Menu em imagem

Image Map

05 setembro 2016

{Senta que lá vem história! } ~ Telefone dos mortos ~

Hello pipows!
Como estão?

Espero que estejam todos animados pra essa semaninha linda e maravilhosa com feriado! Eu estou, deu pra perceber, né?

E nada melhor do que começar a semana com post em uma das colunas mais amadas pelos leitores (e por mim!) do PPP, a Senta que lá vem história! Por acaso tem alguém aí precisando passar os números de telefone de uma agenda antiga para uma agenda nova? Se sim, cuidado...


Telefone dos mortos



Janaína estava passando os números de telefone do celular antigo para o novo aparelho quando viu o número de Patrícia, uma amiga que havia falecido há alguns meses em um acidente de carro. Ela voltava de uma festa com o namorado quando o carro em que os dois estavam foi atingido por um veículo em alta velocidade guiado por um homem completamente bêbado. Patrícia morreu no local e seu namorado, Pedro, estava no hospital em coma.

Janaína sentiu um frio na espinha e uma tristeza repentina. Ela pensou em ligar para o número e talvez escutar a voz de sua amiga na gravação da secretária eletrônica - isso se o telefone ainda estivesse ativado, claro. Quem sabe? Ela hesitou por um instante pois não sabia qual seria sua reação ao ouvir a voz da amiga, mas pegou o telefone e discou o número. Escutou o telefone chamando duas vezes e fez menção de desligar pois se sentia tola fazendo aquilo, porém alguém atendeu.

- Alô?

- Oi Janaína! - respondeu a pessoa do outro lado da linha.

- Quem está falando?

- Ué... quem poderia ser? É a Patrícia, oras!

- É impossível!!!

- Como assim? Você ligou para o meu número... quem esperou que atendesse?

Aterrorizada e sem saber o que fazer, Janaína continuou a conversa, que foi curta, pois ela estava com muito medo. Nos dois meses seguintes, ela continuou ligando para o número que era sempre atendido pela amiga já morta. Elas conversavam rapidamente e desligavam.

Um dia Janaína decidiu que iria ligar e perguntar sobre o acidente e se ela se lembrava de algo. Ela ligou e as duas conversaram por um período curto e Patrícia começou a fazer perguntas sobre seu namorado.

- Janaína, você tem alguma notícia do Pedro? Porque ele não me liga? Ele me prometeu estar ao meu lado independente do que acontecesse, mas ele desapareceu! Ele não me liga, não dá as caras... estou me sentindo tão sozinha. - desabafou Patrícia, com voz de choro.

Janaína estava paralisada, não sabia o que dizer ou qual seria a melhor resposta, por isso falou a primeira coisa que lhe veio à mente:

- Porque... porque você morreu no acidente de carro. - respondeu ela com calafrios.

A última coisa que ela escutou foi um grito de terror e um sinal de telefone ocupado logo em seguida. A chamada caiu. Rapidamente ela re-discou o número de Patrícia, porém dessa vez a voz do outro lado da linha disse:

- Este número é inexistente.




E vou ficando por aqui, pipows!
Amanhã eu volto com novidades que eu acho que vocês vão amar!

Beijos!

24 comentários:

  1. Oi Fabi....
    Adoro essa coluna Senta que lá vem história... Mas confesso que essa me arrepiou... rsrs... Não sou fã de livros, contos ou filmes de terror... Acho que sou medrosa demais pra isso... E confesso que jamais ligaria para o telefone de alguém que já não está mais entre nós... Vai que.... rsrsrs....
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris... eu adoro essa coluna e adoro assustar vocês! Kkkkkkkkkkkk
      Acho que um dia vou acabar com o medinho de vocês! Pelo menos torço por isso, hehehe...

      Acho que eu também não ligaria pra uma pessoa morta... deve ser sinistro! shIAUhsiUAHs

      Beijos

      Excluir
  2. Boa noite Fabi!
    Kkkk essa foi Boa.
    Ligar para um número de um falecido?? Não mesmo. Deixa eles descansarem em paz. Kkk. Vai que ele resolve aparecer também?
    Bjinhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho melhor deixar o povo descansando... vai que, né? shIUAhsuiAHiushAS

      Beijos

      Excluir
  3. Hi Fabi! Adorei a história de hoje. Se algum dia achar o número de algum defunto não vou nem pensar em ligar pra ele :O
    E essa foto ai no final?! Deu medo.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa foto do final deu mais medo do que o conto em si! Deus me livre... shIUAhsiuHAs
      E eu não ligaria pro morto tb. Como disse a Andlas, melhor deixa-los descansar em paz.
      Hhaha

      Beijos

      Excluir
  4. Muito bacana a estória, meio que o chamado invertido, ela é quem liga para a morta, eu não teria tanto medo, afinal muitos partem tão prematuramente que deixam assuntos inacabados, seria bom poder conversar novamente.
    Quero logo mais um texto nessa coluna!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, David! Não tinha pensado nisso... O Chamado invertido! SEN OR!!!! :O
      E tendo a mesma linha de raciocínio que vc, talvez fosse bacana poder falar com pessoas que partiram prematuramente... mas ainda assim, ficou meio receosa! Vai que... ah!
      shIAhsiAHs

      Beijos!

      Excluir
  5. Oi Fabi!
    Eu adoro os posts desta coluna! Gostei da história, apesar de ter ficado levemente traumatizada! Hahahaha Depois dessa história, nunca ligarei para o número de alguém que já faleceu :O
    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca tinha parado pra pensar nesse tipo de coisa, sabe? E quando li o conto... pensei que jamais ligaria pro morto! Deus me livre! SEN OR!
      sHAIuhsUIAHs

      Beijos

      Excluir
  6. Meu deus!
    Gostei da história ,da um pouco de medo.O que foi mais aterrorizante foi a imagem da menina com o telefone.E eu sem querer abri ela em outra página com zoom e tudo.Jesus Cristo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com zoom??? Meu Deus!
      Ela pequena assim já está assustadora... imagina com zoom? Deus me livreeee!
      Acho que o baque do conto foi maior pra vc... sHAIUshiuAHs

      Beijos

      Excluir
  7. Fabii, eu não devia ter lido essa história a noite hehehe
    Sinto que vou ter pesadelos hj a noite kkkk
    Mas adorei o terrorzinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ler a noite é sempre mais divertido, Crissie!
      Só acho...
      SHIAUhsuiAHsiuhas

      Beijos!

      Excluir
  8. Oi Fabi,
    Quando eu vi o post esperei de manhã e não de noite, como os outros, rs.
    Grazadeus nunca liguei para um número de um falecido, haha. Até que de todas achei essa a mais tranquila... Ou será que estou me acostumando?! Rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que está se acostumando, Maria! Meus objetivos estão sendo sendo alcançados... sHAIshIAHsuihas
      VOu deixar os leitores do PPP fissurados em terrorzinho! Obaaaa!!!
      sHAIshUIAs

      BEijos

      Excluir
  9. Oi Fabi!
    Então a senhora está gostando de assustar os amigos, né? Vamos ter que nos unir e escrever um conto bem traumatizante para você!kkkk Mas valeu, gostei do conto, apesar de que nunca iria fazer o teste. Mas pensando pelo lado de poder falar uma vez mais, com alguém querido que já não está entre nós, apesar do medo, seria bom. Continue com seus contos, adoro! Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Menina adorei, esperava outro final como se algo fosse dar em um número errado, ou fosse uma pegadinha sei lá... Mas você escreveu de uma maneira tão legal e tão envolvente que poderia ter feito até um conto maior ou uma série sei lá onde esse telefone pudesse ser um veículo de comunicação com os mortos!

    ResponderExcluir
  11. Meu Deus!!! que Janaina é essa? como da uma noticia tão forte desse jeito? Ela não teve nenhum traquejo social.
    no mais o texto é muito bom, so não fiquei com medo pq cresci em um lar kardecista e me lembro de minha mãe sempre dizendo : quando ver um desencarnado chame pra sentar no sofá e bata um papo, se ele não souber que esta morto ofereça um café, dai quando ele não conseguir pegar a xicara, diga: então...

    ResponderExcluir
  12. Jesus! kkkkkk
    Coitada, receber a notícia da pr´pria morte assim de supetão deixou ela ainda mais perdida!
    ;)

    ResponderExcluir
  13. desolivreeeeeeee....... ja sei pra nunca fazer um treco desse... deusémais

    ResponderExcluir
  14. Esse "senta que lá bem história" me dá uma saudade das tardes de bobeira em que eu só ficava assistindo aqueles programas infantis (supremamente melhores que os de hoje)...

    Pode mandar mais, adoro esses contos! Mas se eu tivesse a oportunidade de falar com alguém que já morreu, teria um pouco mais de tato... e quem sabe perguntar como é do outro lado!

    ResponderExcluir
  15. Credoooooo, essas histórias sempre me arrepiam! Mas eu gosto tanto! hahaha
    Que medinhooo

    ResponderExcluir
  16. eu adorei essa história!!
    mas eu acho q a janaina podia ter aproveitado mais p conversar com a amiga...
    ;)
    ótimo para contar numa roda de amigos né?

    ResponderExcluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo