Menu em imagem

Image Map

14 outubro 2016

{Senta que lá vem história! } ~ A menina que vivia atrás das paredes ~

Oi oi pipows!
Como estão?

Todo mundo animadíssimo pro fim de semana? Eu estou! Ele vai ser corrido como sempre, nem sei como vou conciliar tanta coisa, mas ainda assim, tô animada por demais! Hehehe.

Mas não vim pra falar sobre meus planos para o "findi". Vim pra trazer uma historinha pra fazer vocês dormirem bem e terem bons sonhos - ou não!

Senta aí, pois lá vem história!


A menina que vivia atrás das paredes
(Autor desconhecido)

A história que passo a relatar realmente ocorreu com minha família e até hoje, ao me lembrar dela, um calafrio percorre o meu corpo. 

Há muitos anos atrás, minha esposa e eu compramos nossa primeira casa. Apesar de antiga, construída na década de 50, era singela e aconchegante. Estávamos muito animados com nossa conquista logo nos nossos primeiros anos de casamento. 

Assim que nos mudamos, por quase todas as noites, ouvíamos um som que parecia com pequenos passos no corredor do andar de cima. 
Além disso, outros sons aleatórios eram ouvidos durante o dia pela casa. Minha esposa mencionou o assunto a uma das vizinhas, e ela disse que provavelmente eram ratos, pois apesar da casa ter sido reformada, ela era muito antiga e deveria haver ninhos no sótão e nas paredes.
A resposta me pareceu convincente e contratamos uma empresa de controle de pragas. 

Mesmo após a desratização, continuamos a ouvir os barulhos, porém logo nos acostumamos. Como não vimos nenhum roedor, paramos de nos preocupar com isso. 
Um ano após nossa primeira filha nascer, ocorreu uma situação inusitada: ela brincava de equilibrar todos os seus brinquedos, um cima do outro e, após ela ter feito uma pilha relativamente alta, ela os empurrava e a pilha girava como se fosse um carrossel. Imaginei como aquilo acontecia sem cair tudo no chão. 

Após uns anos, quando minha filha completou dois ou três anos, eu passava em frente ao seu quarto durante a madrugada e a ouvi falando sozinha. Abri a porta e perguntei com quem ela estava falando, e ela me respondeu que era com a Mia. Perguntei quem era ela e minha filha disse: 

 - A menina que vive nas paredes, papai. Geralmente ela é boa, mas às vezes ela me assusta. 

 Ela ainda a descreveu como uma menina loira, que usava um vestido vermelho e que, vez ou outra, a acordava durante a noite. Ela disse tudo naturalmente, sem demonstrar medo do que dizia, apenas ressaltou que às vezes ela se assustava quando era acordada.

Alguns anos mais tarde, após fazermos uma grande reforma na casa, minha filha mais velha se mudou para outro quarto, deixando o seu antigo para o irmão mais novo que dormiria pela primeira vez em uma cama, abandonando de uma vez por todas o berço. 
No entanto, ele passou a chorar todas as noites. Na primeira noite em sua cama, ouvimos um barulho alto seguido de choros. Corri para o quarto pensando que ele poderia ter caído da cama, mas
quando entrei no cômodo, ele estava no lado oposto da cama chorando em um canto, sem nada dizer. Eu o acalmei e logo ele voltou para a cama, mas o mesmo ocorreu nas noites seguintes. 
Então troquei os quartos de meus filhos novamente. Após a troca, nenhum problema ocorreu em nossa casa. 

 Minha esposa e eu procuramos saber a história da casa, mas não encontramos nenhum registro sobre uma garota chamada Mia ter morado lá, também não encontramos nenhuma notícia de uma criança desaparecida com este nome. 
 Passados alguns anos, nossa filha mais velha parou de falar na garota que vivia nas paredes e logo depois fui promovido e nos mudamos de cidade. A casa ficou vazia por uns meses, e então foi vendida. 

Um de meus vizinhos ainda disse que, após nos mudarmos, ele pensou ter visto nossa filha olhando pela janela e acenou para ela, mas então ele se lembrou que nós não morávamos mais lá...



Espero que tenham lido no escuro...
Muuuahahahha...
(Essa é minha risada maléfica!)

Espero que tenham gostado do conto de hoje, pipows!
Adoro essa coluna e, como estamos no mês do horror, esse conto veio à calhar, né?

Super beijos!

34 comentários:

  1. kkkkkkkk Fabi, eu q não qro me mudar pra essa casa jamais!
    Eu heim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas casas malucas sempre me deixam com uma pulga atrás da orelha, Aline!
      sHIAhsIUAHs

      Beijos

      Excluir
  2. Eitaaa! hahahaha Que tenso Fabi!
    Adoro esta coluna, mesmo que alguns contos me deixem com medo ;)
    E Deus me livre morar em uma casa com uma companhia dessas haha
    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa coluna só vem pra nos dar amor, Anna! Medinho tb é amor!
      sHIUAhsiuHAiushUIAHsuiHAIUhsiuAHs
      #FabiALoka

      Bejos

      Excluir
  3. Eita! Que macabro hahahahaha. Adorei! Mas nunca iria querer me mudar pra essa casa.

    Beijos!!

    www.booksclick.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não gostaria de passar nem na porta de uma casa dessas, Camila!
      sHAihsuiHAIShas

      Beijos

      Excluir
  4. DEUS QUE ME LIVRE E GUARDE DISSO!!!
    Mas que pais mais idiotas! Depois da primeira vez que a filha falou da menina que morava dentro das paredes eu me mudava no ato, morava até debaixo da ponte mas na casa eu não ficava rsrsrs. Eles nunca viram filme de terror na vida não? Isso nunca é bom sinal. Mas até que essa menina fantasma ai era de boas, não matou nem machucou ninguém mas ainda assim eu não arriscava rsrsrs #soumuitomedrosa
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que nunca viram filmes de terror não, viu. Só pode! Hhahaha
      Eu teria surtado da primeira vez tb. Se não desse pra mudar, chamava um exorcista pelo menos!
      shUIahsuHAishas

      Beijos

      Excluir
  5. Respostas
    1. Eu sou meio cismada com essas coisas malucas que acontecem em casas tb... sei lá. Como diz um amigo, eu não tenho medo, tenho respeito! sHaiushuIAhsuiHAiushaiuhs

      Beijos

      Excluir
  6. Oie
    Vim retribuir a visita lá no blog e curti muito. Adorei seu conto, escreve muito bem!

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Nessa!
      Espero vê-la por aqui sempre!

      Beijos

      Excluir
  7. Putz grila, ainda bem que tá de dia! xD
    Mas li no quarto. Valeu. Vou ter ótimos pensamentos olhando para as paredes agora. E janela. E qualquer coisa! Ainda bem que não li de noite...
    Espero não conhecer nenhuma Mia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pense pelo lado bom, Cris! Vc nunca mais vai se sentir sozinha... afinal, vai sempre pensar que está acompanhada por alguma menininha que possa morar em sua parede...
      kkkkkkkkkkkkkkkkk

      Beijos

      Excluir
    2. Acho que prefiro dormir a céu aberto agora xD

      Excluir
  8. Oii,
    Hahaha que sinistro. Mas adorei a coluna e o conto.
    Ainda bem que li enquanto estava claro, pois sou medrosa demais.
    Bjs e um bom Domingo!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sentir um medinho de vez em quando faz parte, Jessica!
      shUIAshUIHAs

      Beijos

      Excluir
  9. Oi Fabi, tudo bem?
    Nossa que conto tenso! kkkk
    Essa família foi muito calma quanto ao problema, se fosse eu me mudava correndo. rsrsr
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também os achei lerdos demais, Lia! No lugar desse pai eu teria pelo menos chamado um padre, imediatamente! hsIUAhsiuHAIUshas

      Beijos

      Excluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Conto forte, hem? Mas esses pais são muito equilibrados emocionalmente. Se sou eu, já largo tudo no primeiro dia que escuto barulhos estranhos e inexplicáveis! Credo!kkkk Adorei! Beijos assustadores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Eles são bem bobos, isso sim, Márcia! Eu no lugar deles já teria logo de cara chamado um padre! Rsrsrrs

      Beijos

      Excluir
  12. Ahh eu simplesmente amo essa coluna. Menina que história foi essa? Eu não conhecia, fiquei arrepiada aqui.
    Beijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou suspeita pra falar pois amo todas as colunas... mas essa é a preferida tb, Bia! shiUAHusihAIUshas

      E esse conto veio de leve... só pra aquecer o povo pro nosso projeto!
      #BlogueirasDeSalem Hehehhe

      Beijos

      Excluir
  13. Kkkkk desculpa, mas essa tua risada maléfica não cola, eu sei como é sua voz. Ok? Kkkkkkkkk.
    Mas adorei o conto, se encaixou perfeitamente com o livro que acabei de ler hoje. Parece até que eu estava lendo uma parte do livro. Kk
    Adoro esses contos. Kkk.
    Bjinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pessoas com vozes de taquara rachada tb podem ter risadas maléficas Andlas, sua má!
      sHUAsiuHAISUHAs

      Beijos

      Excluir
  14. Oi Fabi...

    Apesar de sentir um medinho, adoro essa coluna.... Mas confesso que dessa casa eu passaria bem longe.... rsrs...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não passaria nem na porta, Cris! Rs
      E medinho é sempre bem-vindo, vai...
      sHAIshIUAHsiuHAs

      Beijos

      Excluir
  15. HAHAHA, muito engraçado. É hoje que Thaís não dorme. Mentira, só tenho um pouquinho de medo. Mas assistindo American Horror Story e ficando viciada, a pessoa acostuma. Agora estou na fase de fascinação, mas a peste que deixava os filhos no mesmo quarto ou casa se eles dissessem que conhecem Mia ou sei lá quem, não eu. Kkkkkkkkk depois de Anabelle perto do Bebezinho, não arriscaria a vida dos meus filhos kkkkkkkkk beijooo ❤❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fico brava demais com esses pais desses contos e filmes que não dão papo para as crianças quando elas falam que tem coisas no quarto delas! Eu hein... vai que é verdade, uai!
      sHUIahsuiAHs

      BEijos

      Excluir
  16. oie Fabiola!
    eu adoro esses contos de terror! são muito legais!
    só tadinho do irmão, ela não gostou de ter ficado com o menino?
    vai vim alguma coisa especial dia das bruxas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei com pena das duas crianças... coitados!
      E tem especial de dia das bruxas, sim senhoooorrr! Apareça pra se assustar com a gente, rs!

      Beijos

      Excluir
  17. Ai que horror, eu parei de ler na metade. Está de noite e com certeza não vou ter uma boa noite de sono, tenho uma facilidade enorme de me impressionar. Medrosa assumida.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahhahahahha
      Melhor assim, Duda! Do contrário, teria ficado olhando para as suas paredes super assustada! Rs

      Beijos, medrosinha do meu coração! Hahah

      Excluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo