Menu em imagem

Image Map

18 junho 2016

{Senta que lá vem história... } ~ O tempo ~

Hey, pipow!
Como estão?

Como eu disse ontem, o fim de semana por aqui vai ser puxado... e o dia de hoje não foi diferente do que eu previa: trabalho árduo! Rsrsr...
E eu disse também que mesmo assim passaria por aqui pra dar um Oi... então, OIIII! Kkkkkkkkk

Hoje eu trouxe mais uma novidade para a nossa coluna mais amada: uma crônica. E uma crônica com uma pitada de humor, de crítica social que, tenho certeza, irão fazer vocês darem risadinhas e pararem pra pensar na loucura que são os nossos dias... e nas loucuras que as pessoas dizem que precisamos fazer.

O protagonista de hoje é O tempo, e ele está sendo analisado por nada mais, nada menos do que Luís Fernando Veríssimo. Pra quem não o conhece, Veríssimo é um colunista famosíssimo por suas crônicas bem humoradas sobres situações rotineiras, sobre assuntos "badalados" do momento e sobre tudo aquilo de maluco que vier em sua mente. Eu adoro sua prosa irreverente, e espero que gostem do que eu trouxe pra vocês hoje.


O Tempo
Luís Fernando Veríssimo

Dizem que todos os dias você deve comer uma maçã por causa do ferro.
E uma banana pelo potássio.
E também uma laranja pela vitamina C.
Uma xícara de chá verde sem açúcar para prevenir o diabetes.
Todos os dias deve-se tomar ao menos dois litros de água. E uriná-los, o que consome o dobro do tempo.
Todos os dias deve-se tomar um Yakult pelos lactobacilos (que ninguém sabe bem o que é, mas que aos bilhões, ajudam a digestão).
Cada dia uma Aspirina, previne o infarto.
Uma taça de vinho tinto também.
Uma de vinho branco estabiliza o sistema nervoso.
Um copo de cerveja para... não lembro bem para o que, mas faz bem.
O benefício adicional é que, se você tomar tudo isso ao mesmo tempo e tiver um derrame, nem vai perceber. 
Todos os dias deve-se comer fibra.
Muita, muitíssima fibra.
Fibra suficiente para fazer um pulôver,
Você deve fazer entre quatro e seis refeições leves diariamente.
E nunca se esqueça de mastigar pelo menos cem vezes cada garfada.
Só para comer, serão cerca de cinco horas por dia.

E não se esqueça de escovar os dentes depois de comer.

Ou seja, você tem que escovar os dentes depois da maçã, da banana, da laranja, das seis refeições e, enquanto tiver dentes, passar o fio dental, massagear a gengiva, escovar a língua e bochechar com Plax.
Melhor, inclusive, ampliar o banheiro e aproveitar para colocar um equipamento de som, porque entre a água, a fibra e os dentes, você vai passar ali várias horas por dia.

Há que se dormir oito horas por noite e trabalhar outras oito por dia, mais as cinco comendo são vinte e uma. Sobram três, desde que você não pegue trânsito.
As estatísticas comprovam que assistimos três horas de TV por dia. Menos você, porque todos os dias você vai caminhar ao menos meia hora (por experiência própria, após quinze minutos, dê meia volta e comece a voltar, ou meia hora vira uma).

E você deve cuidar das amizades, porque são como uma planta: devem ser regadas diariamente, o que me faz pensar em quem irá cuidar delas quando eu estiver viajando.
Deve-se estar bem informado também, lendo dois ou três jornais por dia para acompanhar as informações.

Ah! E o sexo.
Todos os dias, tomando-se o cuidado de não cair na rotina.
Há de ser criativo, inovador para renovar a sedução. Isso leva tempo e nem estou falando de sexo tântrico.

Também precisa sobrar tempo para varrer, passar, lavar roupa, pratos e espero que você não tenha um bichinho de estimação.

Na minha conta, são 29 horas por dia.

A única solução que me ocorre é fazer várias dessas coisas ao mesmo tempo!!!
Tomar banho frio com a boca aberta, assim você toma água e escova os dentes.
Chame os amigos e os seus pais.
Beba o vinho, coma a maçã e dê a banana na boca da sua mulher. 
Ainda bem que somos crescidinhos, senão ainda teria um Danoninho e, se sobrarem 5 minutos, uma colherada de leite de magnésio. Agora tenho que ir.

É o meio do dia, e depois da cerveja, do vinho e da maçã, tenho que ir ao banheiro. E já que vou, levo um jornal.

Tchau.

Se sobrar um tempinho, me mande um e-mail...




Que rotina louca, hein?
Já pararam pra pensar que se fizéssemos exatamente o dizem que precisamos fazer, não sobraria tempo pra nada? Para muitos, um dia é muito pouco para fazer tudo o que é preciso... agora imagine se tudo o que dizem por aí fosse uma obrigação? Aí sim teríamos motivos pra reclamar do tempo!

Eu vou ficando por aqui. Meu tempo está acabando... e tenho mais coisas pra fazer antes de dormir, rs!

Nos vemos no próximo post!
Beijos!


41 comentários:

  1. Não tenho costume de ler crônicas, mas essa é realmente divertida e fala de uma bela verdade. São tantas coisas que ouvimos ao longo da vida que chega a ser inacreditável, as vezes me pergunto de onde surgem esse tipo de coisa.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É cada coisa de maluco que falam por aí, né? Como se, para sobrevivermos, fosse preciso fazer todas essas coisas doidas... aaiiai... Rs

      Beijos

      Excluir
  2. Kkkkk adorei!! Aprendi que devemos ouvir menos os palpites alheios, e fazer o que nos faz bem, nos faz feliz! É igual remédio, cada um tem uma receita, um modo de usar e uma precaução! Se você der muita atenção para alguns palpites, no final você acaba enlouquecendo! Bom Fim de semana Fabi! Bjinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. Nada de ficar escutando o que esse povo tem a dizer. Siga seu coração e faça o que lhe der na telha. E isso nem é um conselho!
      shIAhsuHAisuhas

      Beijos

      Excluir
  3. Adorei!!
    Veríssimo é perfeito!!
    Ainda bem que não somos obrigados a fazer tudo isso!!
    Ufa!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como dizem um povo por ai...
      Não sou obrigada a nada!
      shIAhsuiHAs

      Beijos

      Excluir
  4. Esse homem é simplesmente um gênio, o modo como ele escreve é incrível e nos faz parar pra pensar. O tempo é realmente algo louco e se fôssemos fazer ao pé da letra tudo que a sociedade nos impõe não iriamos viver. Nessa nossa geração que faz tudo tão corrido, que se faz tudo ao mesmo tempo essa crônica é uma ótima crítica, as vezes temos que desacelerar se não a vida não faz sentido e vira apenas uma repetição de dias iguais e sem graça. Então que aprendamos a aproveitar melhor o nosso tempo.
    Amei vc ter trazido uma crônica pra gente hoje Fabi, mas tenho que admitir que já tô com saudade das historinhas de terror pra ler de madrugada rsrsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O bom do Veríssimo é que ele nos ensina, nos faz rir e nos dá uns tapinhas na cara, né?
      sHAIUshiuAHs

      E pode ter certeza de que nossos dias aterrorizantes estão quase de volta, rs!

      Beijos

      Excluir
  5. Amei a crônica! Realmente, o tempo é curto. Agora imagine as pessoas que tem escola ou faculdade, cansa só de pensar rsrs
    xoxo

    semitributo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cansa mesmo, Lívia! O dia parece ser pequeno pra tanta coisa, né?

      Beijos

      Excluir
  6. Olha, realmente, me vi nessa rotina maluca bem aí hahahahahha
    Amei a crônica, que não conhecia.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que todo mundo se pega pensando "ei, eu faço isso!"
      sHIAshiuAHs

      Beijos

      Excluir
  7. eu adoro o luis fernando veríssimo!!!
    e esse texto não foi diferente, realmente e a gente for fazer tudo como "mandam" pode por horas no dia e olha que ele não adiciona o tempo no trânsito!! (nem o tempo no face )
    outra coisa interessante é q se vc refletir, vc não vive e sim vira um robô fazendo as coisas sem sentir...
    bom vamos aproveitar o tempo ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim... viramos robôs que fazem a mesma coisa todos os dias... e a vida fica um saco!
      sHIUAhsiuhas

      Beijos

      Excluir
  8. Hahahaha Adorei a crônica!
    Ótima para refletir sobre a vida atual.
    Eu nunca havia lido nada do Luís Fernando Veríssimo, mas depois dessa crônica, vou procurar outros textos dele ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que procure e encontre bastante coisa boa por ai, Anna!

      Beijoss

      Excluir
  9. Aquele momento que você tira um tempo para analisar como nunca tem tempo pra nada....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu pensei a mesma coisa, Thiago! shiUHAiushAIUhs
      Aliás, a falta de tempo é o mal do século!

      BEijos

      Excluir
  10. Olá!!!
    Amo Luís Fernando Veríssimo, sempre nos faz refletir com bom humor.
    Realmente não dá para fazermos tudo com no nosso tempo do dia, mas é nosso dever utilizarmos da melhor maneira possível e reclamar menos.
    Certamente tem muita coisa do que dizem para fazer no dia eu devo fazer umas duas vezes na semana, acho que tá valendo kkk.

    Beijos
    Carla Fernanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, melhor que nada, Carla! shIAHsiuHAs
      Uma coisinha aqui e outra ali já contam, né? Rs.

      BEijos

      Excluir
  11. Crônicas de Veríssimo sempre me fazem refletir sobre a vida...Adoro contos, principalmente qdo tem essa ar de reflaxão que a gte fica horas e horas pensando na própria vida... Gostei mtoo do post!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Sempre que vejo que tem post novo dessa coluna, acho que história de terror! hahaha
    Adorei a crônica! Eu não faço quase nada disso, e acho que meu tempo está curto, imagina se eu fizesse!kkkkk


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. shIAHsuiHAs
      Pode ler sem medo, Ket! Mesmo se for terror, eu vou pegar leve, tá? Rs

      Beijos

      Excluir
  13. Muita comédia essa crônica, mas só assim pra gente refletir sobre tudo que a gente escuta por ai. Não dá pra ser 100% saudável ou perfeito, tem que filtrar e ver o que é mais necessário em determinado momento pra cada um. Mas um dia a gente chega lá hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma coisinha aqui e outra ali já ajudam, né Crissie? shIUAHisuHAs

      Beijos

      Excluir
  14. Oi Fabi,
    Gosto muito de Veríssimo, pode ser engraçado mas foi meu primeiro contato com os livros. Quando eu tinha uns 7 anos dei As mentiras que os homens contam de presente pro meu pai (eu não, minha mãe, eu só entreguei rs) e aí, por ser um livro "de adulto" eu ia todo dia ler um pedacinho. Claro que só entendi depois de um tempo, rs. E depois li comédias para se ler na escola para um trabalho do colégio. Enfim, gosto dele. Gostei da crônica também, e é verdade, nunca bate as coisas para fazer com as horas disponíveis por dia rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ia ler escondida, é claro. E era isso que tornava tudo legal rs.

      Excluir
    2. Escondido é mais gostoso, né? shIAhsihAs
      Gosto da família Veríssimo. Érico Veríssimo é um cara que adoro tb! Já leu algo dele?

      Beijos

      Excluir
    3. Fabi, ainda não li nada dele. Indica qual livro?

      Excluir
  15. Olá Fabíola,

    O Luís Fernando Veríssimo é ótimo, o o tempo está curto demais e em vez de 24 hs o dia tinha que ter 48hs.....kkk....bjs.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Marco! Se tivesse mais horas eles iriam arrumar mais coisas pra fazermos!
      sHAUIsiUAHs

      BEijos

      Excluir
  16. Gostei demais do texto!
    É exatamente assim, se fossemos fazer tudo que temos que fazer diariamente, não teríamos tempo para nada! Muito bom!

    Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  17. fiquei cansada so de ler... se é louco... se formos dar ouvidos a tudo que o povo diz a gnt não vive

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né? A gente fica só seguindo regras diariamente e viramos robôs! Afff...

      Beijos

      Excluir
  18. É exatamente assim!
    E pra quem estuda, como faz? Não dorme né... O dia podia ter 48hrs! hehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não come, num dorme, num faz nada... shIUAHsuihas

      Beijos

      Excluir
  19. Estou sentindo que esse texto é pra mim xD
    Enrolada pra caramba aqui hoje, faço coisas e nada sai, não faz e tem mais vinte, não tem tempo pra fazer uma só coisa e faz dez ao mesmo tempo. Tá uma loucura! Cadê as tais 29 horas?!
    Mas aí você para e pensa: e se fosse obrigada a fazer tudo o que dizem que tem que fazer? É mesmo, não daria pra não reclamar.

    ResponderExcluir
  20. Haa, essa eu já conhecia, mas é bom reler. Veríssimo é muito irreverente, e eu sempre pensava nessa crônica quando alguma matéria na TV ou internet dizia "deveríamos fazer isso N vezes ao dia, blábláblá". Acho que quando mais tempo o dia tivesse, além de suas 24h, mais tempo teríamos para reclamar da falta de tempo. Precisamos tirar o pé do acelerador! Parar de reclamar de tudo, agradecer mais! E digo isso não para os outros, mas também para mim mesma... E que atire a primeira pedra que vive uma vida plena, sem reclamar... Se alguém vive assim, me ensine a receita! Mas se isso envolver algumas coisas que temos de fazer diariamente, como comer uma maçã por dia, beber 2 litros de água e coisas do tipo, nem perca seu tempo...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Adorei essa crônica *-*
    E o pior é que é verdade. Por muitas das vezes acabamos nos deixando consumir pela rotina, e esquecemos do que realmente importa. Esquecemos de Viver :/

    ResponderExcluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo