Menu em imagem

Image Map

24 janeiro 2017

{Resenha} ~ Um amor para recordar - Nicholas Sparks ~

Oieee, pipows!
Como estão?

Sumi um bocadinho, né? Me perdoem... é que fiquei sem o meu notebook no fim de semana - meu irmão viajou e pediu para levá-lo - e ontem, como tive uma noite cansativa no trabalho, acabei dormindo o dia todo, só acordei quase na hora de ir trabalhar de novo.

Antes de começar nosso bate-papo de hoje, queria agradecer a todos os conselhos dados por vocês no post anterior. Estou atrasada com os comentários - pretendo responder todo mundo amanhã sem falta! - mas sempre que eu tenho um tempinho, leio todos! Obrigada por cada um deles! Vocês me ajudaram e muito!

Bem, vamos ao que interessa.
Acredito que vocês tenham se assustado ao ver NICHOLAS SPARKS no título, né? Afinal, quem está aqui há muito tempo sabe da minha "aversão" ao cara... mas tenho uma explicação convincente - ou quase - para dar: roleta russa literária. Pois bem, senhoras e senhores. Eu brinquei de novo! E, mais uma vez, me ferrei. Lancei o desafio às minhas amigas Alleh e Andlas (beijos, galeeeenhas!) e, como consolo (acho), todas nos demos mal, rs. Meu sorteado foi um livro do Nicholas Sparks e, seguindo a dica da Alleh, escolhi Um amor para recordar, pois ele era um dos mais curtos.

Se você ainda não conhece a brincadeira, clique aqui para assistir o vídeo da TAG Roleta Russa Livrada que respondi no nosso canal! 😊



Um amor para recordar capa
Quando li: Janeiro, 2017.
Título: Um amor para recordar
Autor(a): Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito
Páginas: 184
Avaliação: 
Onde comprar? Amazon | Americanas | Submarino
Sinopse: Landon, filho de uma família tradicional, tentava aproveitar ao máximo a liberdade que a pequena cidade de Beaufor, na Carolina do Norte, proporcionava-lhe, antes de entrar na universidade.
Jamie, a filha do pastor da cidade, estava longe de ser uma típica adolescente. Sempre carregava uma Bíblia consigo e era o tipo de garota que tirava as ervas daninhas do gramado de alguém sem que lhe pedissem, ou parava o trânsito para ajudar crianças pequenas a atravessar a rua.
Eram distantes as afinidades que poderiam aproximá-los, mas, após o baile de formatura, o amor aconteceu e as diferenças de Jamie e Landon acabaram por uni-los na descoberta da alegria da dor da perda e, sobretudo, da força transformadora do verdadeiro amor. E não é por acaso que ambos viveram a história de amor mais comovente de todos os tempos... 

Landon Carter é um cara bem de vida, que apronta umas e outras na companhia de seus amigos. Ele é filho de um dos homens mais poderosos da cidade, mas esse fato não influencia sua personalidade. Mesmo sendo filho de um figurão da política e fazendo algumas travessuras típicas de um adolescente de 17 anos, ele é um cara simpático, tem um bom coração. O fato de ter uma mãe amorosa parece ter feito com que seu coração não fosse dominado por toda a arrogância típica de pessoas que têm uma vida ao menos parecida com a sua.

Jamie Sullivan é uma garota diferente. Estranha para os colegas de escola, bondosa aos olhos dos adultos que ela tanto ajuda, amada pelas crianças do orfanato que ela visita com frequência, querida até mesmo pelos animais, pois sempre está a salvá-los. Vista constantemente lendo sua bíblia, escondida dentro das mesmas roupas sem graça, com os cabelos presos e com o mesmo casaco todos os dias, ela não é do tipo que chama atenção - ainda mais de Landon. Mas quem pode saber o que os desígnios de Deus guardam para nós?

 "Quando eu disse que estava rezando por você, o que pensou que eu estava falando?"

As vantagens - e também desvantagens - de se viver em uma cidade pequena é exatamente o fato de todo mundo saber um pouco de todo mundo. Landon sabia que Jamie era órfã de mãe, que ela morrera em seu parto. Sabia que ela era filha do pastor da cidade, e associava todo o comportamento diferente de Jamie a todos esses fatos. Nada mais normal que a filha do pastor ler a Bíblia o tempo todo. Nada mais normal do que vê-la ajudando a todos - pintando a sala de estar de um senhor, visitando constantemente orfanatos, pegando bichinhos feridos nas ruas e levando-os até à clínica veterinária mais próxima. Conviver com Jamie acabou por fazer com Landon visse que, fazer a coisa certa não era tão ruim, afinal. Mas como se deu essa convivência?

Ele precisava de um par para o baile. Já estava em cima do hora! Ele estava tão envolvido com o preenchimento dos formulários para ingressar na universidade que acabou se esquecendo do baile de volta às aulas. Todas as garotas apresentáveis do colégio já haviam sido convidadas... exceto Jamie. E ele se achou um tanto quanto louco quando teve a ideia de convidá-la, mas o que tinha a perder, afinal? Ela aceita ir ao baile com ele, mas com uma condição: ele tinha que prometer que não se apaixonaria por ela.

Depois do baile, outro evento importante os uniu ainda mais. A peça de Natal da cidade era escrita pelo pastor Sullivan, e no ano de 1958, ela seria encenada pelos alunos do último ano do colégio. Seria encenada por Jamie e Landon. E ali nasceria o amor entre este casal tão improvável.

gif um amor para recordar filme
"De repente, eu sabia que nunca havia sentido algo tão forte por outra pessoa como acontecia naquele momento."
O relacionamento de Landon e Jamie foi regado a "Primeiras Vezes". O primeiro beijo dela, a primeira vez que ele se apaixonava de verdade, a primeira vez que ambos sentiam o gosto inebriante do amor... a primeira vez que Landon temeu conhecer a dor da perda. Jamie estava doente. Leucemia. E mesmo com os corações em pedaços, ambos fizeram com que aqueles que poderiam ser os últimos dias dela, fossem os dias mais ternos, lindos, marcantes e especiais.

gif um amor para recordar filme
"Jamie era mais do que a mulher que eu amava. Naquele ano, Jamie me ajudou a me tornar o homem que sou hoje. Com a sua mão firme, ela mostrou o quanto é importante ajudar os outros; com a sua paciência e bondade, ela me mostrou qual é o real sentido da vida. A sua alegria e otimismo, mesmo quando estava doente, foram as coisas mais maravilhosas que já presenciei."
Cá temos uma estória linda, trágica e que, sem dúvidas, nos ensina muito. Na verdade, ao meu ver, ela só confirma aquilo que já sabemos: que o amor cura, ensina, soma, melhora, muda, alimenta. Eu fiquei encantada pela bondade de Jamie, pelo seu carisma, pela sua percepção da vida como um todo. Landon, mesmo sendo tão diferente, também conseguiu me agradar com seus encantos. Apesar de todas essas lições bonitas, achei que a abordagem do autor poderia ter sido mais leve - sim, ainda mais. Acho que ele focou demais na tragédia e de menos nas transformações que ambos sofreram ao se apaixonarem. E, por essas e outras, acreditem, achei o filme extremamente superior ao livro.

No filme vemos o quanto Landon se esforça para fazer os dias de sua amada mais alegres, lindos e ternos. Vemos com ainda mais precisão o quão enorme foi a sua mudança. No filme, vemos que Jamie tinha sonhos, e que Landon estava disposto a realizar cada um deles. Também achei a química e a empatia de ambos muito mais palpável no filme. No livro, apesar de vermos o quanto os dois se amavam e o quanto um fazia bem ao outro, achei que tudo ficou superficial. Repito: a impressão que tive foi de que o foco do autor era a tragédia, não o amor.

Eu li o livro em PDF, numa versão em português de Portugal - não me julgue, gente, mas eu não gataria dinheiro com um livro que eu tinha certeza de que não iria amar - e por isso achei que a narrativa tinha sido arrastada, chata e sem brilho, culpei o fato de ser em uma "língua diferente"... mas lendo quotes aqui e acolá, percebi que a tradução não difere em nada da nossa - a não ser uns "ora, pois" que apareceram nos diálogos, algo que gostei, na verdade. Ou seja, o problema não foi a tradução, foi a narrativa mesmo. Ela não me envolveu, não me prendeu. Apesar de ter adorado acompanhar a evolução do sentimento do casal, não fiquei com aquela imensa empolgação de saber o que aconteceria a seguir.

Se eu mudei a minha opinião acerca do autor? Não. Continuo achando-o fatalista, sem tato para lidar com as tragédias que ele insiste em abordar, sem carisma para narrar um relacionamento que, ao meu ver, tinha tudo pra ser ainda mais lindo do que foi no livro. No filme, o relacionamento deles, pra mim, foi perfeito, apesar dos pesares.

gif um amor para recordar filme
"Ela não era a garota que ele sempre sonhou, ele nunca foi o garoto que ela imaginou pra ela. Nenhum dos dois eram um exemplo a seguir, mas por algum acaso do destino, se tornaram perfeitos um para o outro."

55 comentários:

  1. Ele estava nos meus planos de leitura, mas acabei de tirar. Afinal já estou sofrendo com "O melhor de mim" até hoje.
    Beijooos Fabi camofa (brincadeira kkk )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Sua Teórica, pode colocar na lista caso esteja com o coração preparado, pois quem tem o coração mole deve morrer de chorar, rs!
      Saudades de nossas aventuras em OP... Aiai!
      shIAhsuiHAs

      Beijocas

      Excluir
    2. Meu coração ultimamente está gostando é de um suspense dos bons! kkkk
      OP... quanta saudades também viu.. foram bons momentos, boas aventura e boas risadas =D
      Beijooo grande!

      Excluir
    3. Seu coração está na mesma vibe que o meu então, Aline! hahahha
      E vamos combinar um reencontro em OP? Mas dessa vez sem camofagem e sem teorias... sHAIUhsUIAhsuiHAiuhas

      Beijocas

      Excluir
  2. Acho os livros do Nick clichêzaaaaaaaço, como no post anterior, do tipo tédio de ler até o final . De todos esse é o melhorzinho e o único que salva( em partes).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não li nem um outro e, sinceramente, nem pretendo. O cara tem a narrativa chata pra cacilda! shiuAhsiuHAUISas
      E fato: Sparks é o rei do clichê!
      Blergh!
      shIAhsuHAs

      Beijos

      Excluir
  3. Oi Fabi!
    Estou me sentindo um pouco mal, porque pareço ser a única pessoa que ama os livros do Nicholas Sparks! Hahahaha Sério, eu amo a narrativa dele e ele é um dos meus autores favoritos!
    Adoro as suas histórias, pois sempre há uma revelação surpreendente e que muda o rumo da história. Ok, há um pouco de tragédia, mas faz parte hehehe
    Mas que pena que os livros do autor não funcionam para você. "Um amor para recordar" é um dos meus romances favoritos do autor. Eu também gostei muito do filme, pois ele trouxe um olhar diferente para a história.
    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anninha, não se sinta mal.
      Acho que eu sou uma das poucas criaturas da vida que não gostam do cara. Tanto que quando falei que não gostei do livro, fui quase linchada! Acredita? Povo doido, rs.
      Pra mim não funciona... infelizmente ou, sei lá, felizmente, rs.


      Beijocas

      Excluir
  4. Fabii, acabei de ler esse livro hoje. Não acredito, pela primeira vez lemos o mesmo livro ao mesmo tempo, o que eu achei muito bom, porque ainda tô com a história fresquinha na cabeça pra comentar aqui hehehe
    Primeiro, compartilho da sua opinião no quesito o filme é muiiiiiito, mas muiiiito mesmo melhor que o livro. Sério mesmo, eu li o livro desesperadamente procurando a parte em que O Landon descobre a lista de desejos dela e começa a realizá-los (que pra mim foi a parte mais fofa do filme) e esse momento nunca chegou. Ele casou com ela e pronto. E aii??!!! Fiquei arrasada com isso. Super acho que o autor não explorou a história como deveria, podia ter colocado tanta coisa pra envolver o leitor. Fiquei bem chateada mesmo.
    Eu não sou fã de Nicholas Sparks (não mesmo, não confio em autores que escrevem um milhão de livros de uma vez, pra mim os enredos ficam muito iguais porque a cabeça de uma pessoa muda com o tempo, e se ele escreve tudo na mesma época, todas as histórias vão refletir aquele "eu" do momento, nunca vai evoluir), mas de vez em quando quero ler um romance meloso pra abstrair e recorro a ele. Acho que já li uns 3 ou 4 livros dele, mas nenhum me ganhou de verdade.
    Mas enfim, concordo muito com o que você disse aqui. E vamos assistir o filme de novo pra compensar a leitura, porque esse filme é muito lindinho e é a cara da adolescência!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Crissie, que emoçãoooo!
      Vamos fazer isso mais vezes! Hahahhaha
      Então, eu também fiquei ávida pela parte da lista dos desejos. Quando o livro acabou e essa parte não apareceu eu fiquei tipo: WTF MAN????
      Fiquei brava, chateada!
      Mas aí assisti o filme de novo só pra abrandar meu coração... e pra ficar ainda mais claro que o filme é melhor, hahaha..

      Beijocas

      Excluir
    2. E a versão que eu tenho do livro é daquelas econômicas (não me julgue, comprei na feirinha de livros do shopping por 10 reais kkkk tava barato, valia a pena), ai quando acabei de ler e não vi a parte da lista de desejos, já comecei a reclamar da versão porque achava que eles tinham cortado essa parte pro livro ficar menor hehehe Mas pelo visto não é só no meu =/

      Excluir
    3. O problema não foi a sua edição mesmo não, Crissie! O problema foi com o Nick mesmo. O diretor do filme definitivamente tem mais talento do que o NS! Ele deveria reescrever o livro, só acho.
      sAiushUIAhsuiAHs

      Beijocas

      Excluir
  5. Oi, Fabi!
    Um amor para recordar é considerado um dos melhores livros do autor. Diferente de você, eu adorei a estória e me emocionei em diversas cenas. Sei que Nicholas Sparks é conhecido por escrever estórias água com açúcar e muitas vezes clichês, mas admiro cada uma delas e o considero de enorme talento.
    Beijoss!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leo, ainda bem que as pessoas são diferentes, né? Hihi. Se não o mundo seria bem chato!
      Eu me emocionei muito com o filme, mas não achei o livro tão emocionante quanto ele... pra mim, ficou bem água com açúcar mesmo, rs.

      Beijocas

      Excluir
  6. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, adorei: mudei minha ideia sobre o autor: não! kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    É a melhor historia dele, na minha humilde opinião. Por que as historias que ele anda escrevendo agora não me dão vontade de ler, geralmente abandono o livro(da maneira que expliquei no post anterior) no meio o que de fato sinto pena pois ele era um dos meus autores preferidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca tive vontade de ler nada do cara... sinceramente, nunca me atraiu. E eu li de coração aberto, ciente de que eu poderia gostar sabe... mas não rolou. O livro é bacana, mas o filme dá um show! Rs

      Pena vc ter se decepcionado com ele... isso é triste! Espero que não aconteça com nenhum dos autores que eu adoro, hehe

      Beijocas

      Excluir
  7. Fabí, você não leu Um Amor Para Recordar direito, lê de novo! kkkk... Brincadeira, tá? <3
    Respeito grandemente sua opinião sobre o livro, pois sei que, ao mesmo tempo que existem pessoas que amaram o livro, existem outras que não gostaram.
    Todos os livros que li do Spark eu gostei, talvez eu goste destes romances clichês, né? E Um Amor Para Recordar se tornou um dos mais especiais para mim pela forte drama que envolve a estória.
    Bjokas!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Eu liiiii... Juro juradinho, ora pois!
      sHAushIUAhsuiHAs
      Ainda bem que encontrei apoio nos comentários de vocês, Alê! Pq o povo andou me linchando por eu não ter gostado do livro, acredita? E perdi um monte de seguidores por isso... vai entender! Coisa de doidooo!

      Beijos

      Excluir
  8. Fabi!
    Vou discordar de você em relação ao Nicholas... sou totalmente apaixonada pela escrita dele e mesmo sendo como falou, um tanto fatalista, os livros dele trazem sempre sentimentos que brotam de forma natural. E falo mais, os livros mais recentes deles, tem perdido um pouco do fatalismo.
    DE qualquer forma, foi coragem sua ler um livro de autor que não gosta.
    Já li o livro e assisti o filme e simplesmente adorei os dois.
    “Existe apenas um bem, o saber, e apenas um mal, a ignorância.” (Sócrates)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também me sinto uma corajosa, Rudy, rs!
      Não é qualquer um que se dispõe a sair de sua zona de conforto assim...
      E é uma pena que pra mim não tenha funcionado, pois sempre ouço maravilhas sobre o autor.

      Beijocas

      Excluir
  9. Melhor parte do desafio é a adrenalina, pior parte do desafio é ter que cumprir ele rsrsrs, mas ao menos vc não se deu tão mal pelo visto. E quem diria que vc não ia odiar 100% da leitura rsrsrsrs. Os tempos estão mesmo mudando...
    Como já falei já li alguns livros dele e ele realmente não me agrada, a escrita não me atrai e o sentimento não rola muito bem, mas é inegável que ele sabe fazer bons personagens e mesmo gostando de um dramalhão e focando nisso ele sabe contruir um cenário bacana pra todo esse mundo dramático que ele tanto aborda.
    Definitivamente concordo com vc e o filme é muito melhor que o livro nesse caso. Vi primeiro o filme e depois li o livro e por isso fiquei esperando várias cenas que amei no filme aparecerem no livro e me decepcionei pq elas não existiam. Acredite que ler com uns "ora pois pois" deve ter deixado tudo mais divertido.
    Mas é isso ai, agora vc pelo menos teve a certeza de que não é mesmo fã do cara ;)
    E daqui a alguns meses temos que fazer a roleta de novo pra ver se na próxima cai livro de youtuber pra Andlas rsrsrsrs, imagina como ela não vai reclamar? Já tô até imaginando rsrsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos repetir a dose mesmo, Alleh!
      E eu também fiquei esperando um monte de partes que vi no filme mas num tem no livro - principalmente a parte da lista de desejos dela. Fiquei arrasada por não ter tido isso! Mas a construção dos personagens foi realmente super bem feita, é inegável.

      Beijocas

      Excluir
  10. Oiii Fabi!!!

    Eu também não gosto das histórias do Nicholas Sparks, tanto que peguei um livro dele e não consegui terminar. Na verdade, nem consegui terminar de assistir um filme dele.
    Não curto romances muito melosos e por meio da resenha percebi que a história tem um pouco de melosidade (tá parecendo que tenho coração de gelo haha).
    Mas apesar de tudo isso, o autor consegue ter MUITOS fãs e tenho amigos beeeem românticos que já falaram bem de Um Amor Para Recordar e de outras histórias dele (não consigo entender, mas respeito kkkkk).

    Beiijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou famosa aqui por ter o coração gelado, Gabi!
      Não curto romances melosos e vira e mexe deixo de ler uma série de livros por isso. Aliás, se perceber, tem pouco romance aqui no PPP... quando rola, é um de época. Mesmo assim, escolhido a dedo. Pois se começa com mimimi demais, logo deixo de lado, e sem peso na consciência!
      Também não entendo esse tanto de fã, mas respeito! hsIAHsHAuishAs

      Beijocas

      Excluir
  11. Oi Fabi.

    Eu só comprei um livro de Nicholas, "Diário de uma paixão", li, achei as mesmas coisas que você achou da escrita do autor, desisti dele após terminar a leitura, e para consolidar, vendi o livro hahaha
    Mas você soube resenhar separando a sinopse das críticas à escrita do autor.
    Parabéns por ter cumprido sua parte na roleta russa hahaha
    Muito legal isso.

    Beijos.
    Alana Marques
    colecionadoresdelivross.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alana, bora fazer uma roleta também? shIAUhsuiHAuisHAs
      Acho que o pessoal que segue seu blog vai adorar, assim como eu!
      E pra ler Sparks tem que ter estômago e coração mole... e eu acho que eu num tenho nenhum dos dois! hsiUAHsuihUAIhsAs

      Beijocas

      Excluir
    2. Aiiinnn

      Cadê a coragem? hahahaha

      Excluir
    3. Ah, vai ter que arrumar, Alana! EU TE DESAFIOOOO!
      SHIUAhsuiHAsihu

      Beijocas

      Excluir
  12. Oi, Fabi!!
    Não li esse livro fiquei só no filme mesmo!! Mas acho que não leria o livro não!! Têm livros que eu adoro do Nicholas, mas tem outros que não quero nem ver!!kkk
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se teria algum livro que eu pudesse adorar dele, Marta!
      Tenho certo receio até dos filmes, rs.
      Esse eu assisti pq um amigo me encheu muito o saco pra eu ver. Ainda bem que encheu, pois adoro esse filme! Mas parei por aí... HIUAhsuIHAs

      Beijocas

      Excluir
  13. Oi Fabi linda!!! Estava cheia de saudades do PPP! Está sentindo esse aperto? Sou eu abraçando tudo aqui pelo computador hahahaha
    Eu vi ontem sua divulgação da resenha, cheguei ficar em crise para correr e lê-la, mas estava na 3G. Quando assisti o filme, nem sonhava que era uma adaptação literária, pois na época eu estava num período que lia somente coisas relacionadas à farmacologia e doenças. Quando soube, fui correndo procurar a obra, pois gostei muito do romance, e principalmente pelo fato de ter um desfecho diferente (nessa época não tinha problemas com perdas).
    Realmente a leitura é muito arrastada, eu cheguei a acreditar que Nic (sim, sou íntima), era da mesma época que Machado de Assis e cia. O livro não me provocou as mesmas emoções do filme. Apesar disso, acabei por ler outros romances do autor, alguns gostei muito outros nem tanto.
    Mas é fato que Nic é fatalista. Alguém vai sofrer em seus livros, seja personagem ou leitor.
    Beeijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiiii que abraço mais delícia! E que saudade de vc, sua lindaaa!
      Então, quando eu vi o filme nem sonhava que era uma adaptação. Quando soube, confesso que não quis ler por medo de ele não ser tão bom quanto o filme, que eu adoro. E o que eu temia aconteceu: ele não é bom como o filme. Mas valeu a leitura! Rs

      Beijocas

      Excluir
  14. Oiie! Essa coisa do Nicholas sempre abordar tragédias nos seus romances é que me faz desistir de ler seus livros :(
    Eu vi esse filme alguns anos atrás, e eu lembro que amei, apesar de ser triste Rsrs Mas nunca me interessei em ler o livro. Na verdade, os livros do autor não consegue me chamar atenção, parece que ele segue a mesma linha sempre.
    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os livros dele não me chamam atenção também, Mylla. Eu sempre achei açucarado e sofrido demais. E o único filme que vi foi este, e adorei. Eu nem sabia que era uma adaptação, e quando soube, nem tive vontade de ler. Eu sentia no coração que o livro não seria tão bom quanto, hahaha.

      Beijocas

      Excluir
  15. Oii Fabi! Eu li apenas dois livros do Nicholas Sperks: Diário de Uma Paixão e O Casamento. O primeiro eu achei fofo, mas super água com açúcar e meio cliché, mas até que gostei da escrita do autor. O segundo achei mega cliché e enfadonho! Mas eu gosto da forma que Nicholas escreve seus personagens masculinos e talvez esse seja o grande motivo do sucesso dos seus livros, sobretudo com o público feminino. Quanto a Um Amor para Recordar, nunca li o livro (e provavelmente nem pretendo), mas vi o filme, é triste, água com açúcar, mas tocante, meigo... (e olha que eu nunca fui com a cara da Mandy Moore que faz a Jamie!), Parece que as adaptações cinematográficas dos livros de Sparks são um daqueles casos raros onde o filme é muito melhor do que o livro. Percebi isso em O Diário de Uma Paixão, onde o filme é muito mais instigante que o livro. Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho a mesma impressão que vc, Jacque, de que os filmes são melhores do que os livros dele! Impressionante isso! Rs
      Mas acredito que o que vc disse faça sentido... o fato de ele criar personagens masculinos diferentes do que estamos habituadas faz com que o povo o olhe com outros olhos mesmo... mas pra mim não funciona!

      Beijocas

      Excluir
  16. Oi, tudo bom?
    Gostei da resenha, já li ao livro e já vi ao filme, eu amo o filme, um dos meus favoritos, realmente o Nicholas é muito fatalista, mas li alguns livros dele e gostei, o meu favorito é Um homem de sorte. Realmente parece que rola mais química nos casais dos filmes do que nos dos livros.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que esse é um dos raros casos em que os filmes são sempre melhores do que os livros, né?
      Rs

      Beijocas, Camila!

      Excluir
  17. Puuuf puuf murri!
    Fabiiii eu só vi o filme, sou doida por ele, aind anão li o livro mais creio q é bom tanto qto o filme...
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra alguns o livro é ainda melhor do que o filme, Aline! Mas pra mim, sem sombra de dúvidas, o filme supera o livro.

      Beijocas

      Excluir
  18. HAHAHA toca aqui, miga. Também tenho aversão ao NS. Acho que os livros dele são sempre a mesma coisa, nem entendo como tem gente que gosta kkk mas tudo bem, gosto é gosto!
    Eu li Um amor pra recordar há anooosss e não lembro exatamente o que achei, só lembro de ter achado a adaptação bem fiel, no entanto o filme é duzentas vezes melhor.
    Acho que eu ficaria incomodada com um livro traduzido para português de portugal mas concordo com você, gastar dinheiro em um livro que tenho certeza que não vou amar não é comigo

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kemmy, me dá um abraço aqui!
      sHAIhsIUHAsiuHAs
      Menina, gastar meu rico dinheirinho com um livro do NS está completamente fora das minhas possibilidades. Acho que, sinceramente, não gastaria nem pra dar de presente. Só se a pessoa fosse tipo super hiper master blaster das galáxias fã. Rs

      Beijoscas

      Excluir
  19. Eu tive minha época de ser doida por esse autor. Mas sabe como é, jovem, começo de leitora (não lia muito antes disso) e peguei um livro dele e depois saí lendo tudo porque deu pra ler. E gostava demais. Mas hoje em dia se pego algum desses livros mais antigos dele acho que não vou ver tanta graça também. Porque é um romance meio...bem, fatal mesmo. Se parar pra pensar tem mais desgraça que amor xD
    Mas esse filme acho bem bonito, é um dos meus favoritos de livros do autor.
    O livro é que pode acabar sendo meio...parado, sei lá. Teria que ler de novo pra ver o que acho hoje em dia. Mas lembro que quando li ele me deixou bem encima do muro entre gostar e achar mais ou menos.
    Ele tem lições, tem seus bons momentos, mas vai saber né? A gente muda de gostos.
    De qualquer forma acho que esse autor não vai te agradar nem tão cedo heim! Haha xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que não vai agradar mesmo não, Cris! Eu já tô cheia dos preconceitos em relação a ele, rs.
      E acho que todo mundo tem suas fases mesmo. Tem muita coisa que li no passado e que hoje fico me perguntando: nossa, como pude gostar disso? sHIAhsiuHAs
      A gente amadurece, conhece outras coisas... ainda bem! A gente precisa mudar, senão tudo fica chato demais, haha.

      Beijocas

      Excluir
  20. Oi, Fabi!
    Vou contar para você que ainda não li nenhum livro do autor! O tempo vai passando e como a lista de leituras é sempre grande, vou deixando para depois, mas uma hora dessas vou ler algo, para conhecer a escrita e dar minha opinião. Mas creio que irei concordar com você.
    Sua resenha está ótima, muito completa e explicada.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça isso mesmo, Márcia! Leia pra tirar as suas próprias conclusões.
      Mas é fato de a gene meio que sente quando vai gostar ou não, né? Rs


      Beijocas

      Excluir
  21. Oi Fabi, tudo bem?
    Eu nunca li nada do Nicholas, estou com O Guardião aqui que paguei 5 reais, e pretendo começar por ele.
    Esse é um autor 8 ou 80 né? Ou você ama ou você odeia kkk
    Adorei a sua resenha, uma pena o autor focar mais na tragédia e não no amor deles. Eu sou apaixonada pelo filme, e confesso que não tenho vontade de ler o livro. Acho que o filme já passou tudo o que deveria, e aprendi muito com ele.
    E mais uma vez parabéns pela resenha, já falei mil vezes mas vou repetir, amooo o modo como destaca pontos positivos e negativos sem pesar só um lado <3
    Beijos!
    Lost Words

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, sua linda, obrigada! Rs... <3
      Acho que sim, ele é 8 ou 80!
      Eu nunca ouvi alguém dizer que gosta um pouquinho... ou ama ou odeia! Rs
      Eu espero que vc não fique em cima do muro! E que a leitura flua pra vc. É ruim ler um livro que num flui... eu fico chateada, rs.

      Beijocas

      Excluir
  22. Sabe o post anterior sobre os abandonos? Ora pois, aí está o meu primeiro, apesar de curto não cheguei na metade. Tinha acabado de assistir o filme e estava super empolgada para ler o livro, "porque se o filme foi bom, imagine o livro" pensei eu, grande decepção. Era o meu primeiro do Nicolas, depois dei mais uma chance para ele e vi que comigo não funciona, desculpe os fãs, mas eu acho muito chato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compartilho de sua opinião, Kris!
      E que os fãs também me perdoem, mas não rola de jeito nenhum! Afff...

      Beijocas

      Excluir
  23. Oi Fabi...
    Ainda não li Nicholas Spark, mas confesso que tenho muita vontade de ler... Principalmente "um amor para recordar"... Já perdi a conta de quantas vezes assisti ao filme e adoro... Toda vez que assisto vou às lágrimas... Ainda vou dar uma chance a essa leitura... Adorei seu post!!!
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme realmente é lindo e também me levou às lágrimas, Cris! Segredo nosso, viu! sHAIuhsuiAHs
      Mas o livro não me emocinou não... acho que por eu ter ficado esperando aquelas partes do filme que realmente me emocionaram e não ter encontrado.
      Triste!

      Beijocas

      Excluir
  24. Oi!
    Também tenho essa aversão aos livros do Nicholas Sparks, li só um livro dele que foi Querido John e a historia acabou comigo, o final desse livro foi tão triste e fiquei tão indignada que nunca mais li nada desse autor, nem assistir aos filmes dos seus livros, acho também que ele é muito fatalista e da para saber que nos livros dele sempre temos um romance e uma tragedia, por isso por enquanto ainda não tenho nenhum livro dele na minha lista de leitura !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né? Romance e tragédia: é isso que devemos esperar de Sparks.
      Já não basta as tragédias do nosso dia a dia... aiai. Só sei que não leio mais. Nem em roleta russa! hsiHAiushAs

      Beijocas

      Excluir
  25. Eu nem tentei ler esse. O filme acabou tanto comigo que não tive coragem... Mas até gosto do Nicholas... Quando eu quero ficar na bad...kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo