Menu em imagem

Image Map

22 setembro 2016

{Hora da pipoca! } ~ Quando as luzes se apagam ~

Oi oi, pipows!
Como estão?

Prontos para mais um post clandestino? Não, pera. Dessa vez não é! Hahaha... mas é um post atrasado!

Na semana passada eu fui ao cinema para assistir Quando as luzes se apagam. Sim, na semana passada, e só agora vim pra falar sobre o filme com vocês. Correria, correria...
Enfim! Esse filme foi uma surpresa agradável. Acho que quem tem medo de escuro vai curtir... rs!

Você tem medo do escuro?




Assisti em: Setembro, 2016.
Título: Quando as luzes se apagam
Roteirista: Eric Heisserer
Distribuidor: Warner Bros
Gênero: Terror/Suspense
Avaliação: 
Sinopse: Desde que era pequena, Rebecca tinha uma porção de medos, especialmente quando as luzes se apagavam. Ela acreditava ser perseguida pela figura de uma mulher e anos mais tarde seu irmão mais novo começa a sofrer do mesmo problema. Juntos eles descobrem que a aparição está ligada à  mãe deles, e Rebecca começa a investigar o caso, até chegar perto da terrível verdade.

Não recomendado para menores de 14 anos.

Antes de começar a falar sobre o filme, gostaria de enaltecer o meu aviso sobre as recomendações. Gente, o filme não é recomendado para menores de 14 anos, respeitem a faixa indicativa. Infelizmente, na sessão em que eu estava, uma espectadora de no máximo nove anos estava desesperada durante o filme. O motivo? Ela tem medo do escuro. E sobre o que o filme fala? Sobre o escuro! Sobre o que há no escuro! Que criança que não tem medo de escuro, minha gente??? Nesse caso, peloamordedeus, NÃO PERMITA QUE MENORES DE 14 ANOS ASSISTAM! Ok? Ok.


Pronto. Desabafo feito. Vamos à resenha!

Apesar de ter dado apenas três estrelas - irei me explicar, fiquem tranquilos! - eu gostei muito do filme, muito mesmo. E gostei pelo simples fato de que ele tem um apelo psicológico muito sólido, é ancorado em dramas possíveis. Sem contar que o filme tem uma premissa interessante: um ser sobrenatural que aparece somente no escuro. Se o filme ou cinema é, por definição, o registro de imagens dadas à partir de registros de impressões luminosas, como é que o povo conseguiu - WTF? - representar o invisível? O mal no breu total?


Todos sabemos que por mais iluminado que esteja o ambiente, um lugarzinho que seja permanecerá no escuro. Em nossos quartos, por exemplo, a luz não chega embaixo da cama, atrás do armário... e essa foi a grande jogada deles: brincar com a luz. Diana, nosso "monstro" em questão, fica nítida graças a luzinhas de fundo, reflexos, etc. Sua forma torta e bizarra ficou mais evidente por causa da tal brincadeira, deixando o clima aterrorizante.

E de onde vem nossa coleguinha Diana? Deixa eu te contar o babado. Acontece que a matriarca da família - não me lembro o nome da doida, sorry! - passa por sérios problemas relacionados à depressão. Ela fala com uma "amiga", tenta se redimir por tê-la abandonado um dia, e tais problemas um dia afetaram sua filha mais velha, Rebecca, e hoje afetam seu caçula, Martin. E a tal amiga já morreu há anos, quando ambas ainda eram crianças. Sim, a dona moça fala sozinha. Sozinha? Hummm... acho que nem tanto.

Diana quer acabar com todos que querem deixar sua amiga de infância sã e, além disso, a quer só pra si. Acontece que quando a nossa colega problemática está lúcida, Diana some. Ela precisa que sua amiga esteja em plena lapso mental para que ela possa existir.

E é aqui que eu explico o porque das três estrelas. Acontece que Diana não tem uma explicação plausível. Temos conhecimento de seu passado, entendemos o que a liga à matriarca, entendemos mais ou menos os seus motivos para aparecer somente no escuro total... e só. Achei a explicação meio inconsistente. Sabe quando sentimos que está faltando alguma coisa? A história dela é bacana, poderia ter sido mais bem desenvolvida. Ela poderia ter tido mais brilho, mas não teve. Sem contar que essas explicações apareceram meio que do nada. Rebecca resolve investigar quem foi - ou o que é - Diana, e parece que ela sabe exatamente onde ir, o que procurar, não houve aquela busca, não houve um estudo. Simplesmente apareceu uma caixa onde estava tudo mastigado. Tudo explicado.
Aliás, didaticamente explicado. "Tudo" não né, afinal, senti falta de detalhes, como eu disse.

Em suma, é uma estória bem amarrada, simples, sem grandes efeitos especiais - o que ao meu ver, enriqueceu a trama -, e que dá medinho sim senhor! Eles souberam usar muito bem todos aqueles artifícios de sons pra nos assustar e, principalmente, nos assustando mesmo sabendo que a maluca da Diana ia aparecer nas costas da pessoa, atrás da porta, aqui e acolá. Se isso foi ruim? Claro que não! Terror sem clichê não é terror, oras bolas.

Sinto que vai rolar uma continuação. E eu vou adorar assisti-la!
Enquanto ela não sai... assista ao trailer e me conte se dá ou não dá vontade de assistir o filme todo! ;)





27 comentários:

  1. Olá, Fabíola.
    Eu tenho medo do escuro, durmo com a luz da sala acesa hehe. Mas gosto de filmes assim. Não sei se assistira esse filme por agora, mas quem sabe mais para frente eu veja.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taí uma coisa da qual nunca tive medo, Sil!
      Nem sei o pq! Mas o escuro nunca foi um inimigo pra mim... acho que isso se deve ao fato de amar terror desde cedo! Enquanto meu pai assistia os filmes horripilantes a noite, eu ficava escondida assistindo tb! E morria de medo e tals... mas não podia acender a luz nem ir pro quarto dos meus pais, ou ele descobriria que eu ficava assistindo os filmes escondida!
      shIAUhsuiAHSIUhas

      Beijos

      Excluir
  2. Eu já tive muito medo do escuro quando eu era menor, hoje de evz em quando ainda da uma sensação ruim quando todas as luzes estão apagadas, então estarei correndo desse filme. E é realmente chato quando não se tem explicações boas para os acontecimentos, né?
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico #chateada quando as coisas ficam vagas e mal explicadas, Duda! Por melhor que seja o resto da história, tudo perde a graça pra mim. Acho que isso se deve à mente chata de leitora de romances policiais... quer sempre tudo amarradinho e com nexo! Rs
      Quanto ao escuro... não tenha medo! Ele é como o claro... mas com luzinhas apagas! Rs.

      Beijos

      Excluir
  3. Oi Fabi! Olha, vou ser bem honesta, ainda é difícil para mim superar o meu medo do escuro. Não sei por que, mas dá uma sensação estranha não poder enxergar direito... Enfim, o trailer já me deixou bem tensa e não sei se vou assistir ao filme. Mas o meu problema com filmes de terror é que a curiosidade fala mais alto e, mesmo com medo, eu acabo assistindo hahaha Vamos ver se a curiosidade vai falar mais alto do que o medo dessa vez ;)
    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O escuro sempre foi um cara que nunca me meteu medo, Anna! Sou uma pessoa extremamente sensorial - ligada a cheiros, texturas, sabores e sons - e por isso brinco que acho que já fui cega em alguma encarnação. Acho que por isso que o medo não me assusta...
      E eu espero ter plantado uma sementinha de curiosidade aí na sua cabeça pra que vc veja o filme! Rs

      BEijos

      Excluir
  4. Eu amo terror, mas ainda não tive estômago pra assistir esse filme (e acho que nem vou ter hehe)
    Pra vc ter uma noção, tive que ler a resenha cobrindo as imagens kkkk
    Mas enfim, não tenho nem dúvida de que dá medo. Assisti o trailer e pra mim foi o suficiente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas hein?
      sHAUIsUAIHsiuahs
      Ama terror mas está com medo desse filme? Uai...
      Vou chamar a Diana pra te convencer a ver...
      SHaiuhsiuAHSuihas

      Beijos

      Excluir
  5. Oi, Fabi!
    Então, eu sou medrosa! Adoro livros e filmes de terror, mas os filmes, sou daquelas que olha meio que de lado, com um olho aberto e o outro fechado, tipo assim!kkkk Meu marido quase me mata quando assistimos juntos, porque eu fico perguntando: o que está acontecendo agora? E agora? mas não estou olhando!kkkk Ninguém merece!Eu já assisti um pedacinho desse trailer e já levei um baita susto! Então, com certeza não irei assistir, apesar de também ser muito curiosa. Mas que ótimo que você gostou, parabéns, sua corajosa!kkkk Beijosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiiii se eu fosse seu marido eu te daria um cascudo, Márcia!
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Não quer ver mas quer saber o que está acontecendo? Oras bolas! Abra os olhos! Kkkkkkkkk
      Ri alto, viu...
      Eu espero que vc assista o filme! E que seu marido fique bravo com vc e não conte nadinha, assim, vc precisa abrir os olhos pra assistir! Rsrsr


      Beijos

      Excluir
  6. não sei... me parece que se assistir terei de dormir com a mamãe... entao... acho q nao rola ahhahhahahhahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Vai ter que dormir com a mamis por dias, gêmea!
      shIAUhsuais

      BEijos

      Excluir
  7. por um momento eu achei que fosse a minha irmã fazendo a resenha =D
    é a cara dela amar filmes de terror e depois dá três estrelas
    vc realmente tem razão oq é um filme de terror sem clichês?
    eu vi o trailer achei bem legal e quero assitir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, se num fosse esse desfecho sem pé e nem cabeça pra história da Diana, eu teria amado o filme! Mas, poxa vida! Deram uma história tão sem sentido pra dona moça, uai! Rsrsrsr
      Assista o filme e vem me contar o que achou!

      Beijos

      Excluir
  8. Oii Fabiii! Eu nem preciso dizer que terror me dxa louca né, tenho medo sim, mas eu amo esse gênero!
    Eu vi esses dias o filme, pra ser sincera no começo tva mto lerdinho, pensei que não iria gostar, mas eu insisti e fui até o fim, me surpreendi, ameeei msm!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei o começo meio chato também... apesar de que aquelas cenas iniciais foram de tirar o fôlego! SEN OR!
      sHIAUshuiahs
      Ainda bem que insistimos, né?

      Beijos

      Excluir
    2. kkkkkk vdd!
      Agora estou aguardando Anabelle 2 e It ...
      Bjs

      Excluir
    3. Aline... num me fala de IT, mulher!
      Preciso terminar o livro!
      E nem sei se eu vou ver o filme... num vi nem o antigo!
      É que eu tenho probleminhas com palhaços, sabe? Hahahha

      Beijos

      Excluir
  9. Oi Fabíola eu não curto filmes de terror de jeito nenhum, porque o que mais me impressiona não são as cenas e sim a droga das trilhas sonoras e efeitos sonoros, que exalta, exatamente quando está tudo quieto e em silêncio que aparecem as temíveis assombrações. Odeioooooooooooo. kkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Eu sempre incremento as trilhas sonoras com uns gritos, Adriana! Eu sou retardada e me assusto à toa! O povo que assiste filmes de terror comigo reclamam que se assustam mais com o meu grito do que com a cena em si! Mas fazer o queê? Eu sou assiiiimmmm! shUAIhsuIASH

      BEijos

      Excluir
  10. Caramba... Se depois de assistir Invocação do Mal 2 eu ficava correndo pela casa de noite, quando ia do banheiro para o quarto e a casa estava numa escuridão total, imagina com esse filme! Posso até assistir, mas só vou estar segura, sozinha, no escuro, cantando Pe. Marcelo. Hahaha

    Que bom que você gostou, estamos carentes de bons filmes de terror ultimamente. Ouvi dizer que o novo A bruxa de Blair é muito ruim, tu mais dá risada do que te assusta...

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina de Deus... Invocação do Mal 2 foi bad mesmo! Sonhei com aquela porcaria daquela freira duas noites seguidas! siUAHusihAIUShas

      E nesse filme rolou o trailer de A Bruxa de Blair ... e o trailer foi bacana. COmo sempre. Mas duvido que o filme seja bom. Os outros, em minha humilde opinião, foram um cocô! Ops.
      sHAIUshiuAs

      Beijos

      Excluir
  11. Eu adorei o trailer e sua opinião, mas eu não assistiria sozinha nem a pau. Sou um pouco medrosa mesmo kkkk. Mas acho que acompanhada e com a mão na cara eu encarava. Kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mão na cara? Aí não uai!
      sHUIAhsuiHAiushas
      Vamos combinar uma sessão pipoca do nosso grupo de etezinhas (agora vcs são as ET's) e a serumaninha aqui!
      sHUAIhsiUAHS

      Beijos

      Excluir
    2. Vamos marcar siim. Kkkk.
      E eu assistir o primeiro filme Invocação do Mal, com a mão no rosto. Kkk. Olhava entre os dedos, e assistir sozinha. Que arrependimento. Kkkk. Morri de medo.

      Excluir
  12. Não conheço o filme.
    Minha filha ama filmes de terror,já eu já fico com medo de ler algo,já me traumatizo nas épocas de Halloween que o povo perto da escola onde vivo vive com fantasias passando na rua nesta data.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkkkkkkkkk
      Simone, sua filha vai adorar a programação do PPP nesse mês de outubro então, viu!
      Eu sou suspeita pra falar pois adooooro terror!

      Beijos

      Excluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo