Menu em imagem

Image Map

02 fevereiro 2017

[Resenha} ~ Bela Chama - Jamie McGuire ~

Olás,  pipows, seus lindos!
Como estão?

Eu estou bem, obrigada. Tô aqui escutando uma série de trovões e torcendo pra que não fique só na ameaça de chuva. Espero que ela venha, mesmo sabendo que será bem tenso chegar ao trabalho por conta dela... mas ela é bem-vinda mesmo assim!

Eu estava agora mesmo respondendo os comentários do último post (ainda estou atrasada com os anteriores, mas tenho um fim de semana inteiro de folga pela frente pra deixar tudo lindo e em dia), e aí a Jacque Nowinski (gente, precisei conferir o nome dela três vezes pra escrever certo. Que nome de diva, de princesa! 💕) me lembrou que eu li Bela Chama recentemente. É isso mesmo. Eu tinha me esquecido disso! Dia desses mostrei lá no snapgram que eu fiz uma planilha pra controlar o que estou lendo e o que estou resenhando, mas esqueci de colocar esse livro na lista. Fiquei mortificada e com o coração doendo, por isso vim me redimir.

Antes da resenha, vou deixar aqui a ordem certinha da série pra vocês, atendendo ao pedido da Jacque Nome de Princesa. Para ler a resenha de cada um deles, basta clicar no nomezinho do livro, tá? 😉



 Série Irmãos Maddox 

Bela Chama (resenha de hoje)


Quando li: Janeiro, 2017.
Título: Bela Chama - Irmãos Maddox #4
Autor(a): Jamie McGuire
Editora: Versus
Páginas: 335
Avaliação: 
Onde comprar? Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino
Sinopse: Ellison Edson chegou ao fundo do poço. Na casa de férias de sua família no Colorado, o comportamento de Ellie finalmente chama a atenção de seus pais, mas não da maneira que ela esperava. Por causa disso, ela é afastada da fortuna da família e obrigada a se virar sozinha. Mas o redemoinho em que Ellie se encontra fica fora de controle, e ela comete um erro grave, que não vai ser capaz de reparar.
Assim como Taylor, seu irmão gêmeo, Tyler Maddox é membro da Equipe Alpina de Bombeiros de Elite, combatendo incêndios florestais na linha de frente. Tão arrogante quanto charmoso, o estilo de vida nômade de Tyler torna mais fácil restringir seus relacionamentos a uma única noite.
Quando ele conhece Ellie em uma festa durante a baixa temporada de incêndios, a personalidade forte e a atitude indiferente da garota o deixam fascinado. Mas, conforme seus sentimentos começam a se tornar intensos, Tyler se dá conta de que os demônios interiores da mulher que ele ama podem ser o inimigo mais poderoso que qualquer Maddox já enfrentou.
Em Bela Chama, você vai acompanhar a história quente e chocante de Tyler, o gêmeo Maddox que faltava na sua coleção dos irmãos mais irresistíveis da literatura new adult. E vai entender por que um Maddox é capaz de tirar a mulher amada do fundo do poço e levá-la às alturas.

Ellison Edson, uma menina podre de rica e linda como ela só, é uma vaca. Ela está no fundo do poço e, não satisfeita, leva consigo todos aqueles que se aproximam. Desde os quatorze anos, sexo, drogas, festas e rock 'n roll fazem parte de sua rotina. A última "festinha" dada por ela foi marcante. Nela, os visitantes quebraram sua casa sem medo de serem felizes, e tal fato chamou a atenção dos pais a ponto de praticamente deserdá-la, e nela ela conheceu o cara que será o grande amor de sua vida.

"[...]Dei mais um passo, abrindo caminho para chegar mais perto do meio. Eu nunca o vira, mas parecia que ele seria o meu próximo erro." Página 11

Ela estava bêbada - pra variar -, e ao descer as escadas, avista uma briga entre dois grandalhões. Imediatamente um deles (o que estava batendo mais e sem fazer esforço algum) chama a sua atenção. Ela faz uma aposta ousada no fortão lindo e tatuado, e tal ato faz com que sua sala se torne uma arena de lutas. Ver aquela briga a deixa extremamente excitada, e além de querer ver aquele homem maravilhoso ganhar a luta, ela o quer ver - e sentir - em sua cama. E é o que acontece, claro. Afinal, que Maddox resiste a uma noite de aventura?

Tyler, um bombeiro de elite maravilhoso, sarado e seguro de si, está acostumado a esse tipo de coisa. Uma aventura com uma desconhecida não é nenhuma novidade na vida dele, mas aquela desconhecida mexeu com ele de uma forma diferente. Além de ser um furacão quando o assunto é sexo, ela tem algo que o deixa fascinado... algo que o instiga. Nós sabemos o que é esse "algo": é problema. Os Maddox são atraídos por mulheres problemáticas, e com o gêmeo de Taylor não foi diferente.

Após a transa, Ellie deixa claro que foi só aquilo e que eles não se verão mais, mas, estranhamente, ela se pega pensando que vê-lo novamente não seria nada mau. Mas agora ela tem outras coisas em que pensar. Sua festinha deixou seus pais malucos, por isso eles tomaram uma decisão radical. Ellie precisa arrumar um emprego, se virar sozinha. Não verá a cor do dinheiro dos pais até ser digna para tanto. O desespero toma conta da garota, e ao ir desabafar com um amigo, acaba fazendo algo que irá martirizá-la por muitooo tempo, algo que fará com que ela se sinta ainda pior.

Apesar de tudo, Ellie arruma um emprego. E ela se dá bem nele! Além de gostar daquilo que faz, ela vem se destacando cada vez mais, e seu olhar inteligente e sensível para a fotografia proporciona a ela não só uma promoção, mas também a oportunidade de seguir os Bombeiros de Elite em uma jornada pelas montanhas a fim de registrar sua rotina. Proporciona também a oportunidade de passar dias e dias ao lado de Tyler Maddox, aquele carinha da transa de outro dia... aquele carinha que mexeu com ela de uma forma que jamais acontecera anteriormente.

Acompanhar a rotina dos bombeiros faz um bem danado à Ellie, conviver com Tyler também. Eles se tornam amigos, têm uma amizade coloria - se é que me entendem -, e ambos percebem que não vai rolar ficar só na amizade... mas o fato de Ellie estar completamente quebrada por dentro, mergulhada cada vez mais fundo num poço de autopiedade, álcool e culpa, acabará por dificultar e muito o relacionamento deles. Mas um Maddox só se apaixona uma vez, e Tyler fará de tudo para ter a mulher que ama ao seu lado. Fará o que for preciso para vê-la bem. Irá tirá-la do inferno e levá-la ao céu.

"[...] Tyler era meu novo vício. como flertar com o fogo na montanha, adorando o perigo e esperando as queimaduras." Página 169

Esse foi, sem dúvidas, o livro que mais despertou minhas emoções. Eu odiei Ellie com tanta força que eu achei que não fosse conseguir terminar o livro. Demorei pra entender que tudo o que ela fazia era culpa de seu vício - ela é uma alcoólatra assumida - e de todos os seus problemas, custei para compreender que, na cabeça dela, ela estava agindo corretamente ao ser uma vaca com Tyler, pois assim ele desistiria dela e não iria parar no fundo do poço junto com ela, fim que todas as pessoas que se aproximam acabam tedo. Ela tem uma tremenda dificuldade de enxergar quem quer ajudá-la. Sua visão só se foca naquelas pessoas que aparecem somente pra ferrar com todo o controle que ela vem tentando ter, só se foca naquelas pessoas que lhe oferecem uma bebida no momento em que ela mais precisa.

Mesmo tendo ao seu lado uma mulher difícil de amar, Tyler se apaixona, luta por ela incessantemente, investe fundo, luta contra todas as coisas patéticas que Ellie faz a fim de afastá-lo. Ele quer aquela mulher pra si. Quer cuidar, amar, ajudar. Ele, sem dúvidas, é o Maddox que encara o maior problema quando o assunto é o amor. Amar uma mulher que é incapaz de amar a si mesma pode ser algo mais do que doloroso, afinal, é preciso ensiná-la a amar a si mesma para depois fazer com que ela o ame. Para sua sorte (ou não), as coisas acontecem ao contrário: ela o ama. Ela o ama mais do que tudo, mais que a si mesma, e é por isso que se esforça tanto para mantê-lo longe. Ela não se sente capaz de mudar, de se curar. Se sente pouco para ele... e ele lhe mostra que ela está errada. Mostra que ela é exatamente o que ele quer e o que ele precisa. E isso foi lindo! Ele tinha tudo para desistir dela, mas caso fizesse isso, ele não seria um Maddox, não é mesmo?

" - Se você for o fogo, Ellie... quero me queimar." Página 311

A forma como a autora abordou o alcoolismo de Ellie foi brilhante. Ela conseguiu passar muito do que uma pessoa doente vive e sofre. A fase da aceitação, da autopiedade, da certeza de que jamais conseguirá se erguer. A fase em que ela junta forças e consegue se manter sóbria, só para se afogar na bebida novamente na primeira iminência de problemas. Mostra também que basta força de vontade e amor de quem está à sua volta para que a cura chegue. Mostra que a batalha é diária, mas a recompensa vale todo o esforço.

Tyler se mostrou maduro, decidido, fofo e fantasticamente sexy. Assim como em Belo sacrifício, o foco é a evolução dos personagens, do relacionamento em si. O crescimento de ambos é muito bem abordado, e todas aquelas cenas quentes que esperamos encontrar acabam ficando em segundo plano, o que, ao meu ver, não foi ruim. Achei a trama tão madura quanto a anterior. Cá temos mais um assunto complicado abordado com maestria e delicadeza, e tenho mais é que aplaudir McGuire por isso. Além de nos proporcionar tudo aquilo que esperamos de um livro com os Maddox - sensualidade, piadinhas, homens lindos e fofos, força, paixão, amor -, a autora também nos mostra mais uma vez aquilo que ela, no fim das contas, sempre quer mostrar: que o amor é capaz de tudo.

" - Do que eu preciso ter medo? Você viu o meu lado feio e me amou do mesmo jeito." Página 332

46 comentários:

  1. Oi fabiola, eu sou bem chatinha quando se trata dessa série, achei meio sem graça, acredito que foi porque ficou muito extensa e pelo mimimi (desculpe) em torno dos Maddox, isso me deixou bem decepcionada, achei um personagem muito caricato. Mas tenho uma amiga que é viciada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A série é oito ou oitenta mesmo, Dri! Rsrsr
      Uma pena que não tenha gostado... mas é assim mesmo. Pra gostar dele, tem que ter disposição pro mimimi e pros clichês! hsiAHsuiHIAUshas

      Beijocas

      Excluir
  2. Oi FabiLinda!!! Na minha tpm de março, irei ler "Bela Redenção" rsrs. Eu leio resenhas de todos os livros da série, principalmente para já ir me acostumando aos personagens que irei encontrar (a intenção é ler sem esperar Travis, entende?), e "Bela Chama" com toda certeza é o que mais me desperta interesse. Tenho vontade em conhecer essa mocinha tão problemática, pois agora os papéis estão invertidos: não temos um Maddox encrenqueiro.
    Adorei saber sua opinião a respeito, fiquei super empolgada pra ler.
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Morro de rir quando vc fala que sua TPM combina com Maddox, BiaLinda!
      shIUAhsuiHAisuhUAHsiAHs
      Realmente em Bela Chama temos a inversão de papéis. Nada de encrenca por conta de um Maddox. Ellie protagoniza todos os babados fortes! E Bela Redenção foi lindo, espero que goste! hsiAHsuiHAs

      Beijocas

      Excluir
  3. Oi Fabi! Adorei a resenha!

    Acho que já falei isso, mas ainda não li nenhum livro desta série. Contudo, quanto mais leio as suas resenhas, acabo ficando cada vez mais curiosa. Além disso, as premissas dessa série chamaram a minha atenção. Com relação a esse volume, achei muito legal a autora colocar um tema tão real e importante de ser discutido - o alcoolismo - em seu romance.
    Pretendo dar uma chance para essa série ainda esse ano ;)

    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu espero que vc dê uma chance a ela o mais rápido possível, Anna!
      Ela é tudo de bom! E eu fico super feliz por ter influenciado vc positivamente! Hehehhe

      Beijocas

      Excluir
  4. Gosto muito dos livros dessa autora e essa série é um vício pra mim, acabo adorando ver mais da vida desses meninos. E achei interessante como ela fez pra falar da coisa do alcoolismo também e o quanto isso afeta a vida da garota. Mas se tem uma coisa que me irritou demais é essa família dela. E ela em alguns momentos também conseguiu me deixar fula. Mas não me importei muito com esses momentos porque a gente para e pensa "ahh, mas é porque ela é viciada naquilo, ela não se gosta muito, ela isso e isso e aquilo..." e aí dá pra ver que a autora soube mostrar bem como é viver com esses problemas..
    E também tem esses meninos tão fofos e o jeito sexy da história, então acaba sendo uma boa pedida sempre.
    O livro é bem legal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Cris! A gente acaba relevando todos os momentos em que ficamos fulas da vida exatamente por a autora ter tido o talento de nos mostrar que tudo isso se deve ao vício. E ter um Maddox por perto deixa tudo mais lindo... e mais fácil, acho. A dedicação deles é sempre linda de se ler.

      Beijocas

      Excluir
  5. Oi, Fabi!
    Nunca li nada da autora, então não posso dar minha opinião sincera sobre a escrita da mesma.
    Apesar de não ser meu estilo preferido de leitura, tenho um pouquinho de curiosidade pelos personagens e história.
    E como sua resenha está tão positiva e apaixonada, já me deu um pouco mais de animo para ler.
    Linda resenha!
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paixão pela série vai ser uma constante, Márcia! Eu adoro a narrativa da autora e adoro os personagens que ela cria, mesmo quando eles me tiram do sério! Espero que a sua curiosidade cresça cada vez mais, rs!

      beijocas

      Excluir
  6. Oi, Fabí!! Tudo bem??
    Nunca tive a experiência com a escrita da autora, mesmo tendo uma enorme vontade de conhecer.
    Amei a resenha de hoje! Achei que Bela Chama é um livro cheio de momentos encantadores, que traz a luta de uma mulher contra o alcoolismo e mostra como o amor pode motivar mudanças em alguém. Mal posso esperar para começar a ler toda a serie ;)
    Bjokas!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também mal posso esperar para vc começar a série, Jacque! Ela é linda e mexe com a gente, sabe? Ela sempre mostra que o amor é capaz de tudo... e eu me derreto por isso! Rs

      Beijocas

      Excluir
  7. Fabí, eu já conhecia a série, mas também nunca me interessei muito por ela. O que me chama atenção são as capas. Acho todas lindas. Apesar da falta de interesse, não descarto a possibilidade de ler um dia.
    Entendi os pontos bons que você apontou que torna a história interessante, como a luta da protagonista contra o alcoolismo, mas não me agradou o romance da história. Espero que um dia eu mude de ideia e achei toda a serie fascinante, néh??
    Beijoss!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também espero que vc mude de ideia, Leo! Afinal, o romance da trama é algo que fica intercalado com o restante dos acontecimentos que são eletrizantes e lindos... e no fim das contas, o conjunto é extremamente envolvente!

      Beijocas

      Excluir
  8. Ai quanto amor <3
    Toda vez que vc trás uma resenha dessa série eu fico ainda mais curiosa. O meu objetivo de vida agora é ler essa série, necessito já. O modo como não só vc mas tantas outras pessoas falam dos livros, dos personagens e da autora é só elogios. Nem conheço mas já considero pakas rsrsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando conhecer, vai considerar mais ainda, Alleh! Pelo menos eu espero que seja assim!
      Num vejo a hora de vc e a Andlas lerem a série. Galeeeeenhas apaixonadas. shIAUshuiAHsiHUAIhs

      Beijocas

      Excluir
  9. Fabi, como já comentei em outra resenha, nunca li nada dessa autora, mas achei interessante a abordagem da mocinha nada mocinha, suuuuper problemática.
    Acho que leria esse, se tivesse oportunidade.

    Parabéns pelas resenhas, como sempre, bem escritas.

    Beijos.
    Alana Marques
    colecionadoresdelivross.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Alana Linda!
      Eu espero que em breve o interesse fique ainda maior a ponto de vc ler a série, que, nem preciso dizer, é minha queridinha, rs.

      Beijocas

      Excluir
  10. Fabi, eu não sei o que dizer... Você atendeu o meu pedido, resenhou o livro e ainda me citou no post =D
    Eu li Belo Desastre e Desastre Iminente no ano passado, me surpreendi com a escrita fluída e gostosa da autora. Estou ansiosa para ler Belo Casamento e fechar a estória de Travis e Abby. Sempre achei que os livros sobre os irmãos de Travis eram meio chatinhos e tudo que havia para ser contado sobre eles já foi feito nos dois primeiros livros, mas vi a capa lindona de Something Beautiful (que acho que ainda não foi lançado por aqui), fui procurar e todas as capas são belíssima, fiquei curiosa, mas não consegui saber qual livro inícia a saga e qual a sequência da coleção Irmãos Maddox. Mas, graças a você Pitaquinha, agora eu sei e ainda aproveitei e li a resenha de cada um deles!!!
    Sobre Bela Chama, pelo visto, para conquistar um Maddox, basta ser indiferente e problemática ;) Parece um livro bem mais maduro do que a estória de Abby e Travis, principalmente, pela autora ter abordado o alcoolismo, e toda a luta de Ellison, mas apesar disso o assunto não parece ter dominado a trama. Ellison vai amadurecendo ao longo da estória, sai de casa, descobre uma nova carreira, tem que lidar com seus problemas e ainda conhece algum que a ame e lute por ela apesar de tudo (e ainda por cima, um Maddox). Não vejo a hora de poder ler esse livro!
    Sobre o sobrenome, você também tem um bem difícil, que acho que eu jamais conseguiria pronunciar corretamente (tanto que nem escrevi aqui, porque não sei como fazê-lo! Hahaha!). Mas pode chamar mesmo só de Jacque/Jaque que eu também respondo, ok?!
    Obrigada Fabi por esse post! Um super beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre que eu puder atenderei os pedidos de vcs, Jacque! Por isso, pode pedir sem medo!
      Aliás, só não peça dinheiro! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Isso aí vou ficar devendo... shIAUhsuiAHusiHAs
      Então, quanto à serie em si, todos os livros são bem mais maduros do que a parte inicial onde conhecemos Travis e Abby. Travis é o mais novo dos Maddox, Abby também é a mais jovem das mocinhas, por isso os demais são bem mais maduros, todos eles. cada um com sua pegada, cada um com seu encanto.
      De todos eles, até o momento, para mim Bela Chama foi o mais maduro de todos, talvez pela complexidade do caso. Em Belo Sacrifício também temos um tema super complexo mas, ao meu ver, o alcoolismo vence em disparado.
      Eu espero que vc se apaixone pela série tanto quanto eu!
      Nem preciso dizer que eu sou fã de carteirinha, né?
      E espero que se divirta tb!

      Super beijo!

      Excluir
  11. Fabi!
    Que atração é essa dos irmãos Madoxx por mulheres complicadas, hein? Acho que querem é desafio mesmo...
    Que lindo ver a luta constante para manter Tyler afastado por amá-lo, achei até bem consciente da parte dela, embora como falou, ela seja uma vaca...kkkkkkk
    E fiquei mais feliz por saber que ele não desistiu dela e aos poucos amadureceram e passaram a construir uma 'amizade', possibilitando que ela mude. Amor puro, né?
    Amei!
    “Um saber múltiplo não ensina a sabedoria.” (Heráclito)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amor puro mesmo, Rudy!
      E sem dúvidas todos os Maddox amam um desafio, afinal, eles estão sempre cercados por mulheres fáceis. Quando encontram uma que dá trabalho, ficam logo de quatro! hsHAusihAUIshas

      Beijocas

      Excluir
  12. Oi!
    Li esse livro nesse mês de janeiro e foi o primeiro livro dessa serie da autora que li, e essa historia me conquistou, gostei muito do tema que a autora aborda nesse livro, acho que ela consegue passar varias coisas sobre o alcoolismo sem se aprofundar totalmente no tema e deixar o livro só sobre esse assunto, gostei muito desse casal e torci para eles o livro inteiro, mas também para a Ellison finalmente conseguir encontrar um caminho !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Su, já percebi que vc é a "mestra" em ler livros fora de ordem e ainda assim entender a essência e amar! Que lindo isso!
      Espero que vc se apaixone pelos outros livros e que também torça por todos os casais fofíneos!
      hISAhshAs

      BEijocas

      Excluir
  13. Oi Fabi!! Eu sempre tive interesse em ler a série mas tinha deixado de lado porque ninguém me passava a ordem dos livros (#chateada). Quando li que tu iria mostrar a ordem, o sorriso já abriu aqui. Haha obrigada mesmo, eu ficava perdida quanto a ordem deles e acabava não lendo.

    Minha nossa, que homão do caramba esse Tyler hein?? No início eu estava achando tanto a Ellie quanto o Tyler bem chatinhos mas ao decorrer da resenha, fui entendendo o que leva a Ellie ter esse jeito um pouco insuportável e acabei gamando no Tyler. <3 Não é qualquer um que está disposto a aguentar tudo por uma guria.
    Também adorei o fato da autora permitir que a gente conheça mais sobre o alcoolismo, pois isso nos faz ter empatia por quem tem a doença e quem sabe, a história pode ensinar as pessoas a não julgarem o alcoólatra antes de ter conhecimento sobre o problema (quem dera se todo mundo pudesse ler Bela Chama).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem dera todo mundo pudesse ler Bela Chama, Gaby! Fato!
      A gente realmente começa a olhar pessoas que sofrem com a doença com outros olhos. Infelizmente há algumas pessoa sem meu meio que sofrem desse mal, e eu já tinha muita empatia por eles, mas agora, tenho ainda mais. E principalmente por seus companheiros, que passam maus bocados mas ainda assim acreditam na pessoa.
      Fico feliz que a ordem da série tenha te ajudado! Saber a ordem certinha de uma série é algo que nos ajuda a ter ainda mais ânimo para lê-la, né? RSrsrs
      E Tyler realmente é um homão! Assim como todos os Maddox, acredite. Cada um com sua particularidade... e as mocinhas, inicialmente, são todas umas vacas, até que vemos que elas têm seus motivos.
      Espero que se apaixone pela série assim como eu!

      Beijocas

      Excluir
  14. Fabii, simplesmente ameii! Você fala tanto dessa série e eu fico só pensando em quando vou ler também. Mas de todos esse foi o que mais chamou a minha atenção. Agora é o jeito ler todos os anteriores kkkkk
    Beijooos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém, Crissie!
      shAIUhsuiAHsuiHAsiuhas
      Ainda bem que estou despertando bons sentimentos acerca da minha série amada. Agora só falta vc amar tanto quanto eu! Hhehehe

      Beijocas

      Excluir
  15. Dessa série só li os livros do Travis, dos irmãos não li nenhum. Também não lembro se já tinha lido alguma resenha deles, o que sei é que adorei essa. O alcoolismo é sempre um tema que se bem abordado rende muito, também achei diferente a alcoólatra ser a mulher não o homem, fiquei curiosíssima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que ficou curiosa e que já teve contato com a narrativa da autora, Kris. Assim as possibilidades de vc ler a série aumentam, rs.
      Espero que possa lê-la em breve.

      Beijocas

      Excluir
  16. Só lembro de ter lido um livro que trata sobre alcoolismo: A garota no trem. Gostei da forma como foi abordado mas a personagem era como essa aí, meio insuportável rs
    Pelo menos essa tem o bom senso de afastar as pessoas pra não levá-las junto para o fundo do poço!
    Gostei muito da premissa, pois em geral é o homem que tem os problemas a serem resolvidos e a mulher que fica tentando mudá-lo.
    Só tenho Belo Desastre e Belo Casamento e tô procrastinando a leitura por medo de me decepcionar - não sei por quê!

    PS: tenho aula e só chego depois da meia-noite então não me desclassifica do top comentarista se você publicar algo ainda hoje e eu não comentar a tempo ♥

    Duas Leitoras - no Top Comentarista de fevereiro você pode escolher entre 4 livros!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kemmy, eu fiquei tão enrolada esses dias que é capaz de vcs me desclassificarem no do coração de vocês, isso sim! shiUAHsuiHAsiuhAs
      Eu já li vários livros que abordam o alcoolismo e, sinceramente, este foi o que mais me surpreendeu a agradou. Primeiramente por ser uma mulher. "Segundamente", por causa da leveza e delicadeza da autora.
      Leia Belo Desastre logo, menina! Rs
      Eu adoro esse livro! E adoro ainda mais Desastre Iminente, que é sob a perspectiva de Travis.
      Tomara que leia e que se apaixone tanto quanto eu.

      Beijocas

      Excluir
  17. Oi Fabi...

    Que resenha maravilhosa... Deu pra sentir o quanto você realmente amou esse livro... Ainda não tive a oportunidade de ler nada de Jamie McGuire, mas sempre vejo comentários extremamente positivos sobre os Maddox... Tenho curiosidade em ler essa série... Espero poder fazer isso em breve...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também espero que vc faça isso em breve, Cris! E fico feliz por saber que eu consegui passar a emoção que eu senti ao lê-lo. Este livro é especial!

      Beijocas

      Excluir
  18. Oh Meu Deus! Os Maddox são maravilhosos <3
    Eu já li Belo Desastre e eu amei os livros! Há algum tempo vinha me cansando de ler New Adults porque andava lendo muitos que me davam a impressão de ser sempre a mesma coisa: mocinhos bad boys com piercings e tatuagens e o mesmo chichê de sempre, mas Belo Desastre foi um dos meu primeiros do gênero, então ele se tornou um favorito! Eles são muito bons pra se livrar de uma ressaca, comigo funciona sempre Haha
    E esse parece ser tão bom quanto os outros :) Geralmente quem é fã de terror não gosta de romance, mas contigo é diferente, não? Gosta de tudo Hehe
    Como sempre, adorei a resenha <3
    Bjs Fabi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mylla, depois que o PPP ganhou vida, eu acabei me bandeando para outros lados mesmo, rs. Mas confesso que eu sou suuuuper reticente para romances. Tanto que, se vc der uma passeada pelas resenhas que já rolaram aqui, os romances são minoria. Ouso dizer que os únicos que li e amei foram os dessa série e os romances de época.
      Eu detesto os clichês que todo romance nos proporciona. Neste tem clichê? Tem. Mas são bem trabalhados, não são aquela água com açúcar da maioria por aí. Espero encontrar outros tão bons quanto aí pela estrada, rs.


      Beijocas

      Excluir
  19. Nossa que bom que gostou do livro eu só li os três primeiros livros da autora sobre o Travis, e amei, e estou super curiosa para conhecer os irmãos Maddox, achei bacana termos uma mulher totalmente diferente, pois a Ellie é uma mimada, viciada.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diferente é apelido, Camila!
      Ela beira a loucura, e isso é bom demais de acompanhar.
      Aliás, em todos os livros da série dos Irmãos Maddox, temos mocinhas diferentes e que nos proporciona aquele amor/ódio típico de livro bom, sabe? shIAhsuiHAs

      BEijocas

      Excluir
  20. Oi, Fabi!!
    Nunca li nada dessa autora!! Infelizmente não li nenhum livro dos irmãos Maddox!! Mas estou apaixonada pelo Tyler!! Acho que preciso urgentemente ler essa série!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho que vc precisa ler essa série urgentemente, Martinha!
      Corre lá!
      shIAhsiuAHsiuahs

      BEijocas

      Excluir
  21. Oi Fabi, tudo bem?
    A cada resenha nova dos Maddox eu tenho mais vontade de ter um na minha vida, poxa o cara faz de tudo por ela mesmo ela sendo uma vaca com ele, e tentando afasta-ló, achei essa atitude incrível dele, não desistir do que ele realmente quer e mostrar que ela pode passar por isso.
    Eu também ficaria com raiva dela, mas acho que a autora faz de propósito né? No final tudo se encaixa, e a gente entende a cabeça da protagonista, super legal ela abordar esse tema, e dessa forma, ansiosa para chegar nesse livro logo.
    Beijos <3
    Lost Words

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo lindo, Aline Linda! Obrigada! E vc?
      Então, a autora faz de propósito sim. E hoje vejo que é exatamente isso que nos faz ter tanta empatia pelas mocinhas desenvolvidas por ela. Ela sempre nos faz odiá-las antes, pra depois mostrar seus motivos e nos fazer amá-las depois. Ela tem o dom da escrita, isso é fato.
      Espero que possa ler a série em breve e que a ame tanto quanto eu! Heheh

      Beijocas

      Excluir
  22. Sou louca para ler esse livro! E AMEIII a resenha!!

    ResponderExcluir
  23. Li Belo Desastre e como não gostei não corri atrás dos outros. Li resenhas que ressaltavam a forma passional de Travis, mas eu só vi um cara meio doido, com atitudes extremadas e cheguei a conclusão de que não gostaria de encontrar um cara desses por aí.
    Nesse, achei legal esse Maddox que ajuda a mocinha, quer vê-la bem, mas ainda acho que em algum momento ele vai ser outro cachorro louco.

    ResponderExcluir
  24. Oi Fabi, tudo bem?
    Acho que sou nova por aqui hehe
    Eu me lembro como se fosse ontem quando eu li Belo Desastre e fiquei tão empolgada com a história que achei que todo mundo gostava também. Grande ilusão. Acabei descobrindo que esses livros são divisores de águas isso sim (rsrs). Não tenho o que reclamar do que li, mas confesso que meio que desanimei por conta dos comentários negativos.
    Acho que está mais do que na hora de voltar a ler né, até porque eu não sabia desse Bela Chama, que obviamente, chamou minha atenção e fez com que eu lembrasse de como foi gostoso ler o livro 1.
    Beijokas
    [SORTEIO] Aniversário de 1 Ano: Livro - Perdida
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  25. oie Fabi!!
    eu até queria começar a série, pois só vejo elogios em relação aos mardoxx
    mas quando eu vi a quantidade de livros que ela já tem eu perco a coragem
    uma das coisas que eu achei interessante foi o fato dela colocar uma personagem alcoolatra acho que traz um pouco de reflexão para o livro
    enfim... ele está na minha lista do talvez (tudo bem q é quase um limbo)

    ResponderExcluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo