A vida é curta demais pra deixarmos tudo isso passar despercebido... pra deixar tudo isso ser um mero detalhe.

#ForçaChape




















Como já deu pra perceber, o post de hoje veio cheio de saudade. Vamos relembrar algumas das figuras que fizeram parte da nossa infância, adolescência e também da fase adulta?

As décadas de 80 e 90 foram umas das mais importantes do quesito talentos. Grandes nomes da música, televisão, artes e afins tiveram o seu lugar ao sol, enquanto outros, mostraram que nem mesmo o tempo apagaria o seu sucesso. Infelizmente, muitos desses talentos nos deixaram...
Os bons se vão cedo demais...


 Se você é jovem ainda, jovem ainda, jovem ainda
Amanhã velho será, velho será, velho será
Ao menos que o coração, que o coração sustente
A juventude que nunca morrerá 



O que a Vovó Mafalda era? 
Um palhaço.
Qual o meu maior medo?
Palhaços.
E eu a amava. De verdade!
Loucura? Pode ser... só sei que pra mim a TV perdeu um pouco da cor depois que "ela" se foi.

E por falar em tragédias...

Aquele (um dos) que tinha o dom da palavra.
Aquele que escrevia cenas de sexo como ninguém!
Aquele que soube mesclar drama, suspense, romance e aventura em cada uma de suas histórias.
Saudades!
#SidneySheldon 


 "He said, 'I just think you're depressed
Kiss me, yeah baby and go rest' "


O criador de um dos meus desenhos preferidos da vida!
Obrigada, Charles Shulz!


 "I will never bother you
I will never promisse to
I will never follow you
I will never bother you" 


























"Tenho duas armas para lutar contra o desespero, a tristeza e até a morte: o riso a cavalo e o galope do sonho. É com isso que enfrento essa dura e fascinante tarefa de viver."
                                       ______ Ariano Suassuna


























"... Somos tão jovens
Tão jovens..."
#CoryMonteith #Glee


 "Eu vejo o futuro repetir o passado
Eu vejo um museu de grandes novidades
O tempo não para... "
















































Ainda odeio aquelas dez coisas em você... e você sempre será o melhor Coringa pra mim.
#HeathLedger































 "Um minuto, uma hora, não importa o tempo
Se estamos sós... 

























"Parece café, mas não é café, Chefe."
#MichaelClarkeDuncan






























"Gracinha!!!"
#HebeCamargo
























"E o salário, ó!"
#ChicoAnysio



 "Bittersweet memories
That is all  I'm taking with me" 



























#ForçaChape



Ah, que saudade!
Meu coração e minha memória queriam que eu colocasse mais tantas pessoas queridas...
Mas outras oportunidades virão!

Beijos!




21 comentários:

  1. Oieee, tudo bem e ai?
    Mais um post maravilhoso, sempre prezo por estar perto que quem eu amo, e sempre gosto de dar valor a coisas simples;
    Acho que são as coisas mais simples que trazem mais felicidade.
    É só saber dar valor *-*
    #ForçaChape não tenho nem o que dizer, muito triste com isso :/.

    Porque os bons morrem cedo né?
    Chorão foi uma das piores perdas pra mim, sou super fã, escuto as músicas todos os dias, o legado dele <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado computador por mandar meu comentário pela metade --'

      Chaves não tem como não amar né? Assistia todos os dias e nunca enjoava, que saudades.
      Um dos meu autores favoritos é o Sheldon, realmente escrevia como ninguém, queria mais livros dele :/
      Nirvana <3

      Excluir
    2. Quando o Chorão se foi o baque foi forte pra mim também. Fiquei sem acreditar! Charlie Brown Jr. fez parte da minha adolescência, fase adulta... me acompanhou nas festas, nas fases felizes e nas bad tb! Rs
      Sheldon é um dos gênios da literatura pra mim. Seu modo de escrever jamais ficará obsoleto, nem mesmo ruim. Pode passar o tempo que for! Se Agatha Christie é a Dama do Mistério, para mim ele é o Lorde do Suspense. Adoro muito!
      E Nirvana é muitoooo amor! Saudades, Kurt!
      #BonsTempos #FabiCobain - Eu assinava assim nas cartinhas e bilhetinhos que eu trocava no colégio! Cada uma da panela tinha um sobrenome combinando com o de seu artista preferido. Enquanto minhas amigas colocavam nomes de pagodeiros... eu arrasava com Cobain. shIUAhsuiHAs
      Beijos!

      Excluir
  2. Poxa que post mais emocionante. Eu preciso dizer que amei?
    Sua mensagem no início serviu demais pra mim.

    Beeijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom que ela serviu pra ti, Bia! Espero que tenha ajudado de alguma forma, rs!

      Beijos

      Excluir
  3. Oi Fabi! Que post lindo!
    Não importa a forma como aconteceram, essas mortes com certeza marcaram a vida de milhares de pessoas, inclusive a minha. Esses artistas, cantores, atores, jogadores e escritores deixaram coisas belíssimas na Terra, mas pena que partiram tão cedo :( A morte do Cory foi uma das que mais me marcou, pois sou uma grande fã da série Glee, e é triste ver pessoas que admiramos deixar a vida tão cedo. Mas é como você disse, temos que viver e aproveitar o máximo que conseguimos, principalmente as pequenas coisas, pois não sabemos como será o dia de amanhã.
    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto mais cedo as pessoas partem, mais chocante é, né? A gente sabe que mais cedo ou mais tarde todos nós partiremos... mas sempre queremos que seja bem mais tarde!
      E é como eu disse: precisamos aproveitar cada momento!

      Beijos

      Excluir
  4. Nossa Fabi, é muito triste ver que perdemos tantas pessoas especiais que fizeram a diferença nesse mundo e alguns tão novos! Sinto muita falta de alguns artistas que já se foram, até falei em outro post que às vezes parece que quero ir pra um show no cemitério, pq a maioria dos cantores que eu gosto já morreram. Achei linda a sua homenagem aos artistas que já se foram, ainda mais nessa semana que todos estamos abalados com o acidente do Chape. Infelizmente, pra morrer, basta estar vivo e eu acredito que nada acontece por acaso. Se esses já se foram, é porque cumpriram o seu papel aqui na Terra, por mais que a gente não entenda =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também preciso ir a um show no cemitério, Crissie... ou no céu! 90% das bandas, cantores e afins que eu gosto já se foram... como eu queria ter ido a um show deles! Aiai!
      Também penso que nada é por acaso, tudo está escrito (já dizia Zíbia Gasparetto). Quando nossa hora chega, não importa onde estejamos, é a nossa hora. Só é triste demais quando a hora de tantos chega ao mesmo tempo, né?

      Beijos

      Excluir
  5. Hey Fabi!!!!
    Esse tipo de post nos faz lembrar que nada é para sempre, que tudo pode acabar num estalar de dedos. Mas também significa, que devemos esta lutando sempre por sonhos, desejos, amores. Essa tragédia mexeu demais comigo, pois ela foi acarretada por outra pessoal. É tão doloroso, sentimos realmente a perda, como se fosse alguém próximo.
    Bjinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É preciso lutar, sonhar, amar, fazer. A vida vai embora tão de repente...

      Beijos

      Excluir
  6. Nossa, mas foi triste demais esse acidente. Quando vi no twitter tinha achado que o time perdeu ou alguma coisa assim. Antes fosse isso. Quando descobri o que aconteceu...ai. Que tristeza. Muito ruim gente.
    E vendo o post relembrei de alguns que fui "acompanhando" ao longo dos anos. Mas nenhum pesou tanto quanto esse recente. Talvez o do Mamonas, mas mal tinha um ano quando aconteceu. É só que sempre vi na tv quando relembravam o acidente e meus primos eram loucos neles. Meu tio também e lembro de escutar as músicas deles na casa da minha avó.
    Do pessoal do Chaves também bate uma certa perda né, por lembrar da infância e de assistir.
    É triste, mas muitos ainda marcam a vida da gente de alguma forma. Deixaram a sua marca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu irmão trabalha a noite e chegou aqui de manhã contando da tragédia. Ficamos imediatamente chocados e começamos a acompanhar na esperança de ter mais sobreviventes, mas infelizmente as coisas não saíram como todos nós gostaríamos, né. Eu senti como se tivesse revivendo a triste morte dos Mamonas Assassinas. Eu tinha uns nove anos, e fiquei arrasada, chocada. Acho que foi nesse momento que eu comecei a entender o sentido da morte, a entender o que é a tragédia. Foi triste demais, algo que me marcou muito!
      E ver que pessoas queridas como os atores do elenco de Chaves estão indo embora aos poucos é realmente triste demais. Fizeram parte da minha infância - e faz ainda hoje. Assisto sempre, rio das mesmas piadas, mesmo sabendo todas de cor!
      Que Deus dê um bom lugar a todos, e que as famílias sejam confortadas e regadas de amor!

      beijos

      Excluir
  7. Oi, Fabi!
    Estou um pouco atrasada para esse post, pois não sei como, só percebi ele agora, mas acho que confundi, porque havia respondido no outro Blog também!
    Pois bem, relembrar e homenagear essas pessoas, que, de alguma forma, fizeram parte de nossas vidas, é um ato bonito e que faz bem ao coração.
    Sempre é muito triste falar em morte, em perder alguém, na saudades...mas ficamos com as lembranças, as imagens gravadas e as que estão em nossa memória.
    Esse acidente terrível, que presenciamos a alguns dias, com certeza deixará marcas profundas, em todos nós. Mas precisamos desejar paz e muita luz a esses espíritos, que foram pessoas do bem.
    Lindo post.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Márcia!
      Falar de morte é algo sempre chocante e doloroso, ainda mais agora em que todos estão sofrendo com a tragédia do Chape. Mas é preciso que a gente sempre se lembre de todos com carinho, que ao lembrarmos, façamos uma oração para que o coração dos familiares esteja sempre confortado e que os espíritos dessas pessoas tão queridas estejam em um bom lugar!

      Beijos

      Excluir
  8. Aquele tipo de post que nos deixa de coração apertado. A tragédia com o time da Chapecoense foi arrasadora, a notícia abalou todo mundo e no fim das contas sempre pensamos como a vida é frágil e que do nada ela acaba, então temos que viver e aproveitar pois não sabemos o dia de amanhã.
    Muitos queridos citados ai em cima mas meu carinho todo especial vai pro Sidney Sheldon, um dos meus autores preferidos e que vai sempre morar no meu coração <3
    Lembrar do Heath Ledger sempre dói, a notícia da morte dele abalou a todos. Nosso eterno melhor coringa!
    Deixa eu ir ali enxugar minhas lágrimas rapidinho...
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu devia ter distribuído lencinhos antes de terminar o post, né? Eu o li aqui de novo e ficou realmente emocionante!
      Sheldon é um dos meus preferidos tb... sempre será!

      Beijos

      Excluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Oi Fabi.

    Se ler e ver as fotos não foi fácil, imagino que fazer esse post também não foi, né?
    Esse tipo de notícia tira nos chão e nos faz ficarmos um tanto estranhos, refletindo sobre quão frágil é, realmente, a vida.
    Algo com o qual nunca iremos nos acostumar é com a morte.
    É tão triste, sinto muito, me faltam palavras.

    :(

    Beijos.
    Alana Marques
    colecionadoresdelivross.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente foi, Alana!
      É engraçado que eu não saí pesquisando quem morreu em tal ano - algo que seria normal, acho. Eu simplesmente fechei os olhos, botei uma música que gosto e comecei a pensar. Anotei os que vieram primeiro à mente... e depois apareceram mais um monte (e eu queria ter colocado todos eles), mas fiquei com medo de que o post ficasse grande demais. Mas acho que com o pouco (nada de pouco!) que mostrei aqui, já deu pra nos deixar com saudades... nos comover... nos conscientizar que é preciso viver e amar como se não houvesse amanhã!

      Beijos

      Excluir
  11. Oi, Fabi!!
    Linda homenagem!! Quando comecei a ler essa postagem não imaginei que iria me emocionar tanto!! Foi uma postagem emocionante e ao mesmo tempo tão saudosa!! Tem nomes aqui que fazem parte da minha infância, adolescência... mas é mesmo que seja triste lembrar de tantas pessoas nos deixaram é bom lembrar dos bons momentos que eles nos proporcionaram.
    Beijoss

    ResponderExcluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo