Menu em imagem

Image Map

30 outubro 2015

{Hora da Pipoca} ~ TOP 20 - Filmes pra desidratar ~

Oiiiee pessoal!
Tudo bem?

No último feriado prolongado fiz o TOP 10 FILMES DE TERROR - e foi bacana demais!
Para este feriado, trago um TOP com 20 opções de filmes para vocês.
Listarei aqui longas que te farão chorar até que você desidrate!
Aconselho a todos a assisti-los com garrafas e mais garrafas de água por perto... E, em caso de desidratação das brabas, um médico deverá ser consultado! Rs...

Então vamos começar o chororô!

20- O Rei Leão.
O filme conta a história de Simba, um pequeno leãozinho que é filho de Mufasa, O Rei Leão, e da rainha Sarabi. O recém-nascido recebe a bênção do sábio babuíno Rafiki, mas, ao crescer, é envolvido nas artimanhas de seu tio Scar, o invejoso e maquiavélico irmão de Mufasa, que planeja livrar-se do sobrinho e herdar o trono. Quando Simba se vê injustamente acusado pela morte do pai, sua única chance de salvar sua vida é se exilar nas terras do reino. Ele encontra abrigo junto a dois outros excluídos da sociedade, um javali chamado Pumba e um suricato que se chama Timão. Os dois lhe ensinam a filosofia Hakuna Matata - viva sem preocupações. Anos depois, Simba é encontrado por Nala, sua amiga de infância. Após esse encontro e ao saber a que pé andam as coisas no reino, Simba deve decidir se volta e assume seu lugar na Pedra do Rei ou se ignora Nala e a destruição causada por seu tio Scar.

Se você não chorou ao ver Mufasa morto, bom sujeito não é. E tenho dito!


19- Pokemon - Mew x Mewtoo.
Cientistas trabalham para criar o mais forte e poderoso pokemon de todo o planeta. Seus esforços resultam em Mewtoo, um pokemon de poderes psíquicos. Porém essa criatura se rebela, destrói o laboratório e todos os cientistas, provocando uma batalha entre os melhores treinadores de pokemon a fim conquistar o planeta.

Me julguem. Mas amooooo Pokemon! E chorei litros nesse filme quando o Ash vira pedra - pra mim ele morre! - E todos os pokemon a sua volta se emocionam. Chorei como se eu também fosse um deles!


18- Toy Story 3.
Andy tem 17 anos e está prestes a ir para a faculdade. Desta forma, precisa arrumar o quarto e definir o que irá para o lixo e o que irá para o sótão. Seus antigos brinquedos - entre eles Buzz Lightyear, Jessie e o Sr. Cabeça de Batata - são separados para serem guardados no sótão, entretanto uma confusão faz com que a mãe de Andy os coloque no lixo. Woody, que será levado por Andy para a faculdade, decide salvá-los. O grupo escapa, mas acaba no carro da mãe de Andy. Ela leva a uma creche diversos brinquedos, entre eles Barbie. Ao chegarem, os amigos encontram um universo até então inimaginável, onde os brinquedos sempre têm crianças para brincar com eles.

Triste se separar de seus brinquedos queridos, né?


17- Up! Altas aventuras.
Carl Fredricksen é um vendedor de balões que, aos 78 anos, está prestes a perder a casa em que sempre viveu com sua falecida esposa Ellie. O terreno onde a casa fica localizada interessa a um empresário e o mesmo quer construir um edifício no local. Após um incidente em que acerta um homem com sua bengala, Carl é considerado uma ameaça pública e forçado a  se internar em um asilo. Para evitar que isso aconteça, ele enche milhares de balões em sua casa, fazendo com que ela levante vôo. O objetivo de Carl é viajar para uma dada floresta na América do Sul, um local onde ele e Ellie sempre desejaram morar. Só que, após o início da aventura, ele descobre que seu pior pesadelo embarcou junto: Russel, um menino de oito anos.

Impossível não se emocionar com a história de Ellie e Carl... nem com o carinho que nasce entre o velhinho e o pequeno e levado Russel. Chorei liiiitros viu! Eu quero um amor desses pra mim!



16- Marley e eu.
John e Jennifer Grogan casaram-se recentemente e decidiram começar uma nova vida na Flórida. Lá, eles trabalham em jornais concorrentes, compram um imóvel e enfrentam os desafios de uma vida real de casal. Indeciso sobre sua capacidade de ser pai, John busca conselhos com seu colega Sebastian, que sugere que ele compre um cachorro para a esposa. John aceita a sugestão e adota Marley, um labrador super fofinho que logo se transforma em um cachorro enooorme de quase 50kg, transformando a casa deles num caos.

Eu amo cachorros. Todo e qualquer filme que envolva esses pacotinhos de amor acabam comigo! E com Marley não foi diferente...



15- Sempre ao seu lado.
Parker Wilson é um professor universitário que, ao retornar do trabalho, encontra na estação de trem um filhotinho de cachorro da raça Akita, conhecido por sua lealdade. Sem ter como deixá-lo na estação, Parker o leva para casa mesmo sabendo que Cate, sua esposa, é contra a presença de um cachorro. Aos poucos Parker se afeiçoa ao filhote, que tem o nome Hachi escrito na coleira em japonês. Cate cede e acaba aceitando a permanência do bichinho. Hachi cresce e passa a acompanhar Parker até a estação de trem todos os dias, retornando ao local no horário em que o professor volta de seu trabalho. Até que um acontecimento inesperado altera a sua vida.

Mais um filme com pacotinhos de amor que me emociona ao extremo! Gente... quanta lealdade! Quanto amor! Snif, snif...

14- Meu primeiro amor.
Vada Sultenfuss, uma garota de 11 anos, é obcecada com a morte. Sua mãe morreu e seu pai Harry é um gerente funerário que não lhe dá a devida atenção. Vada é apaixonada por Jake Bixler, seu professor de inglês, e no verão faz parte de uma classe de poesia só para impressioná-lo. Paralelamente é muito amiga de Thomas J. Sennett, um garotinho que é alérgico a tudo - tudo mesmo! Quando Harry contrata Shelly DeVoto para ser maquiadora de defuntos e se apaixona por ela, Vada se sente ultrajada e quer fazer qualquer coisa para separá-los, até que um acontecimento trágico a faz mudar o foco.

Até hoje quando assisto esse filme eu me debulho em lágrimas. Sei as falas de trás pra frente e de frente pra trás... e não me canso. Choro largado!!!!



13- Um amor para recordar.
Em plenos anos 90, Landon Carter é punido por ter feito uma brincadeira de mau gosto na escola. Como punição, ele é encarregado de participar de uma peça teatral que está sendo montada na instituição. É quando ele conhece Jamie Sullivan, uma jovem estudante de uma escola pobre. Com o tempo, Landon acaba se apaixonando por Jamie que, por razões pessoais, faz de tudo para escapar de seu assédio.



12- Forrest gump - O contador de histórias.
Quarenta anos da história dos EUA vistos pelos olhos de Forrest Gump, um rapaz com QI abaixo da média e boas intenções. Por obra do acaso, ele consegue participar de momentos cruciais, como a Guerra do Vietnã e Watergate, mas continua pensando no seu amor da infância, Jenny Curran.

Vem cá, Forrest, me dê um abraço!
Buuuaaaa...



11- Patch Adams - O amor é contagioso.



Em 1969, após tentar se suicidar, Hunter Adams voluntariamente se interna em um sanatório. Ao ajudar os outros internos, descobre que deseja ser médico, que quer ajudar as pessoas. Deste modo, sai da instituição e entra na faculdade de medicina. Seus métodos pouco convencionais causam espanto no início, mas aos poucos vai conquistando a todos, com exceção do reitor, que quer arrumar um motivo para expulsá-lo mesmo ele sendo o primeiro da turma.

Assisti esse filme pela primeira vez no colégio, a intenção era fazer uma redação sobre o mesmo. Fui zoada pelo resto do ano por ter chorado e soluçado durante o filme! A verdade é que é tão lindo ver pessoas como Hunter, que, só de me lembrar, meus olhos já lacrimejam...

10- Túmulo dos vaga-lumes.


Os irmãos Setsuko e Seita vivem no Japão em meio a Segunda Guerra Mundial. Após a morte da mãe num bombardeio americano e a convocação do pai para a guerra, eles vão morar com alguns parentes. Insatisfeitos, saem da cidade e acabam num abrigo isolado na floresta, onde lutam contra a fome e as doenças, mas ainda assim, encontram uma forma de se divertir, sendo a preferida, brincar com as luzes dos vaga-lumes.

Uma animação japonesa dos anos 80 impecável e emocionante. O amor entre esses dois irmãos é algo que nos toca profundamente, e todos os problemas que eles enfrentam nos comove muito! Simplesmente assista!

09- Amor.
George e Anne são um casal de aposentados apaixonados por música. Eles têm uma filha musicista que vive em outro país. Certo dia Anne sofre um derrame e, infelizmente, fica com um lado do corpo paralisado. O casal de idosos passará por uma série de graves obstáculos, pondo à prova todo o seu amor.

Filmes onde idosos são unidos e cuidam um do outro me tocam muito. Sempre me fazem lembrar dos meus avós, sabe. Eles têm mais de 60 anos de casados e ainda se cuidam e se amam muito. Sempre que vejo um casal velhinho passando por dificuldades e ultrapassando todas elas, a emoção toma conta!

08- Olga.


Berlim, início do século XX. Olga Benário é uma jovem judia alemã. Militante comunista, é perseguida pela polícia e foge para Moscou, onde recebe treinamento militar e é encarregada de acompanhar Luís Carlos Prestes de volta ao Brasil. Na viagem, enquanto planejam a Intentona Comunista contra o presidente Getúlio Vargas, os dois acabam se apaixonando. Parceiros da vida política, Olga e Prestes terão de lutar pelo amor, pelo comunismo, e, principalmente, pela sobrevivência.


07- Menina de Ouro.
Frankie Dunn passou a vida nos ringues, tendo agenciado e treinado grandes boxeadores. Frankie costuma passar aos lutadores com quem trabalha a mesma lição que segue para a sua vida: antes de tudo, se proteja. Magoado com o afastamento de sua filha, Frankie é uma pessoa fechada e que apenas se relaciona com Scrap, seu único amigo, que cuida também de seu ginásio. Até que surge em sua vida Maggie Fitzgerald, uma jovem determinada que possui um dom ainda não lapidado para lutar boxe. Maggie quer que Frankie a treine, mas ele não aceita treinar mulheres e, além do mais, acredita que ela esteja velha demais para iniciar uma carreia no boxe. Apesar da negativa de Frankie, Maggie decide treinar diariamente no ginásio. Ela recebe o apoio de Scrap, que a encoraja a seguir adiante. Vencido pela determinação de Maggie, Frankie enfim aceita ser seu treinador.



- O caçador de pipas.
Kabul. Amir e Hassan são dois amigos que se divertem em torneios de pipas, compartilham da mesma paixão por filmes e também por livros. Após a vitória em um importante torneio, a traição de de um menino marcará para sempre a vida de ambos. Amir passa a viver nos Estados Unidos com seu baba, retornando ao Afeganistão após 20 anos. É quando ele enfrenta a mão de ferro do governo talibã para tentar consertar os erros do passado.

Nem se compara ao livro... Mas ainda assim é uma excelente adaptação. "Por você eu faria isso mil vezes!"


05- O menino do pijama listrado.


Alemanha, Segunda Guerra Mundial. O menino Bruno, de 8 anos, é filho de um oficial nazista que assume um cargo importante em um campo de concentração. Sem saber realmente o que o seu pai faz, ele deixa Berlim e se muda com ele e a mãe par uma área isolada, onde não há muito o que fazer para uma criança com a idade dele. Os problemas começam quando ele decide explorar o local e acaba conhecendo Shmuel, um garoto de idade parecida, que vive usando um pijama listrado e está do outro lado de uma cerca eletrificada. A amizade cresce entre os dois e Bruno passa cada vez mais a visitá-lo, tornando a relação mais perigosa do que eles imaginam.

04- A menina que roubava livros.
Durante a Segunda Guerra Mundial - olha ela aí de novo - , uma jovem garota chamada Liesel Meminger sobrevive fora de Munique através dos livros que ela rouba. Ajudada por seu pai adotivo, ela aprende a ler e a partilhar livros com seus amigos, incluindo um homem judeu que vive clandestinamente em sua casa. Enquanto não está lendo e nem estudando, ela realiza algumas tarefas para a mãe e brinca com seu amigo Rudy.

Nunca os livros foram tão valorizados. Nunca um beijo foi algo tão doloroso. E nunca uma xingamento - saumensch - foi algo tão carinhoso.

03- A culpa é das estrelas. 
Diagnosticada com câncer, a adolescente Hazel Grace Lancaster se mantém viva graças a uma droga experimental. Após passar anos lutando com a doença, ela é forçada pelos pais a participar de um grupo de apoio. Lá ela conhece Augustus Waters, um rapaz que também sofre com câncer. Os dois possuem visões muito diferentes do mundo, mas, ainda assim, se apaixonam. Juntos, atravessam todas as dificuldades causadas pela doença, mantendo-se otimistas e apoiando um ao outro.

Okay? Okay,


02- À espera de um milagre.
1935, no corredor da morte de uma prisão sulista. Paul Edgecomb é o chefe da guarda da prisão que tem Jonh Coffey como um de seus prisioneiros. Aos poucos, desenvolve-se entre eles uma relação incomum, baseada na descoberta de que o prisioneiro possui um dom mágico que é, ao mesmo tempo, misterioso e maligno.

"Parece café, mas não é café."



1- À procura da felicidade.
Chris Gardner é um pai de família que enfrenta sérios problemas financeiros. Apesar de todas as tentativas de manter a família unida, Linda, sua esposa, decide partir. Chris agora é pai solteiro e precisa cuidar de Christopher, seu filho de apenas 5 anos. Ele tenta usar a sua habilidade como vendedor para conseguir um emprego melhor, que lhe dê um salário mais digno. Chris consegue uma vaga de estagiário numa importante corretora de ações, mas não recebe salário pelos serviços prestados. Sua esperança é que, ao fim do programa de estágio, ele seja contratado e assim tenha um futuro promissor na empresa. Porém seus problemas financeiros não podem esperar que isso aconteça, o que faz com que sejam despejados. Chris e Christopher passam a dormir em abrigos, estações de trem, banheiros e onde quer que consigam um refúgio à noite, mantendo a esperança de que dias melhores virão.

Só de me lembrar de determinadas cenas, fico arrepiada, emocionada.
Esse filme sem dúvida é o melhor e mais triste de todos os tempos.

Curtiram?
O que não falta é opção para que você derreta nesse fim de semana prolongado, rs!

Super beijo!



12 comentários:

  1. chorando litros só de lembrar os que ja assistir... Up altas aventuras é triste de mais.... mas acaba bem, marley e eu nem se falaaaa é muito choro......a espera de um milagre é lindo de morrer..... e a culpa e das estrelas ja morri no livro.... o filme foi so pra concretizar as lágrimas...... como sou chorona até o patinho feio acaba comigo ... buaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aline, para as coisas do dia-a-dia até que sou durona... Mas para filmes e livros sou uma manteiga derretida! E esses aí acabaram comigo... Rs!

      Excluir
  2. Só tem um que não assisti. Tô bem na foto
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Oi Fabíola, sua linda, tudo bem
    Você realmente é malvada, me fez lembrar de histórias que realmente são para chorar!!!!! Tem um, em especial, que todos deveriam ver, é a coisa mais linda, mais sensível e que eu vi por um acaso, nem conhecia, Up! Altas aventuras!!!!!!! A Espera de um Milagre, À Procura da Felicidade E Um amor para recordar também são grandes filmes.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cila, acho que todo mundo desidratou só de ver né? Rsrrs
      Eu nem sou muito chorona... Mas esses aí, vou te falar! Me fizeram derreter mesmooo!!!
      Rsrsrs

      Beijos

      Excluir
  4. Não tem como não chorar nesses,o que eu mais chorei acho que foi Um amor para recordar,uma história emocionante <3
    Agora me deu uma vontade de assistir todos de novo só pra reviver a emoção rs :) :)
    Ameii <3
    Beijos ^.^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jennyfer, já vi Um amor pre recordar inúmeras vezes e sempre choro! Bora fazer uma sessão remember de todos eles! Rs...
      BEijos

      Excluir
  5. Desses filmes todos (e de todos que assisti), só chorei em O Rei Leão e Pokémon. Quando eu era criança, eu era mais sensível. Eu chorava toda vez que o Mufasa morria e o Ash virava pedra. Num dia, decidi que não ia ser masoquista e acabava passando essas partes.
    Quando fui assistir A Culpa É Das Estrelas, eu ficava era rindo do povo que estava chorando hahahahah
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu, eu nem vi A culpa é das Estrelas no cinema pra não pagar mico! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Chorei demais quando li o livro... .E no filme algumas lágrimas fujonas escaparam! Rs...
      Preciso voltar a ser durona tb!
      kkkkkkkkk

      Beijos

      Excluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo