Menu em imagem

Image Map

02 outubro 2017

{Hora da pipoca!} ~ O culto de Chucky ~

Oi Oi,  gente!
Como estão?

Hoje inicia-se um mês especial! Desde que o Pausa Para Pitacos nasceu, dedicamos o mês de outubro para falar sobre as trevosidades desse mundão! O terror, horror e o suspense serão os protagonistas neste mês, por isso, preparem os seus coraçõezinhos! As coisas ficarão bem dark por aqui. Vocês estão prontos?


Para começar com estilo, vim para falar de um filme que eu assisti nessa madrugada. Eu disse que iríamos começar com estilo por se tratar de um clássico do terror, mas o estilo para por aqui. Esse filme não me agradou, mas mesmo assim, merece dar as caras por aqui.

Título: Cult of Chucky (O culto de Chucky)
Direção: Don Mancini
Gênero: Terror / Suspense
Produção: Ogden Gavanski e David Kirschner
Avaliação: 
Sinopse: Presa há quatro anos em um asilo para criminosos insanos, Nica Pierce está erroneamente convencida de que ela, e não Chucky, assassinou toda a sua família. Mas quando seu psiquiatra introduz uma nova "ferramenta" terapêutica para facilitar as sessões em um grupo de seus pacientes - um boneco muito familiar com um rosto sorridente - uma série de mortes horríveis começa a atormentar  o asilo, e Nica começa a se perguntar se talvez ela não é louca.
Andy Barclay, o inimigo agora crescido de Chucky do filme original, parte para ajudar Nica. Mas para salvá-la, ele vai ter que superar Tiffany, a noiva de Chucky, que fará qualquer coisa, não importa quão mortal e depravada, para ajudar seu amado boneco demoníaco.  

Foi Chucky que fez. De novo.
Nosso amiguinho, filho do satanás, está de volta, e dessa vez, o danado está bem do ousado. Além de estar com ainda mais sede de vingança do que o normal, dessa vez Chucky tem uma carta na manga, e essa carta irá ajudá-lo a cometer assassinatos muito dos sangrentos.

O boneco nada fofo, que foi fabricado em massa nos anos 80, está atrás de Nica, uma das sobreviventes de seu último ataque. Ela se encontra internada em um asilo para loucos criminosos, e após anos e anos de tratamento, ela acredita que ela, não Chucky, assassinou toda a sua família. Ela foi transferida para um outro asilo, e lá, a abordagem de seu terapeuta tem sido outra. Uma delas é a terapia de grupo, e um dos participantes desse tal grupo é um bonequinho ruivo e de carinha travessa.


Agora que essa pequena reencarnação do capiroto está aonde queria, ele irá tocar o terror. Ele quer atormentar ainda mais o seu alvo, Nica, e para tanto, ele mata seus companheiros com aquele já conhecido requinte de violência. É muito sangue, Brasil.


O que difere O culto de Chucky dos demais filmesda franquia não é só o fato de que dessa vez ele mata por um motivo aparentemente fundado. Sabemos que normalmente ele mata por esporte, bastando alguém chamá-lo de feio para ter uma faca enfiada nas suas entranhas. Aqui, além de querer atormentar e se vingar da moça, ele também quer dar fim a Andy Barclay, seu mais antigo inimigo.

Chucky, o boneco assassino, continua caricato e engraçadinho - a seu modo, claro. O que quero dizer é que ele continua com aquela risada demoníaca e um tanto quanto fofa, continua com suas piadinhas irônicas e extremamente sanguinolentas, continua sádico e meio retardado. A novidade é que agora ele consegue transferir sua essência para outros bonequinhos, por isso, temos não só um Chucky, e sim 3 Chucky's. Sim, ele veio pra meter o loco e com estilo - mais ou menos.

Outra novidade é que temos algumas participações especiais. Andy é aquele garotinho lá do primeiro filme da franquia, e neste, temos um Andy adulto e que vive com Chucky como se ele fosse um parente chato com quem é obrigado a viver. É bizarro dizer isso sem dar detalhes que podem vir a ser spoilers, mas confesso que achei essa parte bem interessante. Enfim. Andy acaba descobrindo quais são as intenções do pequeno capiroto e resolve ajudar Nica, e embora ele não tenha feito lá muita coisa, o simples fato de tê-lo na trama foi interessante.


Como sempre, a estória em si não tem nexo nem um motivo específico, o negócio é matar e fim de papo. Até tentaram introduzir uma aura diferente, um contexto mais crível, mas no fim das contas, nada fez sentido.

Ah! Esqueci de mencionar a outra participação especial. Tiffany, a noiva de Chucky, também dá o ar da graça. E ela não aparece só pra dar close, não. Ela também faz as suas maldades, e quando eles se encontram, é quase fofo e romântico, rs!


Não me sinto confortável para comprar este filme com os demais da franquia, até por que eu nem me lembro direito dos demais, mas posso dizer que ele não fugiu muito daquele mais do mesmo, não. Os fãs da franquia, sem dúvidas, ficarão felizes com o que irão assistir. Eu, bem, terminei o filme com a sensação de "poootz, eu deveria ter ido ver o filme do Pelé!", se é que me entendem.

Achei essa imagem até bem da bonitinha, e vocês?


Um filme que está mais pra comédia do que pra terror, mas que serve para aqueles dias em que não temos nada para fazer e queremos assistir algo que possa matar o tempo e para, de quebra, proporcionar umas boas risadas e uma emoçãozinha às custas do sangue jorrando.


Começamos bem o mês do horror, acho eu. 
Nada melhor do que um clássico para dar o pontapé inicial nesse mês maravilhosamente trevoso!

Vou ficando por aqui, pipows!
Nos vemos no próximo post.

Beijos doces e abraços... quentinhos? É, pode ser. A chuvinha deu uma refrescada no tempo!
Hahahhahaha

15 comentários:

  1. Oi, Fabi!
    Eu nunca assisti Chucky porque morria de medo quando criança. Vendo esse trailer, eu acho que não teria medo não e sim me acabaria de rir porque olha...
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois eu sempre assisti exatamente por isso, Lu! Morria de rir! Kkkkkkkkkkkkkk
      Eu tinha medo era do Fofão, que pra mim, é o Chucky brasileiro, mas nem assim conseguia ter medo do Chucky. Sério!
      SHAIUshIUAs

      Beijocas

      Excluir
  2. Eu nunca assistia Chucky. Mas não por medo e sim porque eu não sou muito chegada em filmes de terror. Nunca me prenderam a atenção

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, menina, eu amoooo filmes de terror. Mesmo aqueles que são horríveis me deixam super vidrada no filme, acredita? Hahhaha

      Beijocas

      Excluir
  3. Nossa, lembro que quando assisti fiquei meses com medo rsrs

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina de Deus, vc tá bem sensível então, pois achei esse filme mais comédia do que terror! Hihihiih

      Beijocas

      Excluir
  4. Oi,
    Nossa concordo com você em muitas coisas inclusive amei a citação do "devia ter ido ver o filme do pelé" porque é o que eu pensaria.Infelizmente, acho esses filmes muita pastelão, realmente não me metem medo nenhum e a maioria não tem uma história muito boa por trás, na realidade acho que já deviam ter parado de fazer filmes sobre isso, mas quem sabe para quem gosta desse estilo vai curtir. Vai saber.
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que tem quem ame esses filmes, principalmente os da franquia, Raquel! Acredita? Eu fiquei chocada com as mil pessoas que vieram me contar que tinham adorado esse filme e achado-o super assustador. Fiquei tipo: Queê? Kkkkkkkkkkkk

      Beijocas

      Excluir
  5. Oi Fabi, tudo bem?
    Eu não curto muito Chucky não, tenho amigos que são completamente apaixonados por ele, e tem uns que até quer colocar o boneco do Chucky no carro haha.
    Gostei de algumas informações sobre o filme no post, como a participação do Andy, mas não vou querer assistir não, passo haha
    Beeeijos!
    Lost Words!

    Ps:. Muito fofa essa imagem dele mesmo haha, como sentir medo? Não dá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, sua linda!
      Tudo bem, obrigada! E vc?

      Se quiser dar umas risadas e ter motivos para zoar seus amigos que amam o Chucky, então assista o filme, Aline! shiUAHsiuHISUhAs
      É comédia pura! Rs

      Beijocas

      Excluir
  6. Não assisti chucky quando era crinaça, nem hoje, sou super medrosa com filmes de terror, hahaha, apesar de ser um terror meio idiota, sou medrosa a esse ponto. Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, mas desse nem precisa ter medo, Carina! ELe é bem idiota meeeesmo! shAIhsiuAHuisHAs
      Aposto que daria boas risadas!

      Beijocsa

      Excluir
  7. 😱😱😱 Eu sou fã da franquia, e não sabia que o novo filme do Chucky ja tinha saído. Vou correndo assitir😍

    ResponderExcluir
  8. Oi Fabi!
    Acho que nunca tive medo do Chucky, rs. Sempre achei ele bem idiota, e adorava os filmes porque me faziam rir ... Ainda não assisti ao filme, mas o que mais me deixou curiosa foi você dizer que o Andy "vive" com o Chucky (é isso mesmo?!?) Se for, eu realmente preciso ver o filme! Chucky é realmente um clássico, o mês do terror tem que ter ele!
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Muito bons personagens. Grace Lynn Kung é sensacional no filme! Adoro porque sua atuação não é forçada em absoluto. Além, acho que a sua participação neste filme de ação realmente ajudou ao desenvolvimento da história. O filme tem uma grande historia e acho que o papel que ele interpreta caiu como uma luva, sem dúvida vou ver este filme novamente. Eu vi que seu próximo projeto, Fahrenheit 451 será lançado em breve. Acho que será ótimo! Adoro ler livros, cada um é diferente na narrativa e nos personagens, é bom que cada vez mais diretores e atores se aventurem a realizar filmes baseados em livros. Acho que Fahrenheit 451 sera excelente! Se tornou em uma das minhas histórias preferidas desde que li o livro, quando soube que seria adaptado a um filme, fiquei na dúvida se eu a desfrutaria tanto como na versão impressa. Acabo de ver o trailer da adaptação do livro, na verdade parece muito boa, li o livro faz um tempo, mas acho que terei que ler novamente, para não perder nenhum detalhe. Sera um dos melhores filmes de ficção cientifica acho que é uma boa idéia fazer este tipo de adaptações cinematográficas.

    ResponderExcluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo