Menu em imagem

Image Map

08 março 2017

{Resenha} ~ O cadáver atrás do biombo - Agatha Christie & Outros ~

Oieee,  seu lindos!
Como estão?

Por aqui, tudo lindo de viver. Dia de folga, chuvinha caindo lá fora... tá perfeito. Pra ficar melhor ainda, só faltou a gripe melhorar 100%, Mas, ainda assim, tá bom por demais!

Hoje eu vim pra fazer uma resenha que, provavelmente, irá deixar vocês um tanto quanto confusos. Isso se deve ao fato de que eu ainda não sei o que eu senti em relação a este livro, por isso, pode ser que eu seja um tanto quanto incoerente... vai saber. Eu não sei se eu já contei aqui pra vocês, mas quando faço uma resenha, faço quando começo o post. Sim, não tem nada pronto, sai na hora, sai do coração, rs. Mas mesmo sem tê-la feito ainda, posso adiantar que pode ser que ela seja um tanto confusa... acho que ela irá espelhar o que eu senti durante a leitura. Mas calma. Tudo isso tem um por quê.

Quando li: Janeiro, 2017
Título: O cadáver atrás do biombo
Autor(a): Agatha Christie & Outros
Páginas: 192
Editora: Record
Avaliação: 
Onde comprar? Acreditem ou não, não encontrei em nenhum site! 😱
Sinopse: Há alguns meses, os Ellis haviam admitido como pensionista um senhor de nome Paul Dudden Com cerca de 45 anos, corpulento, introvertido e monossilábico, fora a princípio aceito de braços abertos, sobretudo pela tentadora mensalidade que oferecera como pagamento pela hospedagem. Dudden, que parecia uma pessoa pacata, passou logo a exercer uma singular influência sobre a família que o hospedava: a gorda e bonachona Sra. Ellis; o idoso e omisso Sr. Ellis; o jovem Robert, de cerca de vinte anos, indolente e apático, eterna fonte de preocupação para os pais; e Amy, moça de extraordinário encanto.
Aquela inclusão na família operaria misteriosas alterações, alcançando proporções então inimagináveis. Escrita inicialmente para a televisão, esta novela, curta mas extraordinariamente bem urdida, foi elaborada como um jogo: Hugh Walpole escreveu o primeiro capítulo sem trocar ideias com com os demais autores; Agatha Christie e Doroty L. Sayers deram seguimento à construção do enredo partindo do ponto em que o predecessor o deixara; e somente os três últimos autores - Anthony Berkeley, E. C. Bentley e Ronald Knox - se reuniram para deslindar a trama que os três primeiros expuseram, resolvendo um verdadeiro quebra-cabeça. 


A família Ellis, tradicional de uma maneira peculiar, acaba hospedando um homem aparentemente distinto chamado Paul Dudden. No início, Dudden é tido como um homem calado, introspectivo, mas respeitador. Mas, tendo em vista a alta quantia que o misterioso senhor estava pagando por sua estadia, ninguém da família ousava botar à prova sua índole, muito menos seu caráter.

Em determinada noite, eis que o sr. Dudden aparece morto atrás do biombo da sala da família, e até que se prove o contrário, todos sãos suspeitos.

Foi um assassinato? Se sim, quem foi o autor? Será que foi a falastrona e efusiva sra. Ellis? Ou talvez possa ter sido o sr. Ellis, apesar de seu jeito caladão e um tanto quanto lerdo estar acima de qualquer suspeita - ao que parece. Pode ter sido a doce Amy, que tem se comportado de maneira estranha desde que o corpo foi encontrado por seu noivo? Ou, quem sabe, Robert, o jovem que tanto traz preocupações para a família e que, segundo o olhar clínico e perceptivo do noivo de Amy, está com as mangas sujas de algo que parece sangue.

O cadáver atrás do biombo nos trás um conto bem mal construído, ao meu ver. Acontece que, diferentemente dos demais livros da Dama do Mistério, não encontramos aquela riqueza de detalhes, aquela narrativa lenta, mas rica. Mas, como eu disse lá no início deste post, isso tem um por quê.

Acontece que este conto não foi escrito somente por Agatha Christie, e sim por uma série de autores diferentes. Cada um escreveu um capítulo, e tal fato deixou tudo perdido demais, com nuances que não se combinaram.

Cada um deles tem a sua particularidade quanto à narrativa, e a impressão que eu tive foi que nenhum deles se preocupou muito com os detalhes, que focaram somente no final, e fim de papo. Ao meu ver, o capítulo mais bem desenvolvido foi o de Christie, o que não surpreende. Mesmo tendo sido um capítulo curto, foi o mais explicativo e rico em detalhes, e ouso dizer que foi ele que deu liga pro restante da trama.

Apesar da falta de detalhes, da falta daquele feeling que a maioria dos livros e contos de mistérios nos proporcionam, indico a leitura deste àqueles que querem uma leitura leve e despretensiosa. Mesmo com todas as ressalvas, a leitura me envolveu. Não foi aquela coisa tipo: - meu Deus! Preciso saber quem é o assassino! - afinal, como estou calejada do mundo do suspense, logo de cara saquei a trama praticamente toda; mas, ainda assim, me diverti e me envolvi.

Reitero, somente, a pequena confusão que esse misto de narrativas pode causar no leitor. A mim causou certo estranhamento, mas é inegável que a ideia foi muito criativa. E também vale lembrar que se trata de uma novela que acabou sendo adaptada para um conto, então, precisamos ser um bocadinho menos exigentes. É, eu sei que eu não consegui deixar de ser exigente - a minha classificação que o diga! -, mas eu tentei.

Enfim, leiam. Por menor que tenha sido a participação de Agatha Christie nesse mistério, ele teve seu brilho. E quando se trata dela, até mesmo um capítulo pode ser de grande valia.


17 comentários:

  1. Aqui o tempo tbm tá delicinha, fresquinho e chuva fraca. Tempo perfeito pra ficar em casa vendo filme e lendo <3
    Quando li o título do post e vi o nome da Agatha nem reparei no Outros, só reparei mesmo quando vc falou que o livro tinha sido escrito por ela e vários autores, ai que fui entender o pq de só ter duas estrelinhas lá em cima.
    Tenho que admitir que não curto muito livros escrito por mais de um autor, são raras as exceções. Mas no fim deu pra entender a sua confusão nessa resenha. Sabe aquela história de que muita mão acaba atrapalhado? Deve ter sido isso que não colaborou no livro.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Oi Fabi, tudo bem?

    Eu gosto bastante dos livros da Agatha Christie e mesmo a participação dela sendo pequena me deu vontade de ler. Vou ficar atenta a questão da narrativa porque sou bem lerdinha hhehehehhehe

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Acho que um livro escrito por vários autores é muito corajoso, porque tem tudo pra dar errado hehehe É complicado conseguir conciliar a forma de escrever de cada autor, mas se bem sucedido, pode ficar maravilhoso. Tenho muita vontade de ler Agatha, amo suspense e acho que devoraria em um dia. E com certeza esse livro vai entrar pra lista de desejados!
    Beijos, Fabi!

    ResponderExcluir
  5. Oi lindeza!!! Eu já fui viciada na Agatha em minha pré-adolescência, acabei enjoando da sua escrita (sou rebelde). Hoje sinto vontade em reler algumas obras, mas esta não está na lista rsrs. Justamente pelo fato de ter outros autores envolvidos. Não acho legal ao gênero que se refere, acredito que se fosse uma comédia talvez ficaria melhor.
    Beijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. FABÍOLA!
    CREDITO QUE A ESTRANHEZA NA LEITURA SEJA JUSTAMENTE PELO FATO DE VÁRIOS AUTORES TEREM ESCRITO O LIVRO E NÃO APENAS A DIVA AGATHA.
    Para quem como nós que gostamos do estilo dela, ficamos mesmo estranhando a forma de escrita sem grande profundidade e sem os detalhes. Ah! Os detalhes... são tão preciosos nos livros da autora.
    Não li esse ainda, mas uma hora o farei.

    Menina! Nem fale em gripe... aqui em casa todos gripados, sem contar mainha que passou 10 dias no hospital por causa de uma pneumonia e com 81 anos, para curar, demorou. Saiu hoje, graças a Deus!
    Bom final de semana!
    “A mulher é uma substância tal, que, por mais que a estudes, sempre encontrarás nela alguma coisa totalmente nova.” (Leon Tolstoi)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Fabíola se eu visse esse livro na livraria eu juraria que ele só foi escrito por ela e que os outros são demais histórias contidas nele KKKKKK
    Uma pena que pelo jeito os autores não se preocuparam em fazer um livro coeso né? Cada um fez do seu jeito e é isso ai.
    Apesar disso fiquei curiosa pra saber como o tal senhor influenciava os demais e o por quê o mataram.

    Bj

    ResponderExcluir
  8. Minha mãe é super fã da Agatha mas eu ainda não li nenhum da autora rsrs Nunca li nada em que cada autora tenha feito somente um capítulo e fico meio confusa só de imaginar essa narrativa. Apesar disso leria, pq assassinatos são intrigantes e quero saber quem matou

    ResponderExcluir
  9. Oi Fabíola,
    Adoro a escrita da Agatha Christie, tive ótimas experiências com suas obras. Mas aí é que está a questão, os livros que li foram histórias escritas, exclusiva e unicamente, por ela. Já li livros com parcerias entre autores que funcionaram muito bem, mas acredito que o gênero influencia muito para que a história fique bem construída. Livros de suspense funcionam bem quando temos detalhes e elementos que se encaixam, mas se em uma história temos diversas mentes trabalhando, algumas coisas ficarão de lado ou não serão bem exploradas. Mesmo com todas as questões apontadas em sua resenha, me interesso pela leitura, porque acho que Agatha Christie vale a pena!!

    ResponderExcluir
  10. Adorei a resenha, fiquei bastante animada para esta na lista de futuro leitura.
    Porém fiquei super triste por não ter riqueza de detalhes, pois esse tipo de gênero
    pede muito. Amo livro que tem detalhes, claro, de forma que não fique tao encantiva.
    Mesmo assim, ainda tenho curiosidade em esta lendo, pois ano misterios

    ResponderExcluir
  11. Quando vi que era da Agatha Christie achei que o livro seria um arraso, mas fiquei bem decepcionada quando vi que é um capítulo por autor, acho que deve mesmo ter ficado confuso e sem nexo, afinal, mesmo que todos saibam a história, cada um seu jeito de escrever e muitas vezes, fica faltando alguns detalhes que deixam a história sem conteúdo, não foi um livro que me atraiu muito, mas quem sabe um dia leia, afinal, Agatha Christie é Agatha Christie.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Eu não fiquei tão animado com essa idéia de várias pessoas escrevendo uma história de mistério não. ... e pelo visto o trem não rendeu mesmo . Voltemos para o senhor Poirot.

    ResponderExcluir
  13. Eu não fiquei tão animado com essa idéia de várias pessoas escrevendo uma história de mistério não. ... e pelo visto o trem não rendeu mesmo . Voltemos para o senhor Poirot.

    ResponderExcluir
  14. Oi Fabi!
    Quando comecei a ler a sinopse fiquei em dúvida, se já não tinha lido esse livro. Quando eu era adolescente a maioria dos livros que eu lia eram de empréstimos em bibliotecas e não consigo me lembrar se li ou não, é tudo muito famíliar nessa estória.
    Mas, voltando a resenha, a idéia é boa de vários autores escreverem um conto, começando o outro parou, mas também deve ser super confuso, até porque cada um tem seu estilo de escrita. Fiquei curiosa para saber quem matou o senhor Poirot (pq se eu realmente li, não lembro o final).
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Com certeza li esse livro na minha infância. Sou fã da Agatha, mesmo que tenha vàrios autores nesse livro, é um suspense delicioso. É muito bom recordar esses livros antigos que muitos leitores atuais não conhecem, mas vale a pena ler.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Fabi!!
    Mesmo não tendo ainda lido nada da Agatha Christie sei que seu livros são maravilhosos!! Mas não sei o que falar desse mix de autores escrevendo cada um capitulo !! Acho realmente bem confuso!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  17. Oi Fabi,
    Vou me sentir envergonhada agora, mas até hoje não li nada da Agatha Christie... Talvez o fato de cada autor ter escrito um capítulo foi o que deixou o livro um tanto quanto confuso... Ainda quero ler algo da Dama do Mistério... E espero que isto aconteça em breve...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo