Menu em imagem

Image Map

06 agosto 2017

{Hora da pipoca!} ~ Filme X Livro - Coraline ~

Oi  oi, pipows!
Como estão?

Eu andei meio sumida daqui, e nem preciso dizer os motivos, né. O de sempre. Correria!
Pra vocês terem ideia, faz mais ou menos uns cinco ou seis dias que eu estou fazendo esse post e o danado do tempo não colabora pra que eu termine. Jesus, que semana mais bad foi essa?
Mas hoje eu vim pra fazer algo que eu venho planejando há muuuuito tempo. Vim para comparar livros e seus respectivos filmes.

Para começar nosso novo bate papo, resolvi reler um livro muito querido e amado por mim, e após fazer a releitura, assisti novamente o filme baseado nele. Trata-se de Coraline, de Neil Gaiman.
Vamos às comparações?


Antes de começar as devidas comparações, vamos aos fatos da estória.
Coraline e sua família acabam de se mudar para algo que pode ser chamado de prédio, talvez. Nele moram pessoas um tanto quanto excêntricas, e tais excentricidades deixam a garota ainda mais curiosa. Ela é uma exploradora nata, adora desafios e coisas diferentes, mas isso não a impede de ficar extremamente entediada.


Sua família pode ser chamada de excêntrica também. Sua mãe é séria demais, não dá atenção às lamúrias da garota, seu pai, bitolado demais com o trabalho, também não dá a atenção que a garotinha gostaria de ter. As refeições em sua casa são um tanto quanto malucas, os móveis, brinquedos e afins ainda estão em caixas, pois os pais de Coraline ainda não encontraram tempo para colocar tudo em seu devido lugar. Cansada de tudo isso, a nossa pequena aventureira sai para explorar.

E em uma de suas expedições ela acaba encontrando uma portinha na sala de estar de sua casa, e para abri-la, é necessário ter uma chave suuuuper antiga que, para sua sorte, fica lá na sua cozinha.



Ao passar pela porta, Coraline encontra uma casa igualzinha a sua, porém melhor. Tudo nela é do jeitinho que ela gostaria que fosse. Cores vivas, comida gostosa, um quarto divertido e com todos os brinquedos que uma garota poderia sonhar em ter. E o melhor: lá tem pais que a ouvem, a amam e lhe dão toda atenção do mundo. Será um sonho? A "Outra Mãe" diz que não. Diz que tudo ali foi feito para deixa-la feliz, para fazer com que ela sorria para sempre.

Mas nem tudo são flores não, pipows...
Esses "Outros Pais" são um tanto quanto peculiares. Eles têm botões no lugar dos olhos. Seus vizinhos também. Ela quer ficar ali para sempre, mas sente que há algo errado... e seus instintos estão certos.

Ficha técnica
Livro
Título: Coraline
Autor(a): Neil Gaiman
Páginas: 155
Editora: Rocco
Sinopse: Em uma noite chuvosa, a menina consegue abrir uma porta que sempre estivera trancada na sala de visitas de casa e descobre um caminho para um misterioso apartamento "vazio" no quarto andar do prédio. Para sua surpresa, o apartamento não tem nada de desabitado, e ela fica cara a cara com criaturas que afirmam ser seus "outros" pais. Na verdade, aquele parece ser um "outro" mundo mágico atrás da porta. Lá, há brinquedos incríveis e vizinhos que nunca falam seu nome errado. Porém a menina logo percebe que aquele mundo é tão mortal quanto encantador e que terá de usar de toda a sua inteligência para derrotar os seus adversários.

*

Filme
Título: Coraline e o mundo secreto
Data de lançamento: 13 de fevereiro de 2009.
Elenco: Dakota Fanning, Teri Hatcher, Jennifer Saunders (dentre outros).
Direção: Henry Selick
Gênero: Animação, Fantasia
Sinopse: Entediada em sua nova casa, Coraline Jones um dia encontra uma porta secreta. Através dela tem acesso a uma outra versão de sua própria vida, a qual aparentemente é bem parecida com a que leva. A diferença é que neste outro lado tudo parece ser melhor, inclusive as pessoas com quem convive. Coraline se empolga com a descoberta, mas logo descobre que há algo errado quando seus pais alternativos tentam aprisioná-la nesse novo mundo.

Capa do livro x Cartaz do filme

     

Eu já falei aqui uma série de vezes que sou super fã do Gaiman, né? E não é mentira. Eu simplesmente amo o seu jeitinho obscuro e fofinho de contar estórias. Acho que ele sempre capricha nos elementos sobrenaturais e cria coisas/pessoas/personagens que nos marcam pra sempre. Mas, convenhamos, ele não caprichou na capa desse livro, não. Não ficou assustadora, não ficou bonita... ficou esquisita por demais, não acham? Sinceramente, até hoje eu não entendi de onde tiraram essa menina estranha pra colocar aí.

Em compensação, a capa do filme é uma gracinha! Eles criaram uma personagem que veste bem suas características. Tem a carinha sapeca e curiosa, até mesmo suas roupinhas ficaram condizentes com a trama - tanto do livro quanto do filme. Ponto pro filme!

Personagens

O filme nos traz dois personagens a mais: um carinha inteligente e falante, da idade de Coraline, neto da - ao que parece - dona do Pink Palace. Seu nome é Wybie, e eu o adorei assim que ele apareceu. Me lembro que quando assisti o filme pela primeira vez fiquei encantada por ele parecer com um colega de classe. Amei!
Além dele, temos também a sua avó, que não me lembro o nome. Ela é mencionada em alguns momentos do filme e lá no finalzinho dá o ar da graça. Uma senhorinha super simpática.

Achei essa inclusão bem-vinda, pois Coraline se tornou mais interessante ainda, enriqueceu a trama com diálogos bem humorados e um tanto quanto ácidos, rs.

Fidelidade: o filme é fiel ao livro? 
Sim e não.
Oi?


Coraline é um livro curto, se não me engano, tem menos de 200 páginas. Mesmo sendo curtinho, ele é super rico em personagens, personalidades, fantasias e loucuras. O filme foi fiel nesse quesito, trouxe praticamente tudo o que o livro propõe, mas ele não fica por aí.

Como mencionei ali em cima, há novos personagens, há novas situações - por exemplo, a criação de um jardim como a menina sempre sonhou. O fato de aquilo que imaginamos ter ganhado vida também faz com que o filme fique mais rico em detalhes, é óbvio, mas em suma, foram fiéis às descrições do autor. Os personagens ficaram bem parecidos com o que foi narrado, até mesmo seus trejeitos são fiéis. Tudo o que foi incluso foi, para mim, um plus: enriqueceu a trama e não prejudicou a proposta original da estória. 

Batendo o martelo: o filme vale a pena ou não?

Siiiimmmm!
Gente, eu sempre achei Coraline um filme terrorzinho infantil. Acho que toda criança deveria assistir pra aprender o valor da família, entender os limites e também a possível falta de tempo dos pais - não estou dizendo que os pais têm o direito de negligenciar seus filhos, hein? Só estou dizendo que a vida adulta é louca e que nem sempre temos tanto tempo quanto gostaríamos para os pequenos, e eles nem sempre entendem. Acho que Caroline ajudaria muito a criançada a dar valor ao que têm - casa, brinquedos, família. Podem aprender que nem sempre a grama do vizinho é mais verdinha...

Apesar das várias mudanças, como eu disse, a trama do filme é fiel à do livro. Não houve nenhuma mudança brusca demais, nada que deixe os espectador fulo da vida por causa do final ou por alguma outra coisa no decorrer da estória.

Sou suspeita para falar de animações, pois raramente uma me desagrada, mas esta em especial, merece todo o meu - e o seu! - amor. Além de ter mantido o roteiro original, nos transporta pra um mundo que nos dá um friozinho na barriga, nos envolve com as aventuras e nos deixa apreensivos quando é preciso, assim como no livro, que eu também amei muuuuuito.


Avaliação final 
Filme

 

Livro




E aí, gente! Gostaram da nossa nova pseudo-coluna? Rs!
Eu espero que sim! Confesso que eu adorei e que estou super animada.
Me diz aí o que achou, please!
Se curtiu o formato, os itens abordados... o que passou e o que faltou...
Sua opinião é muito importante para nós! 😊 #MomentoTelemarketing

Eu vou ficando por aqui!
Excelente fim de semana pra vocês.

Beijocas!

12 comentários:

  1. Olá !!
    Acredita que nunca li e nem assisti o filme 😡.AINDA !
    Já ouvi falar e tenho muita vontade de assistir.
    Adorei pseudo- coluna!! Continue sim !! Ficou linda !!
    Quero mais filme/livro.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que mude isso em breve, Mich! Vc não sabe o que está perdendo, rsrs!
      E fico feliz por ter gostado da pseudo-coluna! Agora fiquei mais animada a continuar, hehehe.

      Beijocas!

      Excluir
  2. Oi Fabii, nunca li esse livro, mas já vi o filme e achei muito lindo. Eu amo animações, então sou suspeita pra falar hehehe E amei a ideia da nova coluna, por mim deve ter sempre
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse filme é amorzinho demais, Crissie!
      O livro é tão amorzinho quanto. Leia!
      E fiquei feliz em saber que curtiu a coluna! Sem dúvidas farei posts assim mais vezes, hehe.

      Beijoca!

      Excluir
  3. Olá, eu nunca assisti essa animação, acredita? E nem sabia que a mesma era derivada de um livro, que por sua vez é assinado pelo MARAVILHOSO Neil Gaiman. Pelo post vejo que o filme tem uma fotografia peculiar, com contrastes fechados que criam uma aura sombria (A.DO.RO). P.S. Essa capa me lembra as esculturas dos Maias, sabe aqueles totens de madeira? Então.... Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alison, espero que isso mude muito em breve, pois tanto o filme quanto o livro são maravilhosos! Amei muuuuito!
      E a aura de ambos é bem sombria mesmo. Por isso que eu disse que é um terrorzinho pra criança, rs!

      Agora que vc falou, realmente a capa lembra aqueles totens... e talvez isso até faça um pouco de sentido com a trama!

      Beijooos

      Excluir
  4. Fabi!
    Não tive oportunidade de ler o livro ainda, mas já assisti o filme pelo menos umas três vezes e pelo que vi, é bem fiel ao livro.
    Acredito que mesmo sendo um livro infanto juvenil, ele extrapola o entendimento para adultos, porque o assunto envolve família, relacionamentos, etc...
    Desejo uma ótima semana!
    “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é super fiel, Rudy! Coisa rara de se acontecer, vamos combinar, né?
      Adoro ambos, espero que vc possa ler o livro assim que possível.

      Beijocas

      Excluir
  5. Adorei a ideia dessa coluna Fabi, pode vim mais sim =)
    Li apenas um livro do Neill Gaiman - O Oceano no Fim do Caminho – e adorei a narrativa desse autor, ele escreve com muita profundidade e de uma forma única, me vi completamente envolvida com a história.
    Adoro a animação Coraline e o Mundo Secreto, mas ainda não tive a oportunidade de ler esse livro tão fascinante. Amo histórias que são narradas através da perspectiva de uma criança, e a Coraline tem uma personalidade muito marcante.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Gaiman é um cara que nos marca muito, que tem um quê diferente para a fantasia. Ele sem dúvidas é um dos meus autores preferidos, até hoje tudo o que li ele deixou o meu coração super quentinho - amo demais!
      Espero que possa ler o livro em breve, pois ele é um clássico de Gaiman!

      Beijocas

      Excluir
  6. Acredita que nunca li o livro e nem assisti o filme? Conhecia a história mas nunca fui atrás :O
    Realmente a capa do filme é melhor, a do livro é estranha, e pelo que você falou da história, não tem nada a ver.
    Quero conhecer a vó *-*, deve ser muito fofinha <3
    Que bom saber que o livro foi fiel ao livro, acho que por ter poucas páginas como você citou é mais fácil de acrescentar tudo.
    Adorei essa nova coluna do blog, quero mais posts assim com certeza!
    E vou ver o filme esse final de semana mesmo, fiquei curiosa *-*
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que ame o filme assim como eu amo, Line! É muito amor!
      Depois vem me contar o que achou! ;)

      Beijocas

      Excluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo