Menu em imagem

Image Map

22 maio 2017

{Resenha} ~ O Cordel de Sangue - Aislan Coulter ~

  contei que adoro horror? Na resenha de hoje, vocês vão conferir minha opinião sobre um livro nacional que traz contos horripilantes que se sucederam no Sertão dos Cangaceiros. 

Só vem!



Quando li: Abril, 2017
Título: O Cordel de Sangue
Autor: Aislan Coulter
Editora: Amazon
Páginas: 77
Avaliação: 
Onde Comprar? Amazon
Sinopse: É uma antologia de contos no Sertão dos cangaceiros. As narrativas seguem a partir da morte de Lampião e seu bando. As onze histórias trazem o melhor do horror gore.São tripas caindo pra fora, crânios estourando — feito laranjas lançadas contra um muro —, lobisomens pisoteando vísceras, vampiros abocanhando pescoços, pactos em encruzilhadas, seres do folclore brasileiro, prostíbulos cheios de doenças, violadores de túmulos.

Eu já iniciei a leitura cheia de expectativas, afinal meu contato com o autor foi muito positivo; em conversas informais ele acabava por comentar alguns fatos sobre a obra, assim sendo, deduzi que tinha um bom material de leitura. 

E realmente tive. A escrita de Aislan é gostosa e envolvente. Ele sabe bem a que veio, tendo um estilo muito original dentro do cenário atual da nossa literatura nacional. 

Temos um horror “gore”, do tipo bem descritivo, com muito sangue, decapitação, órgãos voando. No enredo, ele trabalha quase que o tempo todo com a repulsa do leitor. Isso de longe é um ponto negativo, há leitores que abominam esse estilo de leitura outros procuram por isso. Confesso que não busco livros do gênero, mas também não corro dos mesmos. Apesar de estar mais à vontade com o estilo nos cinemas, a leitura foi prazerosa, dentro do que podemos chamar de prazer no horror (rs). 

São ao todo onze contos, com personagens diversos narrando acontecimentos macabros que se sucederam no sertão. Mais um ponto positivo: assim como M R Terci, Aislan manteve um cenário 100% nacional para sua estória. 




E o que encontraremos nos contos? Bem, não sei se estava preparada para me deparar com tudo aquilo. Confesso que fiquei assustada; não, horrorizada (de uma forma positiva) com todo o conteúdo do livro. São 77 páginas que, apesar de ser um pequeno número para quem é apto a leitura diária, não serão lidas rapidamente por quem tem estômago fraco. 

Nos deparamos, entre outras coisas, com uma chacina (com detalhes minimalistas dos corpos) que envolve o famoso cangaceiro Lampião; encontramos um espantalho demoníaco (que me provocou arrepios); homens que fazem negócio com o próprio demônio; e, vocês nem imaginam que no cangaço existem ninfas... Ahh, quase que me esqueço! Tem um circo por aquelas bandas que jamais desejaríamos que viesse para nossa região. 

Mesmo se tratando de algo que trabalha com o “horror” do leitor, o autor colocou elementos fantásticos que me agradaram muito. Adorei, principalmente, os elementos folclóricos. Senti vontade em aprofundar nas criaturas místicas que o autor introduziu, como o Espantalho e as Devaneias. 



A escrita de Aislan é muito palpável. Ele tem muito talento no estilo que escreve, por isso me senti como se estivesse presenciando tudo aquilo que o enredo trazia. É fácil visualizar o que está escrito, e isso me provocou arrepios! 

Vale destacar, ainda, que ele escreve de forma contemporânea, utilizando até mesmo gírias em algumas passagens. 

Recomendo para todos os fãs de um bom horror gore.

12 comentários:

  1. Hello Bia.
    Gostei muito da resenha, mas tenho que falar que não gosto desse tipo de leitura, tenho pavor de gente sendo mutilada e tal, fujo de filmes assim e de livros tbm rsrsrs
    Mas pra quem gosta desse tipo de leitura deve ser um prato cheio, mas eu prefiro me manter a uma distância segura mesmo :)
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alleh!! kkkkkkkkk eu entendo.
      Na literatura, conforme já disse na resenha, não tenho o hábito em buscar por livros do gênero, mas isso não me incomoda. Eu gosto muito nos cinemas, foi uma experiência um tanto que inédita na leitura.
      Beijos

      Excluir
  2. Nossa Bia eu acho tão difícil achar um autor nacional que escreve terror e quando acha escreve realmente para me fazer querer comprar rsrs, a verdade é que sou bem fã do gênero mas não muito que envolvem partes de corpo o estomago aqui não aguenta, mas um terror eu não resisto, os contos desse livro a maioria parecem super tenebrosos.
    Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marília!
      Infelizmente, nossos autores do gênero não tem tanto espaço como deveriam. Conheço alguns ótimos, mas que se mantém publicando independentemente, já que o mercado é muito fechado pra eles.
      Alguns contos são bem "ricos" nesse sentido de descrição rsrs, outros nem tanto. O que valeu a pena pra mim foi realmente a premissa de cada um deles, então ficaram cabíveis as descrições entende?
      Beijo

      Excluir
  3. Oii Bia!!
    Adorei conhecer o livro, eu sou fã de terror e contos, uma mistura perfeita pra mim...
    E é claro, que vou qrer conhecer este tbm...
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Bia! Adorei a resenha!
    Eu gosto bastante de ler livros de terror, apesar de não lê-los com tanta frequência. Nunca li nada nesse gênero que se passasse no território nacional. Também nunca li nada que envolvesse elementos folclóricos. Tudo isso me deixou bastante curiosa para conhecer os contos.
    Só não gosto muito desses tipos de descrições... É que é difícil tirar a imagem que a história cria da nossa cabeça depois hahaha pelo menos comigo é assim ;)
    Enfim, de qualquer forma, fiquei bem curiosa para conhecer as histórias e a escrita do autor.
    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anna!
      Você precisa conhecer então rs. Talvez as descrições possam não te incomodar tanto. Eu não fiquei com as imagens em si na minha cabeça após o término da leitura, mas sim com "o que" levaram a elas.
      Beijos

      Excluir
  5. Oi Bia, confesso que não gosto muito desse tipo de horror. Tenho o estômago muito fraco pra esse tipo de coisa, e acho que não aguentaria ler um livro assim (pelo menos filmes eu não consigo hehehe)
    Mas apesar disso, acho que daria uma chance, pelo menos tentaria, porque você me deixou bem curiosa com esses contos.
    beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Crissie!
      hahaha bem, o livro pra mim é mais perturbador que o filme que traz o horror gore. Não quero te espantar, muito pelo contrário, como gostei da leitura quero mais leitores para o livro rsrs. Mas preciso ser honesta né?
      Beijos

      Excluir
  6. Oi, Bia!!
    Ainda não conhecia esse autor, mas fiquei bem entusiasmada para ler esse livro por que adoro livros de terror!! E pelo visto esse livro é para quem gosta muito de contos de terror!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marta!!
      Sim, totalmente recomendado para os amantes das trevas hahaha.
      Beeijos

      Excluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo