Menu em imagem

Image Map

14 março 2018

{Hora da Pipoca!} ~ Extraordinário ~

Oie,  pipows!
Tudo bem por aí?

Por acaso tem uma caixa de lencinho aí por perto? Tem? Então, corre pra pegar e volta aqui. Hoje vamos falar sobre Extraordinário, o filme mais queridinho e sensível de todos os tempos!



Quando assisti: Nas férias, não sei a data certinha, rs!
Título: Extraordinário
Título original: Wonder
Distribuidor: Paris Filmes
Data de lançamento: 07 de Dezembro de 2017.
Direção: Stephen Chbosky
Gênero: Drama
Nacionalidade: EUA
Avaliação: 
Sinopse: Auggie Pullman é um garoto que nasceu com uma deformação facial, o que fez com que passasse por 27 cirurgias plásticas. Aos 10 anos, ele pela primeira vez frequentará uma escola regular, como qualquer outra criança. Lá, vai precisar lidar com sensação constante de ser sempre observado e avaliado por todos à sua volta. 

Sim. Dois corações porque eu não sou obrigada a dar um só pra essa coisinha mais linda do mundo!
Faz tempo que o filme foi lançado, todo mundo já ouviu falar dele e, certamente, vocês já leram duzentas e três mil resenhas sobre, mas eu não podia deixar de falar dele. O que vamos ter hoje não vai ser uma resenha sobre o filme, e sim, um bate papo, pois queria dividir com vocês o que eu senti ao assisti-lo.

Auggie é um carinha gente fina por demais que nasceu com uma rara deformidade facial, e que por isso, precisou passar por uma série de cirurgias ao longo dos seus 10 anos de vida. Ele foi alfabetizado em casa, mas seus pais decidiram que chegou a hora de ele frequentar uma escola como outra criança qualquer. Todo mundo sabe o quão cruéis as crianças podem ser, por isso, seus primeiros dias de aula foram infernais!

Bullying extremo, piadinhas, olhares curiosos e preconceituosos, conversinha fiada aqui e acolá... Acho que todo mundo já passou por isso, e isso faz com que fique fácil termos empatia pelo garoto, claro. Mas o fato de ele ser um cara fantástico, sensacional, boa gente e de coração imenso é que garantem nossa declaração de amor eterno a Auggie. E esse amor se estende por toda sua família, até mesmo por sua cachorrinha, Daisy (claro que eu gravei o nome da cachorrinha, oras. É uma catiora, genteeee! Catioros são os melhores!).


O primeiro dia de aula dele fez com que eu me lembrasse do meu primeiro dia. Foi horrível! Passei metade dele dentro da biblioteca - e não foi por causa do meu amor pelos livros, não. Foi por causa da zoação mesmo. Eu era miúda, magrela, branquela e, para piorar, usava óculos. Hoje é super normal ver as crianças usando óculos, suas armações são lindinhas e combinam com a sua idade... mas na minha época (#FabiVelhinha) não era assim. Ser apontada e zoada por causa de um par de óculos não chega nem aos pés de tudo pelo que Auggie passou por causa de seu rostinho, mas quando li o livro eu me identifiquei com ele imediatamente por isso. E foi aí que eu declarei meu amor, e foi aí que esse livro se transformou em queridinho/favorito, e o mesmo aconteceu com o filme.

Achei a adaptação bem fiel. Adorei a escala do elenco, acho que se encaixaram como uma luva! Jacob Tremblay me deixou de queixo caído com sua atuação! Mesmo com tanta maquiagem e sei lá quantas máscaras, ele conseguiu dar emoção a cada gesto do personagem, deixou ele real e crível. Ele me emocionou muito, de verdade. Seu olhar tocou minha alma, sem dúvidas. Outro cara que eu queria destacar é o Owen Wilson. Sou super fã dele, nem é segredo, e o papel de pai de Auggie parece ter sido predestinado a ele, caraca. Ele arrasou MUITO! Também me emocionou, e suas aparições sempre me deixavam de coração quentinho, me arrancavam risadas e, como eu já disse, me emocionou (eu vou repetir muito essa palavra, gente. Me aguentem!).


Ter bons amigos é uma dádiva. Conquistá-los da forma com que Auggie conquistou os seus, um talento para poucos. Ele precisou mostrar o que havia debaixo daquele rostinho diferente, mostrou mesmo quando todos não queriam ver. Se destacou por mérito próprio, fez por merecer os amigos maravilhosos que a vida lhe deu, e teve a confirmação de que eles estão ao seu lado exatamente por ele ser quem ele é. Isso também me emocionou (olha ela aí de novo!).



Como eu disse, a adaptação foi fiel, e algo que eu esperei muito para ver foi se iam manter aquela dinâmica de mostrar o ponto de vista de cada um dos personagens. Fiquei imensamente feliz quando vi que sim, esse detalhe importante foi mantinho, afinal, ele deu mais espaço para os demais tripulantes dessa nave de aceitação e amor. 

Quando eu terminei de ler Extraordinário pela primeira vez eu quis gritar para o mundo que esse era um livro maravilhoso, quis obrigar cada ser vivo a lê-lo, disse para mim mesma que, quando eu enfim realizar meu sonho de lecionar, esse, sem dúvidas, será um livro que farei com que meus alunos leiam, pois a importância do que tem ali é imensurável. Toda criança deveria lê-lo para aprender que é preciso lidar com as diferenças de forma educada, cortês e amável; que as palavras ferem mais que gestos; que é preciso dar uma chance para aquele coleguinha diferente, pois ele pode ser mais do que especial. Todo adulto deveria lê-lo para entender que o apoio da família é vital para a formação de pessoas boas e de caráter exemplar, que esses princípios vêm de berço SIM! Os adultos certamente aprenderão muito com Auggie, com sua família, com seus amigos.

Quando terminei de assistir o filme, eu quis fazer tudo de novo - quis gritar para o mundo que esse é um filme maravilhoso e quis obrigar cada ser vivo a assisti-lo. E o intuito desse post é exatamente esse: gritar para que cada um de vocês assista esse filme... OBRIGAR VOCÊS A ASSISTI-LO! Kkkkkkkkkkkkk #brincadeira #SQN


Queria convidar cada um de vocês a sentir o que eu senti. A se emocionar como eu me emocionei. A aprender que o amor é a base de tudo, que ele, juntamente com o respeito, fazem dos alicerces de cada um as estruturas mais fortes e inabaláveis do mundo. Eu queria que cada um de vocês pudesse se maravilhar com esse poder... e, principalmente, se maravilhar com o poder da amizade. 


"Todo mundo deveria ser aplaudido de pé pelo menos uma vez na vida, porque todos nós vencemos o mundo."  August Pullman

Ainda não assistiu? Ai, Senhor... que coisa feeeeia!
Assiste o trailer aqui (sei que já dever ter visto-o nas redes sociais cinco mil vezes, mas me deixa ser feliz e assiste, poxa!) e depois procura o filme pra assistir. Eu tenho certeza de que você não vai se arrepender! 😉



E, de brinde, um vídeo super legal que mostra como o ator mirim Jacob Tremblay se transformou em Auggie.



Beijocas, 

20 comentários:

  1. Este filme/livro sem sombra de dúvidas, foram uma das melhores coisas do ano passado! Li o livro e também senti essa vontade de dizer para todos: Leiam, por favor, leiam! Tanto que meu exemplar só voltou pra casa estes dias..rs andou bastante!
    E quando vi o filme,já saí também indicando para todo mundo e penso eu, que deveria ser um filme obrigatório nas escolas.
    Crianças são as coisas mais lindas do mundo, mas quando querem ser cruéis com outras crianças, elas conseguem!
    Eu sofri com isso de bullyng a vida toda, ao contrário de você, eu era gordinha, branquela, nerd demais e pra piorar tudo, já me sentia meio inferior a todo mundo.
    Na época do Fofão na tv, ganhei o apelido gentil na escola. Até quis parar de estudar, mas minha mãe não deixou.rs
    Naquela época, isso era apenas maldade de criança..e eu? Venci!
    Super recomendado tanto livro, quanto filme!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho orgulho de ter vencido as maldades das crianças, viu!
      E vc também tem, pelo jeito, e isso é lindo!!! <3
      Também era a nerd da turma... a anti social... a que falava engraçado...
      Mas hoje vejo que tudo aquilo serviu para me fortalecer e a ajudar a formar o meu caráter. Me fez ver o tipo de pessoa que eu não queria ser!

      Beijocas
      Fabi

      Excluir
  2. Amo esse filme, chorei horrores rsrs

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. aaaah tem um cisco no meu olhoo gente, to toda arrepiada aqui !! PEnsa em um livro e um filme que mexe comigo é este <3 amo muito e ele com certeza é um dos meus queridinhos <3 amo a sabedoria e inteligência de Auggie e fico olhando e pensando em como eu queria ter metade da força que ele tem para enfrentar tudo o que ele enfrentou e mais ainda o humor por que teve cenas que morri de rirr ahaha !! quase chorei com esse video da transformação e a homenagem que o pai daquele menininho que tem a doença, fez para o Jacob <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também queria ter um bocadinho da força do Auggie, viu! Acho que as coisas teriam sido mais fáceis. Ele é fantástico! Queria ser amiga dele, rsrsrsr

      Beijocas
      Fabi

      Excluir
  4. Oi Fabiola.
    Eu já li o livro e adorei. Mas, ainda não vi o filme.
    É bom saber que a adaptação ficou bem fiel ao livro.
    Eu vi a atuação de Jacob Tremblay em Quarto de Jack e adorei. Ele deve estar ótimo em Extraordinário! Espero ter o oportunidade de ver o filme em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adorei a atuação dele em O quarto de Jack, e quando ele foi escalado para Extraordinário, vibrei muito! Esse papel foi feito pra ele!

      Beijocas

      Excluir
  5. Esse filme é super bonitinho mesmo *---*
    PS: Amei a transformação do ator, alias, amo esses making of de filmes, principalmente onde há alguma caracterização (como no caso do Extraordinário) ou stop motion.
    Amei a postagem!
    Beijinhos <3

    Toca da Lebre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom saber que curte esse tipo de vídeo, Nanda! Estou com planos de fazer um post parecido! Hehhehe

      Beijocas

      Excluir
  6. To com esse filme no meu HD a um tempo e ainda não assisti, que vergonha..kkk.. Preciso vê-lo imediatamente, pois a história é linda, um menininho nos dando aula de superação, com certeza vou me emocionar, porque sou uma manteiga derretida!!kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meniiiina, vergonha mesmo! Corre já para assistir! Tá perdendo um filme muito lindo!

      Beijocas

      Excluir
  7. Oi Fabi,
    Extraordinário com certeza será um dos livros que vou levar pra vida toda! Foi uma das leituras que mais me marcou, me emocionei demais ao ler a história de vida do Auggie, fui completamente cativada pelo personagem.
    O filme foi espetacular! Eu, minha mãe e minha irmã fomos dia 03 de janeiro assistir o filme, e saímos de lá completamente apaixonadas pelo Auggie, todas declaramos amor eterno a esse garotinho muito especial ♥
    Sou fã do Jacob Tremblay desde o filme O quarto de Jack, e ele me emocionou demais em Extraordinário.
    Também sou fã de carteirinha do Owen Wilson e da Julia Roberts.
    Extraordinário é tão puro e belo, amo demais ♥
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faloou tudo, Mi! Ele é puro e belo!
      Descreveu muito bem! <3
      Tanto o filme quanto o livro, sem dúvidas, entrarão para o hall de favoritos da vida!

      Beijocas

      Excluir
  8. Oi eu li extraordinário e amei, mas ainda não assisti o filme, mas todas resenhas que vejo que todos dizem que o filme é tão bom quanto o livro, então eu acho que vou gostar muito! Nem tenho mais o livro porque dei para minha sobrinha acho que quando tem uma mensagem tão legal devemos partilhar mais e mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, Dri!
      A gente tem que espalhar a mensagem pra tudo quanto é lado de algum jeito!
      Eu presenteei muita gente com esse livro, e todo mundo amou! Fiquei feliz demais por isso, rs!

      Beijocas

      Excluir
  9. Filme maravilhoso!
    Ainda me pego suspirando com a história, é maravilhosa, todos deveriam ler o livro e assistir á esse filme!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super verdade, Line!
      E eu me pego suspirando sempre que falam sobre ele tmabém... aiai!
      Amor sem fim!

      Beijocas

      Excluir
  10. Estava louca pelo lançamento deste filme e assim que ele estreou corri para o cinema para assisti-lo e não deu outra, me apaixonei novamente pela historia do Auggie, sai do cinema com vontade de reler o livro <3

    ResponderExcluir
  11. esse filme me emocionou muito foi uma das melhores adaptações literárias que eu conferir recentemente o trabalho Jacob tremblay foi maravilhoso e emocionante que eu até reli o livro depois

    ResponderExcluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo