Menu em imagem

Image Map

15 maio 2017

~ 6 on 6 ~

Oi  oi de novo, seus lindos!
Tudo em ordem por aí?

Ô gente, definitivamente, nem sei como as meninas da família 6 on 6 não me expulsaram esse mês, viu. Como vocês sabem, a proposta é postar seis fotos todo dia seis... e aí a pessoa vem pra fazer o post quase duas semanas depois! 😳
Eu tenho as melhores parceiras ou não tenho? Rs

Pra quem não sabe, no dia 1º de maio não comemoramos somente o dia do trabalhador. Comemoramos também o dia da literatura brasileira, e por isso, o tema escolhido para o 6 on 6 deste mês foi Livros Nacionais.

Fiz aquele garimpo na estante pra procurar livros nacionais para as fotos e fiquei super assustada, gente. Não tenho quase nada de livro nacional aqui! Pra quem não sabe, eu tinha bastante preconceito quando o assunto era livro nacional. Acontece que as experiências que eu tinha tido não tinham sido lá muito boas, por isso, acabei deixando de ler livros tupiniquins. Depois que o PPP nasceu, fiquei mais aberta às novas experiências - novos gêneros, livros nacionais - e isso me possibilitou conhecer muita coisa boa - e me trouxe pessoas maravilhosas, que espero levar comigo pra vida inteira.

Enfim. Foi complicado, mas as fotos saíram, rs!






A autora Alana Gabriela, que também faz parte do nosso projeto, inclusive, foi uma das primeiras parcerias daqui do PPP. Me lembro de ter lido seu livro em PDF e de ter achado toda a sua pesquisa genial. A estranha mente de Seth é um livro denso, mas que flui muito bem. Os amantes de história vão adorar! 😍
E essa edição é mega especial pra mim, pois tem uma quote da minha resenha na contracapa do livro. É pra morrer de amores ou não é?



Tenho um carinho todo especial por Angellore - A divina conspiração. Além de ele ter uma trama maravilhosa, envolvente e que te deixa vidrado, ele me deu de presente uma amiga. A autora Gabrielle Venâncio Ruas é, além de uma autora brilhante, uma amiga querida, fofa, trevosa e cheia de carisma. Gaby, obrigada pela amizade e, principalmente, por Angellore!
E você, leitorzíneo do meu coração: se curte uma fantasia com muita aventura, anjos caídos cheios de charme e trevas, sem joga nessa trama! Vem pra BH pra se encontrar com os angellores, khaos e lordes das trevas! Hihi
Espia só as resenhas:



Ah, Sara Montezuma. Que saudades, miga, sua loka!
Tudo o que ela quer, da autora Erika Rossas, é um livro apaixonante! É um romance completamente diferente dos que eu já li. Traz uma mocinha diferente, ousada, que leva a vida como se não houvesse um amanhã. Ela curte tudo de forma intensa, raramente mede as consequências, se joga em tudo com tanta intensidade que você se vê querendo ser meio Sara de vez em quando.
Ao ler este livro eu descobri que de Sara Montezuma, todos nós temos um pouco.
Para conhecer mais um bocadinho dessa japonesa maluca, clique aqui e leia a resenha.



A história do autor Eduardo Lages é de tirar o chapéu.
Ele é um autor independente, que vende seus livros numa banquinha móvel na Avenina Paulista, em SP. Fiquei sabendo de seu trabalho através de um amigo, e quando tive acesso à Querido Jaime, seu primeiro romance, fiquei encantada. Ele traz uma estória que incomoda, mas que nos deixa de coração quentinho, no fim das contas. Ele nos mostra aqui que a velhice tem muitos e muitos lados, e que o pior deles é, sem dúvidas, o momento em que a pessoa passa a remoer os erros do passado.
Para saber mais sobre esse livrinho mara, clique aqui para ler a resenha.



Minhas palavras, da autora Raquel Morelli, me tirou de minha zona de conforto. Eu não sou uma das maiores fãs de poemas, e ter lido seu livro foi um desafio super agradável. Ela escreve sobre seu dia a dia, sobre seus medos e amores, e a leitura desse carinha faz com que a gente se sinta próximo a autora, quase como uma amiga de infância. Adorei essa sensação e, claro, adorei o desafio.



Cá temos livros especiais.
Simplesmente Ana, da autora Marina Carvalho foi presente da linda da Bia! Eu ainda não o li, mas será apreciado pela minha pessoa em breve.
Minha vida de menina, da autora Helena Marley, foi fruto do meu passeio aos sebos de BH ao lado da Gaby. Gente, demos um prejuízo grande aquele lugar! Compramos feito loucas e não levamos nem um terço que gostaríamos! Hahahha
E Do Éden à Luxúria, da autora Amanda V., foi indicação (e empréstimo) da Gaby. Eu ainda não o li, mas está aqui na mesinha de cabeceira e será o próximo da lista! Afinal, preciso devolver, né minha gente? Hahhahaha



Eduardo Spohr foi uma surpresa feliz em minha vida de leitora. Eu ganhei o primeiro livro, A batalha do apocalipse, de uma colega de trabalho que o comprou e nem quis ler, pois era edição econômica. Confesso que o li cheia de preconceito, mas acabei me surpreendendo positivamente. Eu ainda não tinha o blog, então, ainda era a Senhorita Tenho Preconceitozinho Com Livros Nacionais. Bem feito pra mim, pois mordi a língua. Esse livro é muito bom!
 O segundo livro da série, Filhos do Éden, foi ainda melhor! Adorei! Li em pouco mais de um dia, para vocês terem ideia. Queria muitooo ler os próximos, mas o preço dos volumes não me ajudou.
Taí algo que me desanimava (desanima) quanto à literatura nacional: os livros são ainda mais caros!
#VamosMudarIssoBrasil



Ler livro nacional já era difícil... ler terror nacional, piorou!
Eis que o Luiz Henrique Mazzaron me fez morder a língua também! Máscara me trouxe aquele friozinho na barriga e aquela ânsia por mais páginas que, até então, somente King tinha conseguido. Antes deste, li O sol perdido, uma fantasia maravilhosa, que me fez viajar pra longe, que me fez desejar profundamente ser uma Raposa Prateada. Quero!
Resenhas:



E olha A irmandade de Copra aqui de novo!
O universo criado por Caroline Defanti já deu as caras por aqui faz pouco tempo, né?
Cá temos um misto de fantasia e ficção científica que irá agradar a todos, independente do tipo de gênero que seja o seu preferido. Fiz algumas ressalvas sobre ele, mas acho que o próximo volume irá fazer com que todas elas caiam por terra! Aguardo ansiosa pela leitura! 😊



E, pra fechar com chave de ouro, aquela mitologia que você respeita!!!
Rebirth, da autora Bianca Landim, foi o melhor nacional que li em 2015, gente! Sério.
Livrão da porra.
Capa linda, edição linda, estória maravilhosa e super envolvente. 
Quem ama mitologia assim como eu, precisa ler esse livro pra ontem!
Correeee!
Mas antes de sair correndo, clica aqui pra ler a resenha.


E esse foi o 6 on 6 deste mês!
Normalmente posto o número de fotos referente ao dia que estou postando, né... mas como estou tentando fazer este post desde o dia 10, só tem dez fotos, rs!

Essa edição está ainda mais especial, pois a nossa família cresceu! Agora, a Aline Goettems também faz parte do nosso grupo. Seja bem-vinda, sua linda!
Não deixe de conferir seu primeiro post, gente. Ela já começou arrasando!

E, é claro, não deixe de visitar as demais integrantes da nossa família 6 on 6!

Amoras do ~ 6 on 6 ~


Beijocas pra vocês!


17 comentários:

  1. Fotos lindas e livros lindos!
    Tenho que admitir que sou meio pé atrás com leitura nacional sim e quero mudar isso, acho que meu preconceito com o cinema nacional acaba englobando os livros junto, sei lá. O mais engraçado é que comecei a ler livros mesmo, sem ser gibi, com um livro nacinal. Mas com o passar dos anos fui criando barreiras na minha cabeça. Pra vc ter uma noção eu só tenho 3 livros nacionais, eu acho, apesar de já ter lido alguns.
    Vc já deu tantas dicas lindas e fez tantas resenhas boas que me fez começar a pensar duas vezes antes de julgar um livro só por ser de um autor brasileiro.
    Obs: amei a capa do Querido Jaime, pq será? Rsrsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também morro de preconceito de cinema nacional e este, infelizmente, acho que não vai mudar nem tão cedo. Se nem o filme O auto da compadecida o mudou, certamente nenhum outro mudará.
      Mas quanto aos livros, fiquei feliz por dar abertura, pois conheci obras excelentes. Faça o mesmo! <3

      E eu espero que o seu Jaime não seja ranzinza como o desse livro, hahahha.

      Beijocas

      Excluir
  2. De todos os livros, a capa que mais me chamou atençao é a do Rebirth. É MITOLOGIA me chama que eu vou ASASASAHSASHA Eu amo esse 6 on 6, quando tinha blogue eu fazia direto <3 fico feliz que ainda tão fazendo. Adorei as fotos. Adorei o funko da anna também, quero, hihi. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe, me abraça!
      Amo/sou mitologia, meninooo! Adoro demais!
      E funko é um amor tão lindo.. aiai! Tô aqui torcendo pra eu poder ganhar na mega pra poder ter todos que eu quero! Hhaha
      E 6on 6 é uma delícia... acho tão relaxante tirar fotos! Devia ser algo meio que obrigatório em todos os blogs! Hihi

      Beijocas

      Excluir
  3. Oi, Fabi!
    Mulher, pode ter certeza que tu tens mais livros nacionais que eu hahaahhaha
    Eu sou louca por esse livro da Ananda V.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Dois Anos de Família Hallinson

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ufa. Me senti menos pior agora, Lu!
      Eu fiquei me achando tão ET... shAHsuiHAs

      Beijocas

      Excluir
  4. Oi Fabi! Tudo bem?
    Tenho que admitir que eu também não tenho quase nenhum livro nacional na minha estante :( Há um tempo eu também tinha preconceito com a literatura nacional, mas estou tentando abrir a minha mente e dar uma chance para esses autores que lutam tanto para terem um espaço na vida dos leitores. E, como você, não estou me arrependendo, pois até agora só li coisa boa também.
    As fotos ficaram lindas como sempre e já anotei os livros que fiquei curiosa para ler :)
    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que continue encontrando muita coisa boa por essa nova estrada de chances aos nacionais, Anninha! Aliás, espero que nós duas encontremos bastante coisa linda, rs!
      Sempre que puder vou trazer coisas boas para que possamos conhecer por aqui. Espero que estes façam parte da sua lista de novas chances!

      Beijocas

      Excluir
  5. Fabi!!!
    Eu também tinha muito preconceito com nacionais mas depois de tempo e tempos apreciando a todos os gêneros literários eu fui apaixonando mais e mais o meu problema é que quase não tenho nacionais eu ainda penso em juntar um dinheiro e fazer uma seleção mas o problema é o meu pequeno espaço.
    Mas quero poder fazer isso.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o problema com espaço é uma constante na vida de todo leitor, Mari! Kkkkkkkkkkk
      A gente arruma um espacinho, aí, de repente, já num tem espaço pra mais nadica! Mas ó... adoro esse problema! Hihihi

      Beijocas

      Excluir
  6. Oii Fabi!
    Enfim estou de volta ...
    Adorei as fotos, alguns livros já conhecia, porém outros não, fiquei curiosa pra conehcer mais sobre eles...
    Ando com ressaca pra ler, minhas leituras estão beeeeeeeeem atrasadas, tenho alguns nacionais em casa e alguns já li, outros não, tomara q essa ressaca passe logo e eu volte á ler mais...
    Beiijos, mto bom estar de volta!
    ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Aline, achei que só eu que passava por esse períodos de ressaca! Inclusive, também estou nesse momento. É estranho isso, né? Amar ler e de repente se ver assim, sem querer ler, sem conseguir se envolver com a leitura... eu me sinto muito bipolar quando estou assim, rs!
      Espero que dê uma chancezinha a eles, pois só tem coisa boa nesse post!

      Beijocas

      Excluir
    2. E como é ruim se sentir assim Fabi! T}o cheia de livros em ksa não consigo pegar nd pra ler...Livros q eu qria tanto ler...Espero q passe logo...Bjs!

      Excluir
    3. Estamos no meeeesmo barco então! Estamos precisando de um daqueles livros que nos arrebate nas primeiras páginas, assim, a ressaca fica com medo e vai embora! Hahhaa

      Beijocas

      Excluir
  7. Sou uma pessoa que valoriza e muito a literatura nacional, por isso desde que comecei acompanhar os blogs, e perceber o que estava perdendo em apenas ler livros de autores internacionais, que comecei a me inflar por esse mundo nacional e me peguei pensando porque não havia dado uma chance antes, como por exemplo Bianca Briones, Juliana Parrine, Camila Moreira, e Carina Rissi, claro que tem muitas outras. Desses citados ainda não tive oportunidade de ler nenhum deles, mas fiquei muito curiosa, e com interesse em adquiri-los.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fico pensando o mesmo hoje em dia, Lana!
      Queria ter tido a mente aberta antes, mas acho que as coisas aconteceram em seu devido tempo. Hoje eu tenho muito orgulho em dizer que eu leio nacionais!

      Beijocas

      Excluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo