Menu em imagem

Image Map

18 junho 2017

{Resenha} ~ Bom Dia, Verônica - Andrea Killmore ~

Oi  gente linda!!! Que saudade que eu estava de vocês.

Estão todos bem por ai? Curtindo o friozinho? 

Hoje trago a resenha de um livro da DarkSide. Bom dia, Verônica tem suspense até mesmo no nome da autora. Andrea Killmore na verdade é um pseudônimo, não se sabe nada a respeito do verdadeiro nome por trás de Andrea. Desde o lançamento fiquei curiosa pela obra, principalmente por ter recebido comentários positivos de Glória Perez. 



Título: Bom dia, Verônica
Autora: Andrea Killmore
Editora: DarkSide Books
Páginas: 256

Avaliação:
Onde comprar? Amazon | Saraiva | Submarino
Sinopse: Em "Bom dia, Verônica", acompanhamos a secretária da polícia Verônica Torres, que, na mesma semana, presencia de forma chocante o suicídio de uma jovem e recebe uma ligação anônima de uma mulher desesperada clamando por sua vida. Com sua habilidade e sua determinação, ela vê a oportunidade que sempre quis para mostrar sua competência investigativa e decide mergulhar sozinha nos dois casos. No entanto, essas investigações teoricamente simples se tornam verdadeiros redemoinhos e colocam Verônica diante do lado mais sombrio do homem, em que um mundo perverso e irreal precisa ser confrontado. Andrea Killmore compõe thrillers como os grandes mestres, e sua experiência de vida confere uma autenticidade que poucas vezes encontramos em suspenses policiais, vibrante e cruel — como a realidade.

Estou numa fase muito boa no quesito leituras. Ando me deparando com tanta coisa boa que nem acredito!

Bom dia, Verônica foi o livro escolhido pelo clube de leitura Rouge Literário para o mês de maio. 

Li muitas críticas negativas a respeito da obra, e talvez por isso não nutri muitas expectativas quanto ao enredo. Mas fui completamente surpreendida.

Sendo um livro publicado pela DarkSide, vocês já sabem que a edição é puro luxo. Capa dura, páginas amarelas, letras em fonte perfeita para ler a noite. 

No enredo, que se passa no Brasil, conhecemos Verônica, secretária na polícia civil do estado de São Paulo. Num dia que poderia ser como qualquer outro, uma tragédia ocorre e muda para sempre o destino de Verônica.

Uma mulher, chamada Marta, se suicida ao jogar-se do prédio do departamento da polícia. E isso após conversar com o chefe de Verônica, Carvana.

O que teria acontecido a essa mulher? Por que decidira tirar sua própria vida? O que Carvana havia dito a ela? Será que a conversa com seu chefe poderia ter sido o empurrão que faltava para que Marta se suicidasse? 

Movida pela curiosidade e pela compaixão, Verônica se interessou muito pelo caso de Marta, e mesmo com a ordem de Carvana para engavetar o caso, decidiu-se por conta própria investigar o que aconteceu à mulher.
"(...) eu sentia que aquele caso era só meu e eu não gostava da ideia de dividir o sucesso com ninguém. Era minha grande chance de sair das sombras. Primeiro eu prendo, depois eu conto." Pág. 129
À medida que investiga, Verônica descobre que Marta fora uma vítima de um galanteador que conhecera na internet. O cara, além de se aproveitar da mulher, roubou todo seu dinheiro. 

O suicídio de uma mulher dentro de um departamento policial não passa despercebido pela impressa. E é numa entrevista cedida por Verônica, que outro caso cai em suas mãos: relacionamento abusivo. Casal aparentemente comum. O que ninguém sabe é que eles atraem mulheres recém chegadas do Norte e Nordeste para uma verdadeira emboscada. Não se sabe se tais mulheres são mortas ou apenas abusadas. O fato é que depois de tal encontro, elas nunca mais são mais vistas.
"O ser humano é podre e egoísta, prefere o problema que já conhece a enfrentar o desconhecido com honra." Pág. 191
Vale ressaltar que Verônica é uma secretária, que apesar de trabalhar dentro de um Departamento Policial, não tinha experiência em investigação. Meu lado racional gritava com a mulher, pois sabe-se que investigar uma treta sozinha, sem experiência, é furada. 
"Ser invisível era uma realidade para muitos." Pág. 25
Para ela, duas investigações (na verdade, ela acreditava firmemente no sucesso de ambas) que serviriam para seu prestígio pessoal e profissional. Para nós, leitores, cúmplices que tudo víamos, mas nada poderíamos fazer; uma bomba daquelas prestes a explodir.

Morte, necrofilia, abuso, sadismo, sequestro. Um caso estaria relacionado ao outro? Verônica conseguiria resolver a ambos sozinha?



Temos um suspense avassalador, uma trama atual que tem o poder de prender o leitor. Como disse logo acima, nos sentimos como que cúmplices de Verônica, e vamos descobrindo mais sobre cada um dos casos a medida que ela vai investigando.

Pavor. Isso que senti durante a leitura. Os casos são muito bem elaborados, não temos simplicidade. A autora mexe com nossos sentidos, aguçando o horror e o pavor do leitor com cenas descritivas do caos e com a tensão do próprio suspense que criou.

E não é só isso. Além do suspense que considero avassalador, a autora ainda nos chama atenção para a crítica do descaso que muitas vítimas recebem ao prestar queixa numa delegacia. E ainda, da irresponsabilidade e preguiça por parte das autoridades em solucionar algum caso. Bom dia, Verônica é um grito de socorro. 

A leitura foi realmente prazerosa. Há tempos não me envolvia tanto com um suspense. Vale muito a pena conhecer.

O ponto negativo se deu por conta dos erros gramaticais bobos que encontrei. Podem passar despercebidos pelos distraídos, mas fiquei surpresa de uma forma negativa em encontra-los numa edição Dark.

10 comentários:

  1. Oi, Bia!
    Estou super atrasada na leitura desse livro, mas ainda vou fazer algum dia (ou quando eu me ver livre de algo chamado tcc hahahahha)
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Três Anos de A Colecionadora de Histórias

    ResponderExcluir
  2. Opa, adorei a resenha. Eu e meu amorzinho lemos a resenha loucos para saber mais do livro. Iremos acrescentar a lista de livros para ler <3

    ResponderExcluir
  3. Oi Bia....
    Estou tão feliz em saber que você curtiu a leitura deste livro haha... eu estava ansiosa para saber a sua opinião sobre a trama. Eu fui cheia de expectativas na leitura e amei cada página que li... confesso que fui bem distraída nesta leitura e não percebi os errinhos gramaticais, então não posso dizer que posso ficar frustrada, porque eles sempre são bem impecáveis rs.. De qualquer forma minha linda... que bom que curtiu, mesmo com essa ressalva Xero!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Bi!! Lá no blog o Cris leu e tb gostou muito, de fato parece ser uma obra com casos bem escritos. Não faz bem meu gênero, mas com a edição linda da darkside nunca se sabe hehehehhehe

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Oi Bia! Ótima resenha!
    Estou muito curiosa para ler este livro!
    Talvez seja apenas uma desculpa para ter uma edição linda dessa da DarkSide na minha estante hehehe
    Mas eu gostei muito da premissa! Fiquei surpresa por ser um livro nacional. Todo esse mistério e suspense presentes na história e até na identidade da autora devem deixar a leitura ainda mais envolvente e emocionante!
    Pelo o que você comentou, a autora resolveu trabalhar com temas sérios e reais e eu gosto quando os autores fazem isso. A leitura não se torna fácil, mas nos faz refletir sobre a nossa realidade.
    Vou adicionar esse livro nas minhas metas de leitura, porque adoro romances policiais e esse parece ser um dos bons!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  6. Oi Bia!!!
    Nunca li nenhuma resenha desse livro mas percebo que prende bastante o leitor, e gosto ainda mais por ser nacional, não sei quando vou ter a chance de ler mas a sua resenha fez com que o livro fosse para lista de desejados.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi Bia!!
    Adorei a resenha, parabéns!
    Eu tô só namorando esse livro não vejo a hora de ler!
    Distraída como sou, se vc não fala dos erros nem ia perceber.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Bia!
    Resenha excelente, parabéns!
    Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas gostaria, pois adoro um bom suspense.
    E lendo sua resenha, fiquei mais motivada para fazer a leitura. Se o enredo é bem elaborado e prende a atenção, vale a pena, com certeza.
    Obrigada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Olá Bianca ;)
    Sempre via esse livro pelo skoob, e a capa me chamava atenção mas nunca pesquisei sobre o que era a história.
    Parabéns pela sua fase boa de livros kkk acho que também estou nela!
    E a DarkSide é maravilhosa mesmo, melhor editora S2
    Adoro livros policiais investigativos, então a trama do livro me atraiu muito. Se você diz que vale a pena e é um bom suspense, vou colocar na lista de leitura!
    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Oi Bia,
    Estou curtindo muito o frio congelante aqui, muito bom para ler de baixo das cobertas e regada com muito café ♡
    O selo da DarkSide por si só já me deixa louca para ter essa belezura de livro na minha estante, mas essa trama de suspense me fisgou.
    Estou pegando o gosto pelos thrillers, essas histórias de tirar o fôlego estão cada vez mais ganhando espaço nas minhas leituras, e o fato de ser uma trama que se passa no Brasil então... Aí sim!
    Amo histórias com investigação, adoro acompanhar o avanço dos casos, só que fiquei intrigada para ver como esse secretaria - e não uma detetive experiente - vai dar conta do serviço. Gostei de saber que os casos são bem elaborados e com cenas descritivas detalhadas, pelo jeito é uma leitura bem angustiante.
    Que curioso esse detalhe do mistério do nome verdadeiro da autora, ou será que é autor?
    Beijos

    ResponderExcluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo